Céu astrológico para o fim-de-semana de 24 e 25 de Setembro

ceuO fim-de-semana começou com a Lua em Caranguejo oposta a Plutão, em sextil a Mercúrio e quadratura a Urano. A mente ocupada em como ajudar a melhorar o dia-a-dia, conectada às emoções, trouxe ideias e pensamentos relacionados com a família, com a casa, talvez com assuntos passados; a ligação a Plutão pediu transformação na forma como reagimos, como encaramos as dificuldades, em última análise, transformação na imagem que fazemos de nós próprios e com a qual vamos moldando a nossa vida. Até ao final do dia de hoje, Sábado, é a quadratura a Urano que se vai manter; a Lua em Caranguejo é conservadora, sente-se segura fazendo o que sempre fez, sentindo o que sempre sentiu, independentemente de ser agradável ou não. Urano desafia-a, e a nós, a deixar entrar novas atitudes, a estabelecer os seus objectivos de forma mais livre e independente, a afirmar-se perante os outros. Se as transformações que Plutão pede foram entendidas, um novo leque de atitudes é a sequência lógica.

No Domingo podemos sentir um grão de areia na engrenagem emocional, e quem indica isto é a quadratura da Lua a Vénus, que entrou na sexta-feira em Escorpião. Aquilo a que damos importância tende a se relacionar com os nossos desejos e motivações mais profundos e secretos, e sobretudo quando a Lua entrar em Leão perto das 15.00 h, será um desafio lidarmos com um desejo de recolhimento e introspecção e a necessidade de nos fazermos notar. Mas contamos também com um sextil ao Sol e outro ao Júpiter, duas fontes de harmonia e optimismo que se juntam e sublinham um estado de espírito tendencialmente alegre e bem disposto e sociável. A capacidade de imaginação da Lua, sendo influenciada pela energia de Leão vai ter a criatividade suficiente para ultrapassar todos os grãos de areia.

Sol e Júpiter estão em conjunção, que atingirá o aspecto exacto na madrugada de Segunda-feira. Daqui podemos esperar uma grande dose de optimismo, fé e confiança em nós mesmos, em como conseguimos sempre ultrapassar os obstáculos. Estão em Balança, e o tema gira à volta de nós em relação com os outros; quantas vezes são as relações que nos mostram o que em nós temos que ultrapassar, para a seguir ultrapassar os obstáculos? Tantas! Quem se lembra do símbolo do ciclo lunar que decorre? Duas cabeças olhando para fora e para lá das sombras. 

A imagem veio daqui: https://pt.pinterest.com/pin/512495632576529562/

Bom fim-de-semana!

 

Consultas e análises aqui

Share Button