Júpiter em Sagitário quadratura a Neptuno em Peixes

Neptuno é uma onda que varre castelos de areia. O castelo que foi construído inadvertidamente enquanto a maré subia ou aquele que foi erigido há tempos atrás, em segurança, com a maré a descer. Mas como a impermanência é a única coisa que permanece, há sempre o dia em que a maré volta a subir e chega a hora das pequeninas partículas que o constituem regressarem ao estado inicial, simples grãozinhos de areia. Por onde Neptuno transita, há ondas que varrem castelos de areia, mas simultaneamente a areia fica disponível para outras construções, outros planos arquitectónicos. 

Entre 1998 e 2012, Neptuno transitou em Aquário. Júpiter fez conjunção em 2009 e a relação entre os dois vai dar frutos. A onda varria tudo o que não encaixava no futuro, disponibilizava matéria prima para novos empreendimentos e como Júpiter, o filósofo, o metafísico entrou no processo destacaram-se algumas questões: quem somos nós humanos, o que está aqui na Terra a fazer cada um de nós, que leis universais são efectivas e passam por cima das leis humanas? Há um futuro desconhecido que espera por nós e o que estiver fora do alinhamento não pode seguir em frente, é varrido pela onda o que pode naturalmente causar desapontamento sobretudo a quem tiver menos consciência do que se passa. 

Agora, dez anos depois, hoje 20 de Setembro, Júpiter em Sagitário faz uma última quadratura a Neptuno em Peixes. Gera-se uma onda de tamanho suficiente para não passar despercebida. Nós não sabemos o que o futuro nos reserva, mas podemos ver o que está a acontecer na nossa vida neste exacto momento. O que está a desaparecer, o que teima em não crescer, e o que dá sinal de querer ver a luz do dia? Isto na nossa vida pessoal mas olhem também o global. O que estiver desalinhado dos ideais elevados que Peixes representa (paz, compaixão, bondade, amor incondicional, unificação) será erodido, impedido de continuar, de crescer ou sequer tomar forma. E então, para vermos os nossos sonhos emergirem do Todo, do campo quântico de todas as possibilidades, talvez tenhamos que acertar os nossos conhecimentos e crenças acerca do misterioso invisível ao qual pertencemos.

 

Imagem veio daqui

Share Button