Lua nova de Virgem, Setembro 2020

Lua nova no grau 25º00´de Virgem, 12.00 h, 17 de Setembro 2020

Palavras-chave para Virgem: Capacidade de análise racional – discriminação, capacidade de separar o trigo do joio – eficiência – humildade – atitudes discretas (o contrário de dar nas vistas relacionado com Leão) – método – organização – estudo – atenção à saúde e à higiene – gosto por ser prestável – atenção a detalhes – rotinas de trabalho profissional e doméstico – aperfeiçoamento individual através de métodos adequados a cada pessoa – serviço aos outros – maior valorização de um serviço bem feito do que aplausos

Características negativas: Tendência a culpar, sentimentos de culpa, pessimismo, perfeccionismo, obsessão com o trabalho e a higiene, atenção excessiva a detalhes sem importância, hipocondria, crítica excessiva

Se temos uma Lua nova em Virgem, então são os temas de Virgem que vão ganhar destaque. Ao longo da lunação irão aparecer quer os aspectos positivos quer os aspectos negativos. Aqueles que prevalecerem indicam-nos o quanto sabemos usar, ou não, esta energia em nosso proveito. Atendendo a que há um trígono exacto a Saturno em Capricórnio, quem souber maximizar os aspectos positivos e minimizar os aspectos negativos vai criar um impacto positivo na realidade material. Agora resta saber se as nossas percepções, que nascem das nossas crenças, e se a nossa vontade nos permitem tal façanha! Porque digo isto? Porque vivemos há milénios numa civilização que gosta e cultiva as aparências de grandiosidade, que cola o sucesso pessoal ao estatuto social e actualmente ao estatuto profissional, que desvaloriza os pequenos passos dados longe dos olhares dos demais, as rotinas diárias mais humildes e desprovidas de glamour. Perguntamos ao google quais são as maravilhas do mundo e a resposta confirma exactamente o que disse. É tudo grandioso, sejam edifícios, sejam paisagens naturais, sejam cidades. Porque é que um átomo, ou mesmo uma partícula sub atómica não é considerada uma das maravilhas do mundo? Afinal eles são os elementos que dão corpo a literalmente tudo o que existe materialmente! Porque é que não aparece como absolutamente maravilhosos o processo que une um minúsculo espermatozóide a um óvulo e que dá origem a um bebé com sei lá quantas células diferentes, tantas quantos os órgãos necessários à vida? E um malmequer porque raios e coriscos não é considerado uma obra prima da Natureza? Com estes conceitos do que é maravilhoso, com a nossa vontade legítima de criarmos uma vida maravilhosa, como vamos “engolir” que são os atributos de Virgem aqueles que de momento nos podem conduzir a uma reformulação e melhoria significativa da nossa vida. Ou já reeducamos o nosso inconsciente (a Lua) ou simplesmente não conseguimos. Estamos numa mudança de paradigma civilizacional e isto é uma das coisas que temos de mudar: não são as grandes realizações à vista de toda a gente que vão fazer a menor diferença. Vou contar outra história que fala do mesmo!

Há anos atrás vi uma entrevista do naturalista britânico David Attenborough em que ele referia a importância dos programas de conservação dos grandes mamíferos como os Tigres e os Pandas. Era uma forma de sensibilizar o público em geral para a necessidade de preservarmos a vida e os ecossistemas naturais. Porém, verdadeiramente fundamentais para a vida na Terra são os animais mais desprezados de todos, os insectos e os germes!

Tigres e Pandas, lindos, maravilhosos – Capricórnio

Insectos e vermes ….. ai que nojo….. os fundamentais! – Virgem

Vá…. confessem, quais escolheriam ser? Atenção, a civilização que conhecemos (Capricórnio) está em decadência e decomposição, já repararam?

Mas tenho mais para partilhar e é mesmo muito interessante! É o que se segue.

Na antiguidade, as estrelas fixas tiveram um papel muito relevante em astrologia. Naturalmente que hoje em dia se quisermos podemos estudá-las e farão parte das nossas análises. Não é um tema que tenho explorado, está em stand by, porque as 24 horas do dia não esticam e há muito mais vida para além da astrologia! Já nem sei o que pesquisava, quando encontrei um artigo sobre uma dessas estrelas fixas, a Regulus, que durante alguns milhares de anos esteve em Leão. Vamos às palavras chave para esta estrela de forma a percebermos o seu significado:

– Regulus  é uma estrela real e é guardiã do norte.  Todas as estrelas reais nos prometem-nos um grande potencial de sucesso, desde que, claro, o signo onde estão seja expresso pelos seus atributos positivos. No site Cova do Urso, do António Rosa…. quem se lembra dele, ou quem o conheceu?… retirei o seguinte: Honras. Glória. Sorte. Êxito social. Generosidade e grandeza de alma. Provações difíceis. Amor pelo poder. Independência do carácter. Grande ambição. Sentido da justiça. Liderança. 

Esta circunstância de termos vivido numa civilização que valorizou o grandioso, o brilho das grandes obras também se pode relacionar com a presença desta estrela real em Leão, o signo associado por exemplo à realeza. Mas entretanto, a “única coisa que permanece é a impermanência” e Regulus já deixou Leão entre 2011 e 2012. Percebe-se o que isto significa certo? Sem rotinas de organização diária e atenção à saúde, sem estudo, sem capacidade de percebermos o que serve e não serve, sem usarmos a mente racional, sem darmos atenção aos detalhes importantes, sem a capacidade de distinguir o que é importante e não é, sem estarmos disponíveis para ajudar os outros na medida das nossas possibilidades e saberes, não haverá glória nem sorte, nem êxito social, nem grandeza de alma, nem sentido de justiça, nem a dose certa de ambição. E outra coisa: se rejeitamos as provações difíceis também não vamos ter os resultados pretendidos. A provação mais difícil de todas pode ser aquela de destruirmos a imagem que fazemos de nós próprios, aquela que herdámos karmicamente e aquela que tentámos construir à imagem e semelhança da civilização que agora cai a olhos vistos! Se está na ordem do dia sermos insectos então que sejamos borboleta, mas…. antes de sermos borboletas temos que aceitar ser lagartas!

Tudo o que está exposto pode desafiar tanto os nossos valores, até a nossa auto estima! “O quê? Eu Tigre sou menos fundamental que os vermes? Onde já se viu semelhante disparate!” Pois… de facto a Lua nova faz outro aspecto exacto, desta feita a Urano em Touro. Uma sesquiquadratura, um aspecto de tensão. Das duas uma, ou já encaixamos tudo isto, ou o nosso Sol vai ter uma desafio gigantesco para convencer a Lua a colaborar. O Sol simboliza o consciente. A Lua o inconsciente. E 95% dos nossos comportamentos é determinado pela Lua. Um inconsciente que se recusa sair do pedestal onde se habituou a existir, só vai vergar pelo peso dos insucessos. Um dia finalmente começa o processo. Por isso se diz que evoluímos pela dor e pelo sofrimento. Se o decorrer da lunação não for brilhante, considerem-se com sorte, pode ser que isso sirva para recomeçarem, desta vez pelo princípio. Pode ser o princípio da revolução de valores que Urano se encarrega de simbolizar.

O vídeo perfeito no contexto do que escrevi: https://www.facebook.com/alfredo.carima/videos/10221406083693916

Imagem: Estão a ver a Regulus a brilhar no cabelo de Virgem? 🙂

 Imagem

Share Button