Céu astrológico para Segunda-feira 22 de Julho

Símbolo Sabiano do dia (nascer do Sol às 6.34): Uma filha da revolução americana

Até meio da manhã a Lua está em Peixes e antes de entrar em Carneiro faz trígono ao Sol em Caranguejo; este aspecto acontece com ambos os planetas nos últimos graus de Peixes e Caranguejo, graus de “crise”, acentuada por uma tensão (uma sesquidratura) entre o Sol e Júpiter em Sagitário. Mais sensíveis e emotivos, podemos ser “vítimas” de alguma fragilidade ou amuo, alguma insatisfação que dependerá mais da nossa verdade pessoal, do que de outra coisa. Mas vamos lá nos lembrar, que um dos objectivos da Lua nova de Caranguejo era sermos mais capazes de não deixar as emoções à solta, sem domínio sobre elas. Portanto, podemos encarar como uma verificação do quanto estamos mais competentes emocionalmente. Entretanto a Lua entra em Carneiro, ganha peso a necessidade de liberdade, independência, acção e coisas novas, novos cenários, novos empreendimentos, iniciar é uma boa palavra de ordem. Mas há um atrito com o Sol, porque Caranguejo sente-se bastante mais à vontade com o conhecido, com a tradição, é uma energia que a par com Capricórnio é algo conservadora. “As filhas de revolução americana” são uma organização de mulheres que existe há mais de 100 anos, cujo objectivo é preservar a história, valorizar a família, a educação, o patriotismo. Este é o tema do dia, demasiado conservador e “castrador” da liberdade para uma Lua em Carneiro. Vamos ter que encontrar novas formas de viver as propostas de Caranguejo, para que a crise associado ao últimos grau de Caranguejo não seja vivida como algo desagradável, antes como uma oportunidade de vivermos a vida privada como aquilo que é, o “terreno” onde os nossos “pilares” devem beneficiar de manutenção de qualidade para que sejam seguros. 

Serviços prestados ver aqui

Imagem veio daqui

Share Button