Júpiter em Leão

Júpiter em Leão

 

Cada planeta a cada momento encontra-se em determinado signo e com isso participa nas propostas e possibilidades que todo o conjunto do Zodíaco nos sugere. Para melhor entender o todo, temos que ir entendendo as partes. Uma dessas partes é Júpiter, que tem estado em Leão desde 17 de Julho de 2014, e vai continuar até 12 de Agosto deste ano.

De Leão pode-se dizer que é uma energia relacionada com optimismo, generosidade, autoconfiança e criatividade; criatividade não apenas no que diz respeito ao domínio de uma qualquer arte em particular, mas criatividade no sentido de como damos forma aquela que deveria ser a nossa mais bela obra criativa, a nossa vida! Quanto a Júpiter, que é o regente de Sagitário e de Peixes, pode dizer-se que onde está há garantia de crescimento e expansão. E assim, durante este tempo em que se encontra em Leão há a oportunidade de desenvolver, de fazer crescer a forma como nos exprimimos criativamente; nos mapas individuais onde está Leão será onde mais se fará sentir esta expansão. Até 8 de Abril, este, que é o maior planeta do sistema solar, estará retrógrado, condição que se iniciou a 9 de Dezembro de 2014. E como qualquer planeta retrógrado, a função é exercida em termos internos, mais subjectivos, mais de acordo com a visão pessoal individual. Depois de passar ao movimento directo, a expressão exterior virá com o conteúdo adquirido durante o tempo de retrogradação.

Agora vem a parte mais interessante, do meu ponto de vista….. Os últimos anos têm sido o que toda a gente sabe, e os eventos vividos ou presenciados, individualmente ou comunitariamente, de maneiras mais ou menos desafiantes e intensas, foram encontrando a cada passo correspondência com aspectos astrológicos de grande tensão entre alguns planetas. O último aspecto que entretanto já está em separação, e que irá aos poucos diminuindo de intensidade, foi o da quadratura de Urano a Plutão (ver aqui). No entanto, Plutão, em processo de lenta e profunda transformação das estruturas representadas por Capricórnio (o Status Quo, como eu gosto tanto de designar) e Urano em Carneiro agitando a bandeira do agir com senso de pioneirismo e olhos postos no futuro, irão ainda continuar mais alguns anos. A tónica geral foi, e continua a ser, “o que é velho já não serve, vamos lá construir o novo”. E vale a pena lembrar que Urano puxa pela nossa originalidade, por aquilo em que somos únicas(os). Para construir o que quer que seja, precisamos do quê? De muitas coisas diferentes, mas seguramente que entre elas estarão, criatividade, auto confiança, optimismo! Voilá…. A razão para Júpiter estar em Leão neste preciso momento, a expandir algumas das “ferramentas” necessárias para que um novo futuro possa ser moldado. Ah como o Universo é inteligente!

 

 

 

Share Button