Lua Cheia em Capricórnio, Junho 2018

Lua Cheia de Capricórnio, Sol em Caranguejo, grau 6º28´, 5.52 h

Símbolos Sabianos:

Lua – Um profeta velado do poder

Sol – Duas fadas ao luar

Dizia eu na Lua nova de Gémeos que projectos mais intimamente ligados à comunicação, informação, leitura e escrita, sociabilidade e habilidades manuais poderiam ver a luz do dia no decorrer da lunação; o que foi desenvolvido pode já mostrar os primeiros contornos, e o tempo é de observação e compreenção do que apareceu no caminho.

A oposição do Sol e da Lua fala de um equilíbrio necessário entre o espaço público e o espaço privado, nenhum deve prevalecer sobre o outro quaisquer que sejam as razões. Neste nosso estado civilizacional tendemos a dar prioridade à imagem que projectamos para a sociedade, a segurança está associada ao que podemos ver e agarrar com as mãos, alimentamos a ilusão de que poder é igual a autoridade e recursos financeiros (Capricórnio); fadas, sensibilidade, interioridade (Caranguejo) não compram a sobrevivência… podemos acreditar! Mas de facto é sobreposição destes dois pólos que nos permite enfrentar o mundo nos seus aspectos mais suaves ou mais desafiadores, e nos dá a sensação mágica de que somos fadas ao luar detentoras de um poder que não é preciso expor aos olhos para ser efectivo. É algo semelhante a isto que queremos experimentar, e assim será, se nos temos deixado conduzir pela Vida sem resistências de maior.

Quem tem sempre uma palavra a dizer são as emoções, os sentimentos, as sensações que percorrem o corpo mesmo que subtis, e é por aqui que tiramos as informações das coordenadas em que nos situamos. À hora da Lua cheia, a Lua apenas está ligada ao Sol, e provavelmente ainda dormimos, mas poucas horas mais tarde, já acordados e funcionais, um sextil a Júpiter aparece e durante todo o dia teremos condições de compreender a qualidade do sentir que nos acompanha. Mas nada será surpresa! O fim da oposição do Sol a Saturno da véspera já disse tudo o que havia para dizer, já mostrou o quanto nos sentimos confortáveis ou desconfortáveis face à realidade que nos calha. Não será nunca demais frisar que mudar o exterior que não queremos, deve começar pelo interior, e o primeiro passo pode ser apenas fazermos tudo ao nosso alcance para não alimentarmos a negatividade que nos vai assolando aqui e ali. Se não a alimentarmos, acabará por morrer de fome…

Quem também está ligado a Júpiter é o Sol, e fazem um trígono. Júpiter está em Escorpião e esta é a câmara secreta onde reside o nosso poder pessoal, que vai aumentando sempre que conseguimos pelo menos não alimentar a tal negatividade, sempre que a reconhecemos e fazemos o que sabemos, e o que podemos, para não sermos engolidos por ela. Mas a seguir, o próximo passo, pode ser queremos acabar de vez com o que existe nessa câmara, e permanentemente nos obriga a estes jogos desgastantes de luta contra as mesmas reacções emocionais de sempre. O Sol em Caranguejo pede que os nossos objectivos tenham como meta acima de tudo a segurança emocional; é um dois em um, sentirmos-nos seguros internamente, sentirmos que está tudo bem apesar de todas as circunstâncias é o requisito necessário e suficiente para que o poder interno, o único que nos interessa verdadeiramente, se vá expandindo até que mais nada nos assuste, nem diminua, nem nos tire o direito de viajarmos em 1ª classe nesta viagem fantástica que é sermos espíritos tendo uma experiência terrena.

Há uma história associada ao símbolo do Sol que faz sentido ser referida. O Profeta Velado foi uma organização secreta americana, criada em 1878 na cidade de St. Louis. O objectivo fundamental era manter o poder nas elites que o tinham detido desde sempre, e que lhes permitia controlar a população da forma como melhor lhes aprouvesse. Claramente “fadas ao luar” não faziam parte do cenário interior de tal gente! A verdade é que continuamos neste registo, e a maioria de nós procura fazer o que está ao seu alcance para ter pelo mesmo o poder que lhe permita ser o mais livre e independente possível, de forma a não ser facilmente alvo de tais intenções. Associamos sem esforço esta capacidade de não sermos apenas peões de um jogo de xadrez, em que facilmente sofremos xeque-mate, ao nosso estatuto social e profissional, encontramos maioritariamente aqui a segurança que uma Lua em Capricórnio simboliza, podemos nos sentir “veladamente poderosos”. Claro que sabemos muito bem como o lado material da vida se pode desvanecer enquanto o diabo esfrega um olho, e quando isso acontece são as fadas ao luar, isto é, a segurança interna que ninguém pode tirar uma vez que seja adquirida, que nos vão conduzir magicamente para o renascimento. Perceber até que ponto procuramos segurança e poder pelo exterior, sem nos importarmos com o reino interno das fadas é a grande revelação desta Lua cheia. Se um dia não lhes demos as boas vindas, não lhes abrimos as portas, vamos sentir a falta da magia inerente à Vida! E depois estamos a tempo de reverter a situação, leve o tempo que levar!

Saturno retrógrado em Capricórnio (a realidade tal como a percepcionamos internamente) faz um quintil a Neptuno, e isto é bom! Isto é um significador de condições particulares para transcendermos a falta de magia que imprimimos à nossa vida; só assim teremos o poder de dar forma à realidade que viemos cumprir.

Imagem veio daqui

Para se tornar num@ aprendiz@ de astrologia e outros mistérios, junte-se ao grupo online, onde pode aprender ao seu próprio ritmo. Mais informações pelo mail: acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Outros serviços disponíveis online: consultas de carácter geral, vocacional, de aconselhamento parental, revolução solar, trânsitos astrológicos, astrologia horária.

Promoção válida até 21 de Julho para tod@s do signo solar Caranguejo: consultar o mapa para conhecer o que lhe permite crescer e evoluir dá-lhe acesso a uma Revolução Solar de oferta!

 

Share Button