Lua cheia de Leão, eclipse lunar, Janeiro 2019

Lua cheia em Leão, Sol em Aquário, graus 0º51´, eclipse lunar, 5.16 h

Lua cheia em Leão, Sol em Aquário, graus 0º51´, eclipse lunar, 5.16 h

A lunação começou em Capricórnio e deu início a um período onde o foco recai na imagem pública que projectamos, nas responsabilidades assumidas perante a sociedade, nas actividades profissionais, nas situações a que associamos segurança material. Sendo Capricórnio um signo relacionado com conservadorismo, tradição, formalidade, tendencialmente vivemos todas aquelas áreas da nossa vida de acordo com regras, com protocolos que vêm do passado. Genericamente, um dos conceitos largamente consensual associado a Capricórnio, é o de que sendo a estabilidade material fundamental para vivermos com um grau razoável de qualidade, para ela devemos dirigir uma boa parte da nossa atenção e energia, sacrificando se necessário for o que sentimos relativamente aos meios pelos quais asseguramos essa estabilidade. Desde há muitos milhares de anos, o estatuto social determinou a maior ou menor segurança material com que se revestia a vida humana. Nascer em “berço de ouro” ou fazer um “bom” casamento podiam ser o passaporte para uma vida estável, onde pouco importava o bem estar emocional, a felicidade, a liberdade de optar. Creio não dizer um disparate, se sublinhar que as mulheres eram sobretudo as mais penalizadas por este estado de coisas… as mulheres e as crianças! À tradição conservadora de Capricórnio colam-se séculos e séculos de sociedades patriarcais, onde mulheres e crianças são seres “secundários”, onde prevalecem os valores e as visões masculinas. Estaremos muito diferentes? Com a entrada massiva das mulheres no universo do mundo do trabalho fora de casa à partida diríamos que sim. Mas não precisamos de observar e reflectir sobre a realidade para dizermos redondamente não! No entanto é inquestionável que estamos a dar os primeiros passos a caminho da diferença!

A Lua nova fez conjunção ao nodo sul da Lua, aconteceu um eclipse solar; daqui retira-se que mais ou menos inconscientemente estivemos a dar expressão às formas tradicionais de vivermos a energia de Capricórnio, logo, também o pólo oposto, Caranguejo. Ou seja na maneira como equilibramos a vida pública e a vida privada pouco terá havido de inovação, e portanto é de esperar que tenhamos dirigido bastante mais atenção para o “mundo lá fora” do que para “o mundo privado do cá dentro”. No entanto, o nodo norte em Caranguejo diz-nos que é fundamental largarmos este passado, esta tradição, esta postura, substituindo-a por uma atenção consciente e cuidadora da vida privada, familiar e de tudo o que nos faça recuperar a segurança emocional. É a segurança emocional que nos dá a força e a resiliência necessárias para enfrentarmos os grandes desafios que a Vida pode ter reservado para nós. A segurança emocional são as raízes saudáveis que alimentam a árvore. Nem sequer é apenas o nodo norte da Lua que vai permanecer em Caranguejo até Maio de 2020, é o nodo norte de Plutão, que simboliza a direcção da evolução de toda a humanidade, e está em Caranguejo desde há 1500 anos, permanecendo ainda por mais cerca de 700 anos. Portanto evoluir no sentido contrário às normas e condutas preconizadas pela actual civilização nem é coisa recente e apenas se torna urgente abandonarmos as velhas fórmulas do passado.

Com um eclipse solar, a vontade consciente, o Sol, perdeu força em relação às reacções emocionais habituais, também elas moldadas pelo peso da tradição repetida vezes sem conta. Por isso grandes inovações não aconteceram nestes últimos 15 dias, mesmo para quem procura insistentemente novas posturas. Mas agora nesta Lua cheia há uma inversão de papéis visto haver um eclipse lunar. Desta vez “eclipsam-se” as reacções habituais sob a vontade expressa dum Sol em Aquário que tudo o que quer é distância das estruturas do passado que perderam validade. E se tivermos consciência do que está em causa no nosso caso concreto, temos margem de manobra, temos energia suficiente para agirmos a caminho do futuro apontado pelo nodo norte em Caranguejo. Marte em Carneiro, com força mais do que suficiente para derrubar barreiras, faz quadratura a Saturno em Capricórnio. Só ficam em pé as estruturas que reconhecemos não nos bloquearem o caminho para a liberdade, para a possibilidade de vivermos à altura da nossa verdade – Marte faz também trígono a Júpiter em Sagitário!

Símbolos Sabianos:

Lua – Um caso de apoplexia

Sol – Uma velha missão de adobe

Com a colonização da América (a origem destes símbolos é americana) os missionários franciscanos construíram missões na zona da Califórnia que ainda hoje existem. São estruturas do passado que se mantêm no presente. O símbolo da Lua mostra que há uma tensão assinalável, nomeadamente agora, início da noite de Domingo onde a Lua ainda em Caranguejo está a fazer quadratura a Urano. Dada toda a conjuntura astrológica, pode acontecer estarmos a reagir às circunstâncias de acordo com uma auto imagem interna estruturada no passado e portanto desactualizada; também se pode dar o caso de estarmos a sentir um impulso no sentido de corrigir a rota, de contrariar a tradição. No pós Lua cheia teremos trabalhos de reestruturação emocional, e o estabelecimento de propósitos em sintonia com paradigmas mais actuais.. É importante mantermos em mente, que estabilidade material tem que ser o subproduto do bem estar e estabilidade emocional. O que nos tem sido servido de bandeja é o contrário, criou-se um mito de que a solidez material da nossa vida deve estar em primeiro lugar, é ela o caminho para a plenitude. Basta olharmos para os problemas comuns das pessoas comuns para percebermos que há alguma coisa errada neste conceito. A civilização está doente e a cura passa por seguirmos as indicações dos nodos norte da Lua e de Plutão em Caranguejo, a vida privada e emocional, com os seus momentos de lazer, de estímulos à criatividades (assuntos de Leão) não pode ser relegada para segundo plano, sob pena de fazer perigar a tão desejada estabilidade material.

Imagem veio daqui

Desenvolver auto conhecimento, aprendizagem ou consultas ver aqui

Share Button