Lua cheia em Escorpião, Maio 2019

Lua cheia em Escorpião, Sol em Touro, grau 27º38´, 18 de Maio, 22.01 h

Os temas “quentes” numa lunação de Touro são aqueles que mais se prendem às necessidades de sobrevivência, de procura de qualidade de vida material e de auto estima. Atendendo a que só o ar que respiramos não se paga, fica óbvio que o dinheiro faz parte do “embrulho”. No entanto da energia de Touro também fazem parte a tranquilidade, a calma, a paciência, a simplicidade, a persistência em atingirmos os nossos objectivos, o conforto, o prazer que podemos receber pelos sentidos, especialmente o olfacto, o tacto e o paladar. Portanto qualquer uma destas áreas pode estar em causa, pode estar em processo de desenvolvimento na vida de cada um de nós, se bem que os temas “quentes”, por serem tão indispensáveis a uma vida digna, são certamente os mais relevantes.

Urano está em Touro também, e sinaliza uma revolução a levar a cabo durante os próximos sete anos em todas aquelas matérias, que se vai relacionar na perfeição com a profunda transformação que está a ocorrer na civilização, simbolizada por Plutão em Capricórnio, pelo nodo sul da Lua temporariamente em Capricórnio, e pelo nodo sul de Plutão também em Capricórnio ainda durante alguns séculos. Por isso é uma transformação civilizacional e não apenas uma “cirurgia plástica” para corrigir algumas imperfeições da sociedade actual. A nossa relação com o dinheiro, aquilo a que associamos a nossa auto estima e aquilo a que chamamos qualidade de vida vai ter que mudar radicalmente, e quanto mais depressa melhor. A evolução não pára para nos fazer a vontade, e se não nos ajustamos aos novos tempos, a Vida tem truques fantásticos que nos obrigam a abrir os olhos… vai-nos ao bolso, tira-nos a saúde ou a paz ou o “amor” da nossa vida, ou qualquer outra coisa que encolhe a qualidade com que a vida se poderia revestir. O pior é que podemos não entender nada do que nos acontece… é o mais comum…. e vamos ficando cada vez mais cansados de tanto lutar pela reposição do que vamos perdendo. E emocionalmente vamos ficando cada vez mais confusos, ressentidos, revoltados, preocupados etc. O grande problema é que quanto mais reagirmos emocionalmente pior fica a situação.

A Lua cheia dá-se com o Sol em Touro e a Lua em Escorpião. É uma data em que se celebra o nascimento, a iluminação e a morte de Buda, celebra-se o Festival de Wesak. Buda alertou para a relação entre o apego e o sofrimento, circunstância que está muito ligada ao eixo Touro/Escorpião. Somos apegados às coisas materiais, às situações, às relações, às crenças porque lhe associamos uma componente de segurança e qualidade. A necessidade de sobreviver e procurar qualidade de vida (Touro) tem uma componente emocional (Escorpião) que se relaciona com instintos. Eles têm como função fazerem-nos sobreviver o melhor possível, e se circunstâncias no passado nos garantiram a sobrevivência ou a qualidade de vida, ficam registadas como métodos seguros que já permitiram sucesso. São programações, são condicionamentos, não há nada de inteligente, de consciente neste processo. Se no passado era comum obter estabilidade, conforto, prazer, auto estima, dinheiro através de uma determinada maneira, instintivamente vamos continuar a perseguir os mesmos objectivos usando os mesmo métodos. Mas como há mudanças muito grandes a ocorrer é cada vez mais necessário inovarmos em todas as áreas da nossa vida. Podemos e devemos começar na forma como lidamos com os temas em causa nesta lunação de Touro.

Nas horas que precedem a Lua cheia, Vénus em Touro faz uma conjunção a Urano. Para que a inovação aconteça vamos ter que começar por inovar a maneira como nos valorizamos, reequacionar os nossos critérios de auto estima, reformular o grau de importância relativamente a tudo o que possuímos, sabemos e gostamos de fazer, valorizar a boa gestão de tudo isso para daí conseguirmos eventualmente gerar dinheiro, conforto, qualidade de vida, revolucionar o que consideramos qualidade de vida. Pode acontecer a Vida encontrar forma de nos fazer lembrar que não temos a qualidade de vida material que gostaríamos, porque isso será uma forma bem expedita de percebermos que há uma revolução para ser feita. O grande teste será vermos que capacidade temos de nos manter emocionalmente estáveis perante a constatação de que as coisas não são exactamente como gostaríamos que fossem. Marte está em Caranguejo e faz sextil a Urano. A forma como estamos a viver a nossa vida privada, familiar, emocional está também em processo de inovação e vai ser um elemento importante na qualidade das nossas emoções.

Os símbolos resumem na perfeição tudo o que há para dizer desta Lua cheia de Escorpião.

Lua – O rei das fadas aproximando-se dos seus domínios

Sol – Uma mulher à procura de um amor maduro

Um amor maduro é um amor tranquilo, onde os picos emocionais se acalmaram, onde os instintos cederam lugar ao amor verdadeiro, às escolhas conscientes, à paciência perante as circunstâncias menos agradáveis, à valorização das coisas mais simples, ao saber esperar por momentos mais aprazíveis, ao saber persistir calmamente até conseguir. Um amor assim pode ser vivido em relação a tudo, a outros, a nós mesmos, a circunstâncias particulares, à nossa própria vida. Em troca aproximamo-nos do nosso reino encantado, e o primeiro sinal de que estamos perto são emoções semelhantes ao que sentiríamos se de facto fossemos o rei das fadas já perto dos seus domínios! Plenitude talvez, paz, a sensação de estar próximo do lugar a que pertencemos!

Se tivermos a percepção de que as nossas circunstâncias estão muito afastadas do que desejaríamos pode ser difícil mantermo-nos emocionalmente estáveis, mas há que entender que só isso tem o poder de nos sintonizar com a qualidade de vida a que todos aspiramos.

Serviços prestados ver aqui

Imagem veio daqui

Share Button