Lua cheia de Leão, Janeiro de 2018

Lua Cheia de Leão, Eclipse lunar, 13.26 h

Estamos a meio de um ciclo de começou na Lua nova de Capricórnio; o símbolo falava de uma peregrinação, o que pressupõe que há um lugar especialmente importante onde queremos chegar. Agora a meio caminho, com a Lua em Leão, mais do que nunca é necessário exteriorizar o nosso Eu mais autêntico e com isso criar as condições para que a Vida nos dê atenção, e nos ajude a chegar ao fim. O Sol está em Aquário e simultaneamente são necessários objectivos centrados na comunidade, quer seja a sociedade em geral, ou grupos mais específicos, como a família, a tribo, o clã, ou outros, sintonizados com os nossos interesses; os objectivos devem humanitários, pelo menos benéficos para todo o grupo sem prejudicar outros ou a Terra ela própria, nada disto é apenas para o Eu ficar satisfeito… embora fique!

O eclipse relaciona-se com o facto do par Sol/Lua estarem em conjunção ao nodos, mais concretamente, a Lua faz conjunção ao nodo norte em Leão e o Sol faz conjunção ao nodo sul em Aquário. Para exteriorizar o Eu, é preciso confiança própria, mas vamos ter que nos confrontar com o passado (nodo sul) e desapegar dele. Vamos querer fazer isto! Aquário, signo onde está o Sol, é regido por Urano, que tem duas polaridades, como em tudo na Terra; por um lado simboliza libertação do que nos prende, por outro simboliza todos os traumas já vividos, nesta vida e em anteriores. É natural portanto, que algo nos chegue à consciência e que se relaciona com experiências passadas, não compreendidas, cujas emoções não soubemos processar e libertar. Acredito inclusive, que a quadratura de ontem entre a Lua e Urano possa não ser “inocente”, e por isso vale a pena reflectir sobre as experiências e respectivas emoções associadas. Há um quintil do Sol a Urano que mostra como existem condições únicas e particulares para que, pelo menos surja a vontade de procurarmos formas de desapegar das emoções em causa.

Entretanto, hoje ainda a Lua vai fazer quadratura a Júpiter em Escorpião, e aí temos mais uma oportunidade de entrar em contacto profundo com as emoções e com o que elas nos transmitem. Se Urano é símbolo de todos os traumas vividos, Escorpião é onde eles se amontoam, codificados em padrões que nos obrigam sempre a reagir de uma certa maneira, eventualmente contrária a que escolhemos conscientemente. Pior do que apenas reagir, emitimos um sinal para o Universo, e o Universo responde ao sinal, a Vida conduz-nos para aquilo que, na matéria corresponde ao sinal. Elementar, “meu caro Watson”!

Um eclipse lunar marca uma necessidade de aprendizagem, neste caso a necessidade de aprendermos a ser confiantes em nós mesmos e deixar sair a Luz que somos, o Cosmos de que somos feitos. E para que tal aconteça, as forças nascidas dos insucessos do passado, precisam ser rasuradas, apagadas, levadas para bem longe.

Não havendo mais aspectos astrológicos que considero significativos, o artigo fica assim, sintético, curto! Só faltam os famigerados símbolos; então cá vão:

Lua – Uma festa nocturna na relva

Sol – Pessoas numa escada, formando uma escala ascendente de graduação

A Lua em Leão vivida da forma mais positiva permite receber todas as atenções e carinho que a Vida tem para nós, até algum luxo e glamour! Mas isso precisa ser equilibrado com a noção de que pertencemos a grupos onde existem outros, e todos temos as nossas competências. Uma das origens de situações que não compreendemos e que por isso causam trauma, é quando parece que a Vida nos está a fazer descer numa escala, que apenas existe dentro da nossa ignorância, acerca do que é de facto a Vida e do que é que ela nos está a oferecer! O mais dramático, é que a oferta é sempre melhor do que conhecemos, e no entanto agarramo-nos com tal força ao que já não serve, resistimos à mudança e sofremos com isso.

Mas há padrões tão teimosamente colados, que pode ser necessário uma ajuda extra. Estou uma usar uma técnica de libertação emocional designada por EFT. Andava esquecida, apesar de pontualmente dar a conhecer este procedimento a outras pessoas. Mas agora voltei a usar, de forma mais sistemática, objectiva e precisa (porque as informações astrológicas permitem precisão). Em breve terei dados e informações a acrescentar, mas os resultados até agora são mais do que animadores. Podem pesquisar em português ou em inglês, encontram muito material por essa net fora!

Para finalizar, e porque esta é uma Lua cheia com alguns detalhes para além do eclipse, deixo um artigo que fala do assunto e já não é do foro da astrologia; entrem aqui e fiquem a saber mais coisas.

Imagem veio aqui

Serviços disponíveis online: aulas/explicações individuais, consultas de carácter geral, vocacional, de aconselhamento parental, revolução solar, astrologia horária. Grupo de aprendizagem para auto conhecimento em data a anunciar.

Promoção válida até 19 de Fevereiro para todos os Aquarian@s: consultar o mapa para conhecer o que lhe permite crescer e evoluir dá-lhe acesso a uma oferta! Mais informações pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com 

Boa Quarta-feira e boa Lua cheia!

A Astrologia é uma linguagem. Se a entendermos o céu fala connosco ~Dane Rudhyar … e podemos salvar a nossa qualidade de vida, acrescento eu

© Teresa Martins, A Casa na Floresta-Astrologia – Todos os direitos reservados

 

Share Button