Céu astrológico para Sexta-feira 12 de Outubro

Símbolo Sabiano do dia: Um bando de ladrões escondidos

A meio da manhã a Lua sai de Escorpião entra em Sagitário, e é natural que algum optimismo tente se instalar, apesar do mundo estar “estranho” o que dificulta bastante a tarefa, até porque na nossa própria vida podem coexistir elementos igualmente “estranhos”. Todas as possíveis insatisfações estão representadas por “pequenos/grandes” atritos que a Lua vai fazendo a Urano, Saturno, Mercúrio, Sol e Plutão. Cada insatisfação é o indício de alguma coisa que nos tira a paz e o equilíbrio; entre ontem e hoje, as quadraturas de Vénus a Marte e do Sol a Plutão foram oportunidades para identificarmos e eliminarmos tais elementos, mas há sempre tanto mais para limpar. Conseguir o equilíbrio que o Sol procura, e que é a meta deste ciclo lunar em desenvolvimento, implica apanhar na rede da nossa percepção o máximo possível de padrões emocionais/comportamentais que se relacionam com crenças ultrapassadas; é em Escorpião que simbolicamente estes “ladrões escondidos” vivem camuflados (existem de forma inconsciente). Descobri-los é um autêntico trabalho de detective, facilitado por Mercúrio em Escorpião, que neste signo ganha em capacidade de compreensão para lá da superfície das circunstâncias. Como está a aproximar-se de uma conjunção a Vénus, estamos todos a pensar e a comunicar em estreita ligação com a intensidade com que vivemos os nossos valores mais motivadores. Isto dá-nos imediatamente uma pista! O que nos motiva por estes dias é o quê? Será essa motivação impulsionada por algum “fora de lei”? Manter em mente que há leis humanas…. fraquinhas na maioria das vezes… e há Leis Universais, às quais ninguém foge, leve o tempo que levar. De qualquer forma com Júpiter a entrar em Sagitário enquanto o diabo esfrega o olho (a 8 de Novembro), pessoal e globalmente vamos todos ser presentes a tribunal.

Imagem veio daqui

Aprendizagem, consultas, desprogramação ver aqui

 

Share Button