Céu astrológico para Sábado 10 de Agosto

Símbolo Sabiano do dia (nascer do Sol às 6.50): Uma professora de Química

Uma experiência química aos olhos de um leigo quase pode parecer magia… espreitem aqui… É interessante notar que a Química resulta da evolução da Alquimia, prática mística que no fundo conduzia quem a praticava… e quem ainda a pratica…  para uma relação mais pura e estreita entre si mesmo e a Vida. A maioria de nós não é nem químico nem alquimista mas pode treinar a transmutação do chumbo em ouro (um dos objectivos trabalhados na Alquimia) usando as suas próprias emoções densas e pesadas (o chumbo) e trabalhando-se a si mesmo até obter ouro! Ouro que muito se relaciona com o brilho resplandecente da energia de Leão, brilho que se obtém quando passamos pela vida determinados a encontrar felicidade em cada esquina. Claro que em todas as esquinas há uma infinidade de elementos contrários a esta felicidade, mas cabe a cada um de nós teimosamente dirigir a atenção para onde quisermos, e quem não quer felicidade?! 

A Lua em Sagitário, a necessidade de nos relacionarmos com a Vida a partir de um patamar em que predomina o optimismo, a ética e a reverência pela verdade, faz trígono a Marte em Leão que procura nos fazer agir em direcção a esse patamar. Pelo caminho, e nas esquinas que tivermos de contornar, podemos nos deparar com crenças que nos atrapalham os passos, atrasam-nos, prendem-nos! É natural que assim aconteça, talvez com uma intensidade e frequência redobrada, porque Júpiter amanhã vai passar de retrógrado a directo e é urgente descartarmos tudo o que quebra a nossa teimosia em darmos atenção essencialmente aquilo que alquimicamente transforma o chumbo emocional em ouro. E porque Urano vai passar de directo a retrógrado logo a seguir, podemos perceber como mantermo-nos em modo “chumbo emocional” rouba-nos não só o brilho como a liberdade de cumprirmos com a nossa própria evolução pessoal! 

A propósito de Alquimia vejam este vídeo aqui que considero “obrigatório” até porque Júpiter em Sagitário refere-se à expansão que precisamos deixar acontecer dos nossos conhecimentos em relação a temas fora das “coisinhas” nossas do dia a dia. Porque de facto, sem esta expansão de determinados conhecimentos, não nos é possível deixar de sentir o cheiro fétido de uma existência que pesa como chumbo! Por isso mesmo, depois podem ver todos os outros episódios.

Serviços prestados ver aqui

Imagem veio daqui

 

Share Button