Céu astrológico para Quinta-feira 24 de Novembro

 

lua-novaA Lua já está em Balança, e sentimos talvez o apelo por viver em harmonia, connosco próprios, com as nossas circunstâncias e naturalmente isto passa por viver em harmonia com outros também. Hoje há um correpio de aspectos astrológicos que só visto! Temos um trígono a Marte, quadratura a Vénus, conjunção a Júpiter, quadratura a Plutão e pelo final da tarde aparecem um sextil a Saturno e uma oposição a Urano… ufa! Continuamos a dar importância a aspectos da nossa própria “tradição pessoal”, formas estabelecidas de reagir e optar, regras e hábitos que fomos adquirindo e que mantemos mesmo sem avaliarmos se continuam a ser úteis; talvez algum “desconforto” emocional se faça notar e há que prestar atenção. Apesar disto, ou quem sabe até por causa disto mesmo, e porque precisamos acabar com a sensação incómoda, tendemos a tomar acções fora do habitual, agir fora das formatações. E de certa forma, o que procuramos é mesmo a tal harmonia que começa por ser interna, e quando se instala é servida de bandeja a quem connosco se relaciona. Como aquilo que se dá é aquilo que se recebe… se dermos harmonia, recebemos harmonia. Elementar, minhas caras estrelinhas (acabei de vos chamar estrelinhas… nada mau hein? 😉 ). Isto assim parece tão fácil que perde a graça… mas há mais! É que para alcançarmos esta estado idílico de plenitude harmoniosa há que responder às metamorfoses que a Vida sempre nos pede, uma chatice sobretudo quando valorizamos a “tradição estabelecida e bem cristalizada” (Vénus em Capricórnio). Pelo meio destas dinâmicas, há sempre responsabilidades que sabemos terem que ser assumidas, dê por onde der, e a ligação a Saturno vai dar-nos essa capacidade, enquanto simultaneamente Urano vai acenando para não nos esquecermos de assumir responsabilidades sim, mas aplicarmos inovação, novidades que permitam relações verdadeiramente equilibradas, testarmos novas fórmulas e regras de convivência capazes de trazerem a desejada harmonia.

Todas as emoções ao longo do dia estarão em grande parte relacionadas com a quadratura de Júpiter em Balança a Plutão em Capricórnio, aspecto que termina hoje e tinha surgido já na Lua cheia de Carneiro a 16 de Outubro. Repito o que disse na altura: não há paz, nem harmonia, nem relações equilibradas se não se operarem as radicais transformações que Plutão sugere…. pede…. exige! Mas também acrescento: nem as transformações se operam se não procurarmos aprender aquilo que os nossos relacionamentos nos estão a mostrar, se não nos dispusermos a querer de facto alcançar primeiro o nosso próprio equilíbrio interno, a aprender talvez como o fazer.

Vamos a caminho do final deste ciclo lunar, que começou na Lua nova de Escorpião, cujo símbolo era: O brilho da Lua atravessando um lago. Claramente hoje parece ser um dia importante para atingirmos o equilíbrio, a tranquilidade que está sugerida na frase. Foi por isso que optei pela mesma imagem que usei na Lua nova.

Boa Quinta-feira!

 

Consultas e análises aqui

Share Button