Há tudo de novo debaixo do Sol

Uma das minhas bandas portuguesas preferidas dos anos oitenta eram os Radio Macau. E uma das canções que ficou no ouvido foi o Anzol… que começou a soar aos meus ouvidos ainda há pouco. Apesar então de tudo isto, discordo da letra da canção, e talvez um dia destes seja inspirada por alguma entidade cósmica a criar uma letra mais actualizada… nunca se sabe o que o futuro nos reserva! Para já, fiz apenas alguns reparos e segue imediatamente um vídeo para depois as considerações seguintes.

Letra da canção:

Ai eu já pensei mandar pintar o céu

Em tons de azul, pra ser original (agora sou eu: equivocou-se, não estava a ser original)

Só depois notei que azul já ele é

Houve alguém que teve ideia igual

 

Eu não sei se hei-de fugir

Ou morder o anzol

Já não há nada de novo aqui

Debaixo do sol (eu novamente: novo equívoco, que nasce provavelmente por não ter sido original)

 

Já me persegui por becos e ruelas

De horror, caminhos sem saída

Até que me perdi sozinha sem saber

De que cor pintar a minha vida       (eu também já me perdi assim igual, também não fui original…. Mas um dia deu-me na cabeça começar a usar as cores que me apeteciam… adivinhem….)

 

Eu não sei se hei-de fugir

Ou morder o anzol

Já não há nada de novo aqui

Debaixo do sol

 

Eu não sei se hei-de fugir

Ou morder o anzol

Já não há nada de novo aqui

Debaixo do sol

…. Quando comecei a usar as minhas cores preferidas descobri que sim, há tudo de novo debaixo do Sol! E coisas giras começam a acontecer. Como por exemplo esta: deu-me na cabeça um dia destes ir buscar as cartas de tarôt, esquecidas num canto há um ror de tempo… atenção que fazer o que nos dá na cabeça pode ser pintar com as cores preferidas… Tenho tirado uma cartita de véspera para dar o tom do dia seguinte; para hoje a cartita era o Sol, e deu-me na cabeça fazer esta publicação exactamente com o Sol a fazer quadratura exacta a Urano… o tal que garante que há sempre coisas novas a acontecer, sempre! E se formos o nosso próprio original, as coisas são cada vez mais fantásticas, giras, divertidas, a vida fica simplesmente deliciosa. Portanto, sejam originais é isso que o Sol quer de nós. E já hoje, porque amanhã é longe demais…

 

 

Share Button