Céu astrológico para Segunda-feira 29 de Abril

Símbolo Sabiano do dia: Uma árvore de Natal decorada

A Lua entrou em Peixes e faz sextil ao Sol em Touro. Saturno vai ficar retrógrado na próxima madrugada.

Com a Lua em Peixes aumenta a sensibilidade, a receptividade ao que é do domínio do invisível, também ao que é designado “inconsciente colectivo”, uma amálgama de crenças, ideias, emoções e sentimentos partilhados colectivamente por toda a humanidade. Se nos vamos conectar ao lado mais luminoso ou mais sombrio, depende inteiramente das nossas condições particulares. Um devolve qualidade, o amor próprio ganha um brilho reconfortante, surge a sensação de que a Vida nos valoriza até ao mais ínfimo detalhe. O outro lado tira tudo isso, diz-nos que a vida é uma luta constante pela sobrevivência onde ser vítima de alguma coisa é a norma. Às vezes apetece baixar os braços, desistir. A condição de Saturno pode acentuar sentirmos que nos estamos a deparar com as mesmas barreiras de sempre! Aliás isto já no fim de semana acontecia, hoje é apenas a continuação. Há uma “intenção”, uma oportunidade para identificarmos que limites nos estão a impedir de nos conectarmos ao lado luminoso do Todo, do campo quântico de todas as possibilidades. Não vamos derrubar esses limites enquanto o diabo esfrega um olho, porque se os limites existem, mostram-nos que ainda não temos mais poder do que os diabretes endiabrados que nos tiram a alegria de vivermos a vida segundo as nossas medidas. Mas podemos começar a fazer preparativos para ganharmos esse poder! Os limites criam padrões repetitivos, apontar esse padrão pode ser equivalente a nos preparamos para agir no sentido de o eliminar. Podemos nos deixar invadir por uma nova esperança. A esperança de que a Luz vai regressar, que é a mesma essência do que se celebra no Natal e do que representa a árvore enfeitada. Melhores dias estão a chegar!. Mas há trabalho a fazer!!! Saturno mostra os limites enquanto está a fazer conjunção ao nodo sul da Lua!! A civilização ensinou-nos a dar ênfase ao exterior, à casca, às aparências, sabemos criar beleza e grandiosidade que todos podem admirar. Falta fazer florescer a beleza e a grandiosidade por dentro, bastando em muitos casos apenas arrancar as ervas daninhas… os diabretes…. A nossa civilização está a ruir e para que as nossa vidas não sigam o mesmo caminho temos que nos acertar com o nodo norte em Caranguejo. A estabilidade emocional é a argamassa para a construção de uma nova realidade global e individual.

Desenvolver auto conhecimento, aprendizagem ou consultas ver aqui

Imagem veio daqui

Share Button