Lua nova de Virgem

Lua nova no grau 6º46´de Virgem, 11.37 h, 30 de Agosto

Antes de mais vou tocar na origem do significado da palavra Virgem:

Antigas sacerdotisas da lua eram chamadas de virgens. ‘Virgem’ significava não-casada, não-pertencente a um homem – uma mulher que era “uma em si mesma”… portanto uma mulher livre, acrescento eu!

A palavra deriva do Latim, significando força, habilidade, e mais tarde foi aplicada a homens como ‘viril’. Ishtar, Diana, Astarte, Isis (1) eram todas chamadas Virgens, o que não se referia à sua castidade sexual, mas à sua independência sexual. E todos os grandes heróis de culturas passadas, míticos ou históricos, eram ditos serem nascidos de mães virgens: Marduk, Gilgamesh, Buda, Osíris, Dionísio, Genghis Khan, Jesus – todos eram reconhecidos como filhos da Grande Mãe, a Força Original, e seus enormes poderes provinham dela.

Quando os Hebreus usaram a palavra, no original em Aramaico significava “mulher jovem”, “donzela”, sem conotações de castidade sexual. Mais tarde, tradutores cristãos não aceitaram a “Virgem Maria” como uma mulher de sexualidade independente e distorceram o significado para sexualmente pura, intocada, casta”.

Isto é retirado do livro The Great Cosmic Mother: Rediscovering the Religion of the Earth (A Grande Mãe Cósmica: Redescobrindo a religião da Terra) da autora Monica Sjöö

O símbolo onde acontece a Lua nova de Virgem não podia ser mais contraditório! É: “Um harém”…. precisamente onde as mulheres não são o que a palavra virgem significa, nem de uma maneira, pior… nem de outra!

Vivemos numa civilização patriarcal, onde os valores masculinos dominam, onde se desconsidera tudo o que pertence ao universo feminino. Algures no passado longínquo todos começamos a acreditar que as coisas que os homens faziam eram de facto importantes! Minuto 2.51 deste vídeo da Vandana Shiva “Deixaram para as mulheres o trabalho que não era considerado importante. Ir para a guerra e matar era considerado importante. Obter lucros à custa dos outros países era considerado importante. Homens poderosos determinaram isso e encarregaram os homens não poderosos de fazer o trabalho sujo. As mulheres foram deixadas para fazer as coisas reais: prover a água, prover a comida, cuidar da família. Os valores de que precisamos são os valores do conhecimento de como viver com a natureza. Isso é conhecimento de mulheres. Precisamos de conhecimentos de como cuidar. Isso é conhecimento. Agora chamam de inteligência emocional. Precisamos de conhecimentos de como partilhar. Essa é uma necessidade que teremos cada vez mais no futuro. Numa época de privatização e de extracção, as mulheres, com o seu cuidado e capacidade de compartilhar serão as mestras de como ser humano no futuro.” Astrologicamente tudo isto encaixa em três nodos norte, três setas que apontam onde para a cura deste planeta. Nodo norte da Lua, de Plutão e de Saturno em Caranguejo. Quando ela refere que os novos valores de que precisamos passam pelo conhecimento de como viver com a natureza, remete-nos para Urano em Touro, e a revolução de valores que já está em marcha. Quando a revolução estiver concluída, não será mais viável queimar florestas para criar animais para a agropecuária cujo único interesse é o lucro. É isto que por exemplo está a acontecer com a Amazónia. Lucro que pisa em cima da natureza, do respeito e bem estar dos animais, até da saúde humana altamente prejudicada pelo exagerado consumo de carne. E é isto apenas um exemplo da estupidez que nos governa hoje, usando novamente as palavras ditas no inicio do vídeo.

Concentro-me agora nos detalhes astrológicos que caracterizam esta Lua nova em Virgem, “época para semearmos novas intenções”. Neste signo estão todos os os cinco planetas pessoais, Sol, Lua, Mercúrio, Vénus e Marte, aqueles que representam a matéria prima com que criamos a nossa vida: intenções, sentimentos e emoções, pensamentos, valores e acções. Virgem, signo de energia feminina e do elemento terra, relaciona-se com rotinas de trabalho e de organização, métodos para alcançarmos mais eficiência, atenção ao que é saudável, atenção aos pormenores, disponibilidade para ajudar, análise racional das circunstâncias que conduz à noção do que é bom e do que não nos serve, sentido crítico portanto, diligência e discrição. As tarefas associadas a Virgem não são glamourosas, não dão nas vistas, mas são o suporte de vida sem o qual não podemos passar. Prover a água, prover a comida, cuidar da casa e da família são tarefas de Virgem. Organizar a roupa dos miúdos, ir levá-los e ir buscá-los à escola, preparar as marmitas tão em moda, colocar a roupa na máquina, fazer a lista das compras, cuidar dos familiares idosos que ficam dependentes, cuidar de nós mesmos, da nossa saúde e bem estar… a lista é infindável! Tudo isto melhora a nossa vida e a dos que nos rodeiam. Todas estas tarefas valem ouro! Foram tarefas desde sempre à responsabilidade das mulheres, começam a ser de cada vez mais homens também, mas… temos mesmo a consciência de que valem ouro? Algumas pessoas sim têm, e tenho verificado isso. Outras não, a maioria não! Eu não tinha, adquiri essa consciência nos últimos anos. A sociedade não tem, a civilização patriarcal definitivamente nunca teve essa consciência e portanto não admira que 2/3 das tarefas de melhoram a nossa vida e a de todos ao nosso redor sejam executadas por mulheres sem qualquer tipo de reconhecimento. Espreitem aqui … e respirem fundo porque irritará aqueles menos acomodados, que espero seja a totalidade de quem vai ler isto!

Reverter este estado de coisas está em marcha, não há Velhos do Restelo que possam travar o processo! É por isso que existe a designação “o regresso do feminino”. Mas se parece que não temos nada para fazer a não ser esperar por melhores dias, desenganem-se, a não ser que aceitem continuar a pertencer a um “harém” que no caso será a uma sociedade que não olha as mulheres a não ser como objectos (e os homens igualmente), úteis por sinal, já que com a entrada maciça no mundo do trabalho fora de casa e com o aumento dos rendimentos familiares disponíveis, ajudaram a tornar monstruosa a sociedade de consumo, uma sociedade gananciosa que rouba constantemente recursos à Casa Mãe Terra, que queima, que quebra, e tomaria (2) tudo até ser tarde demais… se a Terra, e o universo do que está para lá do visível, não fossem tão mais poderosos do que podemos imaginar! E não há nada mais poderoso do que o Poder do Amor (3), essa força, energia ou sei lá o que seja, que nos faz sacudir o abismo!

O que é que está nas nossas mãos capaz de nos retirar do harém onde não somos livres, nem mais do que simples objectos decorativos e de prazer, ao serviço do Sultão, leia-se sistema instituído, leia-se sociedade de consumo brutal? A Lua nova faz trígono a Urano em Touro, a Lua nova de Virgem apoia a revolução de valores. Percebam o valor, a importância, de todas as pequenas coisas que fazem no dia a dia, para melhorarem a qualidade da vossa vida, percebam o valor que há em cuidar não só das nossas crianças e familiares doentes ou débeis, mas em cuidar dos animais, das plantas, da casa, de fazer escolhas mais ecológicas, percebam o valor gigante de melhorarem a alimentação e o combate ao sedentarismo, percebam o valor de saírem do trabalho dentro do horário para se auto cuidarem, para descansarem e se divertirem, percebam o valor de aspirar, lavar o chão e por a loiça na máquina, ponham luvas se for o caso, percebam o valor de eventualmente escolherem estilos de vida com menos dinheiro disponível ao princípio, mas que com o aumento de bem estar e felicidade vos traz os retroactivos… porque naturalmente só podemos abandonar o harém se gerarmos os nossos próprios recursos…  percebam como temos sido manipulados a colaborar com esta sociedade gananciosa que parece nos atribuir um valor, mais alto ou mais baixo, conforme a conta bancária ou os bens que possuímos.

Esta é uma tomada de consciência de já se instalou na cabeça de muita gente. Muita, felizmente! Mas da cabeça tem que passar para … as células, o DNA, o sangue, é uma tomada de consciência que tem que irradiar para fora em cada batida do coração. Porque quando isso acontece, quando reconhecemos o nosso valor, quando percebemos que tudo o que fazemos tem valor, mais… quando não assinamos por baixo de protocolos que desvalorizam o nosso trabalho, que associam o que fazemos ou deixamos de fazer ao valor que temos, quando nos reconhecemos valiosos para lá das nossas circunstâncias, esse valor terá necessariamente que se manifestar por fora e aquilo que faz o mundo rodar (4)… como dizia a Liza Minelli … o dinheiro, encontra forma de chegar às nossas mãos e é dinheiro “limpo”. Como é que os meus raciocínios chegaram aqui? Urano em Touro é também uma revolução em como adquirimos os recursos necessário à sobrevivência, à qualidade e estabilidade da vida material… a Lua nova também faz trígono a Saturno em Capricórnio, o pico da montanha sólida aonde todos queremos chegar. Há para cada um de nós uma montanha privativa, e por agora chega-se lá assim, com tarefas simples e básicas, consideradas “menores” por muitos, por todos aqueles que estão a precisar de uma enorme revolução de valores. Mas se tivermos consciências que não são nada “menores” aquilo que é “mais, maior e melhor” torna-se realidade concreta. Não importa o que dizem as regras exteriores, importa o que sentimos por dentro.

Vou escrevendo e lembrando-me de canções cujas letras se relacionam com a linha de pensamento… o habitual! Em (1) era esta. Em (2) esta. Em (3) esta. Em (4) esta.

Imagem veio daqui e dá para encomendar!

 

Share Button