Céu astrológico para Quinta-feira 7 de Dezembro

Símbolo Sabiano do dia: Gaivotas observam um navio… Atentas, sabem que podem surgir oportunidades de comida fácil.

A Lua segue em Leão, faz quadratura a Júpiter em Escorpião e trígono ao Sol em Sagitário. Com a Lua e o Sol em signos de fogo, certamente não nos falta energia nem determinação para, sem hesitar, fazermos opções que nos permitam ser os líders incontestáveis do nosso “reino” individual criado à imagem e semelhança do nosso Eu autêntico e genuíno, e portanto segundo as nossas próprias leis. A ligação a Júpiter diz-nos que seremos conduzidos pelos nossos instintos, eles saberão onde oportunidades nos aguardam sem que tenhamos que despender de esforços exagerados. Há no entanto um cuidado a ter, e relaciona-se com a circunstância de haverem quatro planetas em Sagitário, sendo eles Saturno, Sol, Vénus e Mercúrio; o lado positivo de Sagitário relaciona-se com sabedoria, expansão de conhecimentos, perspectivas elevadas, valores invioláveis de ética, e nada disto se compraz com instintos de sobrevivência básicos onde o salve-se quem puder é a regra.

Mercúrio está retrógrado, já se sabe, e anda ocupado a compreender e a refazer as nossas crenças, a verdade genuína que nos caracteriza; faz uma semiquadratura a Júpiter, que se junta à quadratura de Júpiter à Lua, ou seja, há tensão suficiente para nos dispormos a “lutar” pelo melhor quinhão… pelo peixe mais gordinho e com um ar mais fresquinho, na peixaria por exemplo, uma vez que não somos gaivotas… Felizmente um trígono a Urano, também ele retrógrado, dá-nos a possibilidade de eventualmente nos libertarmos de condicionamentos que nos prendem ainda a comportamentos instintivos rudes.

Vale a pena porém sublinhar que ninguém é sant@, e temos o direito de sentir emoções rudes; se existem devem ter alguma utilidade, e não podemos de todo sentir vergonha ou embaraço por sentirmos “coisas feias”. Também podemos é procurar compreender e aprender o que fazer de tais emoções, e o que elas nos dizem acerca das nossas dores, feridas, traumas e medos. É reconhecer a sua origem que permite libertá-las, expressá-las de forma inócua e segura, e depois não ficar a remoer, deixar a “coisa” morrer.

Imagem veio daqui

Disponíveis consultas de carácter geral, vocacional, de aconselhamento parental, revolução solar, astrologia horária. Grupo de aprendizagem para auto conhecimento em breve. O seu signo solar é Sagitário? Consultar o mapa para conhecer o que lhe permite crescer e evoluir dá-lhe acesso a uma oferta! Mais informações pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com 

Boa Quinta-feira!

A Astrologia é uma linguagem. Se a entendermos o céu fala connosco ~Dane Rudhyar … e podemos salvar a nossa qualidade de vida, acrescento eu

© Teresa Martins, A Casa na Floresta-Astrologia – Todos os direitos reservados

Share Button