Céu astrológico para Segunda-feira 28 de Outubro

Com o Sol, Lua, Mercúrio e Vénus em Escorpião não temos remédio senão estar na intimidade do nosso departamento mais secreto. Alguns de nós podem sentir-se enclausurados num ambiente sombrio e lúgubre porque Escorpião simboliza o tapete por debaixo do qual se acumula aquilo que não queremos olhar… porque julgamos negativamente, porque faz doer, porque temos medo, até porque não sabemos que há um tapete que precisamos levantar e pôr a apanhar ar!

Não há despertar de consciência sem dor. As pessoas farão de tudo, chegando aos limites do absurdo para evitar enfrentar a sua própria alma. Ninguém se torna iluminado por imaginar figuras de luz, mas sim por tornar consciente a escuridão

–  Carl Jung

Com todos aqueles planetas em Escorpião o que pensamos e o que sentimos dão-nos uma ideia do tamanho da nossa escuridão. Enfrente-se tranquilamente a escuridão que não deixa a alma voar e retira-se o melhor do trígono entre a Lua e Neptuno em Peixes e o sextil a Saturno, isto é, a materialização duma realidade definida pelos nossos ideais. Engraçado porque o símbolo Sabiano da Lua nova pode traduzir estes dois aspectos com rigor:

Podemos ser maré revoltosa procurando inutilmente derrubar os obstáculos que nos impedem de prosseguir. Podemos ter a estabilidade da rocha e a suavidade das marés tranquilas que pouco a pouco vão erodindo as circunstâncias mais limitadoras.

 Para consultas ou Manual de estabilidade emocional use o mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

 

Share Button