Céu astrológico para Quarta-feira 21 de Fevereiro

Símbolo Sabiano do dia: Uma floresta petrificada      

A Lua vai continuar em Virgem durante a manhã, depois entra em Balança e faz oposição a Quíron em Carneiro. Nos mapas pessoais valorizo bastante Quíron, o curador, mas em trânsito tem andado esquecido. Então, como por hoje o único aspecto que a Lua faz é a Quíron, vamos recapitular os últimos meses:

– Abril de 2018 Quíron sai de Peixes, por onde transitava desde 2010/2011, e entra em Carneiro. Depois ficou retrógrado em Julho e regressou a Peixes no final de Setembro. Fica directo em Dezembro e agora em 18 de Fevereiro voltou definitivamente a Carneiro onde vai permanecer até 2026.

Simbologia destes posicionamentos:

Em Peixes: Cura da percepção de que existimos num mundo material afastado, separado dum outro mundo invisível, cujas leis desconhecemos inteiramente. Quando a cura começa, percebemos que não é assim, começamos a aceitar que “O universo é um todo orgânico que consiste de seres vivos, todos trabalhando como um único ser. Todos os seres vivos juntos constituem um único ser”. A citação é de Martinus (Pesquisem a Cosmologia de Martinus).

Em Carneiro: Agora a cura vai incidir nos conceitos do que é uma existência independente, mas que já sabe que pertence ao um Todo. Como fazer para tornar saudável, ou para criar verdadeira harmonia entre o nosso projecto individual humano com os outros, eu diria humanos e não humanos. Que ferida não permite a verdadeira harmonia entre todos nós? É sobre ela que vai incidir a atenção de Quíron, mas a nossa ajuda é preciosa, precisamos ser uns bons colaboradores.

Quando a Lua entrar em Balança todos iremos ter uma atenção especial dirigida aos outros e ao equilíbrio que gostaríamos que existisse. O Sol em Peixes faz um quintil a Júpiter em Sagitário; existem condições para que propósitos inclusivos, que sejam sinónimo de paz e consciência de que somos células diferentes de um único ser façam parte da verdade que nos define.

O símbolo aponta para a possibilidade de “observarmos” vestígios de um passado muito arcaico mas que ainda se revela, apesar de “morto”. Sobretudo se os vestígios não forem do nosso agrado, serão elementos de informação úteis para sabermos que novas posturas devemos assumir (Urano em Carneiro nos seus últimos dias por este signo) e/ou que curas devem ser iniciadas (Quíron em Carneiro)

Desenvolver auto conhecimento, aprendizagem ou consultas ver aqui

Origem da imagem Pixabay

Share Button