Céu astrológico para Sábado 15 de Dezembro

Símbolo Sabiano do dia: Um pássaro azul na porta de uma casa

O Pássaro Azul do símbolo é associado à felicidade, sorte, renovação e prosperidade por diversas culturas indígenas espalhadas pelo mundo… bom presságio para este início de fim de semana!

A Lua ainda em Peixes faz quadratura ao Sol em Sagitário e trígono ao nodo norte em Caranguejo. Entramos em quarto crescente, o que foi iniciado na Lua nova começa a desenvolver-se. Sermos capazes de largar o que nos tira a paz e tranquilidade, confiar que tudo está bem, que há remédios para todos os males e não interferirmos nos processos invisíveis que a Vida usa para nos conduzir pelos horizontes que nos estão destinados, é a melhor maneira para já, de mantermos a estabilidade emocional e não sairmos do caminho que nos pode conduzir até ao estilo de vida que as nossas crenças determinam ser o que nos corresponde.

Durante a semana que passou, referi duas semiquadraturas que simbolizam um certo grau de frustração/insatisfação, compasso de espera. Hoje dissipa-se a semiquadratura entre Urano em Carneiro a Neptuno em Peixes, que genericamente indica a incapacidade de associar uma nova forma de afirmação pessoal sem um certo grau de perturbação; faz sentido, já que são as situações que geram negatividade aquelas que nos mostram onde temos que nos dispor a eliminar as velhas formas de reagir, introduzir novas posturas e desta forma assumirmos uma outra maneira de estar na vida.

Amanhã é a vez de terminar a semiquadratura entre o Sol em Sagitário e Vénus em Escorpião; aqui trata-se da incapacidade de conciliar a vontade consciente de vivermos segundo a nossa verdade pessoal e a importância que damos a alguns dos nossos valores, nomeadamente aqueles que estão associados a poder pessoal. Mais uma vez a possível insatisfação mostra apenas padrões emocionais perante as circunstâncias que devem ser eliminados; isto é “não interferirmos nos processos invisíveis que a Vida usa para nos conduzir pelos horizontes que nos estão destinados”. Sempre que não aceitamos as circunstâncias, resistimos e é esta resistência que gera negatividade emocional… pior, as circunstâncias agarram-se a nós como lapas! Disse Carl Jung “aquilo a que resistimos não só persiste como aumenta”; Vénus em Escorpião simboliza a valorização do poder pessoal mas este poder consiste na capacidade de não “lutarmos” com as circunstâncias para conseguirmos o “que queremos”. “Para teres o que queres, gosta do que tens” … infelizmente não me lembro do autor desta frase, mas é um bom mantra perante todos os obstáculos.

Entretanto Vénus faz sextil a Saturno em Capricórnio; se conseguirmos passar o fim de semana “gostando” de todas as contrariedades e desafios,  podemos ter a certeza que estamos a criar uma realidade material sólida e estável, estamos a acolher o Pássaro azul.

Imagem veio daqui

Auto conhecimento, aprendizagem, consultas ver aqui

Share Button