Lua nova de Peixes, Março 2018

Lua nova no grau 26,53 de Peixes, 17 de Março, 13.11 h

Símbolo Sabiano: Uma Lua de colheita

Esta é a última Lua nova do presente ano astrológico, um período de final de ciclo portanto, um fechar a porta. Estamos em Peixes, cuja simbologia se relaciona com um abrandar da azáfama dos dias comuns, com a pausa que permite reparar que há mais vida para lá da matéria, há o mundo daquilo que não se consegue definir por palavras, que só se entende através da arte, da reflexão, do silêncio, e que tenta subtilmente moldar, dar forma a novos sonhos e ideais. Tudo isto implica doses importantes de sossego, tranquilidade, não acção… porém, não por muito tempo! Repare-se no grau onde acontece esta conjunção do Sol e da Lua, final de Peixes (para quem não sabe cada signo tem 30º); na Lua nova anterior, também nos graus finais de Aquário, fins já estiveram bastante em evidência, não só porque Aquário se relaciona com desapego do passado, como o facto de ter havido um eclipse solar veio reforçar esta circunstância. Portanto o Sol esteve simultaneamente a “olhar” o que pode ser o futuro, enquanto sonhava e brilhava no céu. Mas o tempo não espera, a porta vai-se encerrando, é preciso descer à Terra, a claquete bate e ouve-se: acção!

Não há muitos aspectos em aplicação, e o mais relevante é a quadratura do Sol e da Lua em Peixes a Marte que está em Sagitário; mas em cerca de cinco horas tudo muda porque Marte entra em Capricórnio a Lua entra em Carneiro, fazem a quadratura exacta, sente-se um impulso para arrancar, agir para fazer chegar ao plano material os nossos objectivos, os sonhos que nos inspiram e que o Sol em Peixes procurou tornar mais nítidos. Por um lado com a Lua em Carneiro é com acção que asseguramos bem estar e uma sensação de segurança; por outro com Marte em Capricórnio as acções são nitidamente dirigidas ao plano material, acções com o intuito claro de dar forma aos objectivos que ambicionamos. Como todos temos metas diferentes que nos propomos atingir, e estamos em estágios diferentes no caminho para as atingir, não é possível particularizar; mas é possível dizer que todos queremos dar uma grande volta à nossa vida, a tudo aquilo que constitui a nossa realidade, e em muitos casos isso passa por temas de trabalho profissional, das responsabilidades que devemos ou não assumir perante a sociedade em geral, ou grupos mais específicos dentro da sociedade.

Entretanto o Sol no dia 20 entra em Carneiro, e agora sim a mudança está completa! O Sol junta-se a Mercúrio, Vénus e Urano em Carneiro, cheira a novo por todo o lado, apesar de ser uma Lua nova de finais de ciclo. Paradoxal e por isso fascinante! Com a entrada do Sol em Carneiro, temos o início do ano novo astrológico, regido por Júpiter em Escorpião, vem o Equinócio/Primavera vem um novo fôlego para espantar de vez aquilo que nos tira a possibilidade de viver em paz, com tranquilidade, em plenitude, emitindo um sinal forte e contínuo sintonizado com o Amor que Peixes representa. É que só dessa forma, tudo o que fizermos, fazemos de acordo com o coração, só dessa forma os sonhos se tornam realidade. Quando o Sol, regente de Leão, associados precisamente ao chakra do coração, fizer quadratura exacta a Marte em Capricórnio… ahhhhh a vontade de fazermos exactamente o que pede o coração vai ser forte o suficiente para não pudermos deixar de a manifestar.

Pela disposição do mapa é a Júpiter que cabe um papel de liderança; como está retrógrado em Escorpião, a nossa capacidade de eliminar comportamentos padronizados, medos, repulsas e resistências instintivas, está directamente ligada ao poder de encerrar portas, mas não antes de liquidar os dragões que habitam o nosso inconsciente profundo. Segundo Saramago, “a única maneira de liquidar o dragão é cortar-lhe a cabeça, aparar-lhe as unhas não serve de nada”. Interrogo-me acerca da quadratura do Sol a Marte… quando ocorrer que tenha a força para cortar as cabeças de todos dragões! É que, e pensando agora no símbolo que serve de tema a esta lunação, com dragões à solta, podemos correr o risco de colher bem menos do que aquilo que nos está reservado por direito!

Repesco dois pedaços do que escrevi em cima: …mas é possível dizer que todos queremos dar uma grande volta à nossa vida, a tudo aquilo que constitui a nossa realidade, e em muitos casos isso passa por temas de trabalho profissional, das responsabilidades que devemos ou não assumir perante a sociedade em geral, ou grupos mais específicos dentro da sociedade…. e mais adiante: Quando o Sol, regente de Leão, associados precisamente ao chakra do coração, fizer quadratura exacta a Marte em Capricórnio… ahhhhh a vontade de fazermos exactamente o que pede o coração vai ser forte o suficiente para não pudermos deixar de a manifestar

Vem mesmo a calhar o seguinte vídeo, porque as ambições associadas a Capricórnio não passam necessariamente por aquilo que a sociedade actual nos transmite, e a que às vezes, desesperadamente tentamos nos adaptar à custa da verdadeira qualidade de vida… aliás acredito que a ambição de fazermos o possível para darmos corpo a uma sociedade mais justa, equilibrada e inteligente é perfeitamente adequada.

Mujica sobre o consumismo

Mujica sobre o consumismo

Posted by Em algum canto do espaço on Wednesday, March 14, 2018

 

Imagem veio daqui

A Astrologia é uma linguagem. Se a entendermos o céu fala connosco ~Dane Rudhyar … Por isso é que pode ser uma boa ideia juntar-se ao grupo de aprendizagem online e aprenda a entender o que a Vida nos pede a cada instante! Para além disso, o acompanhamento ao seu desenvolvimento é permanente, enquanto fizer parte do grupo. Informações pelo mail: acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Outros serviços disponíveis online: aulas/explicações individuais, consultas de carácter geral, vocacional, de aconselhamento parental, revolução solar, astrologia horária.

Promoção válida até 20 de Março para tod@s os piscinian@s: consultar o mapa para conhecer o que lhe permite crescer e evoluir dá-lhe acesso a uma Revolução Solar de oferta!

Share Button