Céu astrológico para Sábado 20 de Outubro

Símbolo Sabiano respectivo: Um avião pairando nas alturas

A Lua entrou em Peixes e marca o inicio dum fim de semana relativamente calmo e tranquilo, embalado por suavidade, sensibilidade e imaginação fértil, tudo isto exacerbado por uma conjunção a Neptuno que se irá aproximando à medida que o dia avança. Logo de manhã um trígono a Vénus em Escorpião pode ser um convite para que das nossas paixões saiam os nossos sonhos, mas também pode bem acontecer percebermos que o que nos tem motivado a andar para a frente precisa ser reciclado, há valores que precisam morrer e deixar espaço para que outros mais actuais nos abram a porta do futuro que idealizamos. Vénus vai-se aproximando de uma oposição a Urano em Touro, em causa podem estar os nossos bens e valores, até mesmo o amor próprio. A seguir, mais pelo fim do dia, segue-se um trígono a Mercúrio também em Escorpião; se há valores em transformação, o pensamento tem igualmente que trilhar um caminho semelhante e de facto um sextil a Plutão em Capricórnio mostra como tudo isto está a decorrer, com resultados que serão visíveis na realidade concreta, mais tarde ou mais cedo.

Vénus e Mercúrio estão em Escorpião, logo, o que para nós se reveste de importância capital molda valores e ideias; o cenário de fundo refere-se à nossa sobrevivência, ao poder que precisamos ter para, mais do que sobreviver, viver com qualidade e dignidade, até mesmo evoluir em termos de humanidade. Mas claro, todos sabemos que muitas vezes nos deparamos com situações em que parece sermos completamente impotentes para contornar dificuldades e obstáculos, quanto mais evoluir! A Lua está em Peixes e o melhor a fazer é largar, desactivar o lógico e racional, deixar o caldo energético onde existimos funcionar sem interferências, confiar que há muita coisa que desconhecemos, muitas Leis que nunca nos ensinaram, mas que indiferentes ao nosso desconhecimento operam. Hoje é dia de virar costas às limitações mais intransponíveis (em alguns casos podemos cair numa espécie de desesperança…), subir acima das emoções densas que lhes associamos, entrar num qualquer “avião” e subir às alturas.

A propósito de tudo isto, há um episódio da minha vida pessoal que relembrei recentemente, e que uso para não me esquecer que às vezes accionamos o nosso poder pessoal não fazendo nada, “voando” simbolicamente para outras paragens, e sentindo-nos muito bem com isso! A chave é esta, desviar a atenção e procurar o que nos faz sentir bem. O que me aconteceu foi o seguinte: nos anos 90 pouco tempo depois de casar, fiquei desempregada e surpreendentemente a situação não havia maneira de endireitar. Ou não aparecia nada, ou o que aparecia era digno de um filme de terror…. hoje diria de uma comédia, mas na altura era de terror mesmo. Foi um período extremamente difícil para mim que valorizava de uma maneira descomunal a profissão, ter filhos estava riscado a vermelho! Nada me iria impedir de conseguir primeiro a profissão maravilha! Nada? A sério? Bom… depois de “lutar que nem uma guerreira” contra a situação, capitulei, desisti, passaram-se três anos e nada mudava. Passava nas lojas de roupas de criança e comecei a sentir vontade de comprar roupinhas daquelas! Eram tão giras! Ficou decidido ía mudar de estratégia, que se lixe a profissão, não haviam problemas financeiros, vamos lá trocar as prioridades, bebé primeiro e depois logo se vê a questão profissional. Acalmei, dirigi a atenção para o novo assunto, enfiei-me no “avião” que me iria conduzir ao horizonte maternidade. Passado pouco tempo depois da decisão, liga-me uma amiga. Na empresa onde trabalhava, uma funcionária tido ido embora inesperadamente, era urgentíssimo encontrar quem a substituísse. Imaginem quem foi? Não encontrei o paraíso profissional mas na altura aquilo era exactamente o que me servia! E foi uma lição sobre o que é a “entrega” associada a Peixes.

Imagem veio daqui

Aprendizagem, consultas, psicanálise astrológica ver aqui

Share Button

Céu astrológico para Sexta-feira 19 de Outubro

A Lua vai ainda manter-se por Aquário, faz quadratura a Júpiter em Escorpião, trígono ao Sol em Balança e sextil a Urano em Touro. Mercúrio em Escorpião termina uma quadratura a Marte em Aquário e um trígono a Neptuno em Peixes.

Se por um lado um certo distanciamento emocional está associado a bem estar, por outro, existem assuntos demasiado importantes em relação aos quais não é possível qualquer tipo de afastamento, e há que ter capacidade de manobrar, ajustar emoções e comportamentos de maneira a ultrapassarmos possíveis desafios com sucesso. Os dois aspectos a Mercúrio vinham a aplicar-se desde ontem e terminaram já nas primeiras horas da manhã; certamente que as “emoções fortes” que possam ter surgido, estão relacionadas com os temas que nos ocuparam a mente, moldaram a comunicação, e agora há uma possibilidade de nos afirmarmos de uma nova maneira, mais virada para o futuro, e mais universal também, descartando a tendência para rotular e separar o que segundo as leis humanas é importante, ou não é. Vénus retrógrada em Escorpião está precisamente em processo de rever afinal que valores defendemos, quais são as nossas reais prioridades e como faz um quintil a Plutão em Capricórnio podemos estar certos que tudo se conjuga para que deste processo sai mais poder de enfrentarmos a realidade e de a transformarmos positivamente.

Símbolo Sabiano do dia: Uma águia e uma grande pomba branca transformando-se uma na outra

A águia simboliza poder e liberdade, a pomba paz. O resultado final deste dia, pode ser adquirirmos uma fusão entre poder e paz. Se pensarmos que desde sempre o poder esteve associado a guerra e dominação de uns sobre os outros, esta fusão será incrivelmente revolucionária! A Lua em Aquário faz depois um sextil a Urano em Touro; uma revolução deste calibre estende-se à revolução de valores que Urano em Touro representa, e com grande probabilidade tudo começará pela maneira como vamos reequacionar o nosso próprio valor. É quando tomamos consciência do quanto somos valiosos, independentemente do que fazemos ou temos, que podemos esperar o crescimento da qualidade de vida.

Imagem veio daqui

Aprendizagem, consultas, psicanálise astrológica ver aqui

 

Share Button

Céu astrológico para Quinta-feira 18 de Outubro

A Lua em Aquário faz quadratura a Mercúrio em Escorpião e conjunção a Marte; os pensamentos podem andar às voltas com temas que envolvem intimidade, pessoas próximas emocionalmente, questões financeiras, o que nos dá ou tira poder pessoal, assuntos que naturalmente nos são caros e portanto em relação aos quais existe uma envolvência emocional relevante, que muitas vezes pode interferir com decisões acertadas. A quadratura à Lua, e a necessidade de libertação que ela representa, é um estímulo para se sejamos frios e objectivos nas nossas avaliações, como forma de abandonarmos comportamentos padronizados que sempre trouxeram resultados nulos. A sequência lógica está nas acções que devem ser absolutamente inovadoras e descondicionadas, energia para dirigir neste sentido não faltará.

Mercúrio está também muito próximo de fazer quadratura a Marte e trígono a Neptuno em Peixes; mentalmente estamos com mais capacidade de aprofundar e compreender os assuntos acima referidos o que vai ajudar a decidirmos quais as acções “revolucionárias” que serão adequadas às nossas circunstâncias. Por outro lado a ligação a Neptuno mostra uma “lavagem ao cérebro” cuja intenção é apagar raciocínios antiquados, substitui-los por formas mais elevadas e refinadas de pensamento, e que sobretudo nos assegurem mais paz, equilíbrio e harmonia, os assuntos destacados na Lua nova de Balança.

Símbolo Sabiano do dia: Informação num símbolo de folha de Outono

Bem sabemos que a informação primordial contida numa folha de Outono é a de que tudo tem um tempo para terminar. A folha viveu, cumpriu o seu papel na manutenção da vida de uma árvore, e chega a hora de ir embora. Os aspectos referidos falam disso mesmo, desapegar, largar o que já teve o seu papel a cumprir. O símbolo da Lua nova era “Um cais de embarque levado pelas ondas”. E dizia eu a propósito: alguma coisa aparentemente necessária parece ir embora no decurso do ciclo. Talvez na sequência de uma tempestade. Só há uma coisa a fazer, reconstruir. Ontem houve tensão suficiente para se falar em “tempestade”; se algum “cais” foi embora, era porque já não cumpria a função. Hoje é dia de aliviar, largar o que já não é necessário.

Imagem veio daqui

Aprendizagem, consultas, psicanálise astrológica ver aqui

 

Share Button

Céu astrológico para Quarta-feira 17 de Outubro

A Lua entrou em Aquário, faz quadratura a Urano, Vénus e Mercúrio. Oh… como seria bom deixar bem para trás tudo o que nos aborrece, tira a boa disposição e pior, tudo o que parece não nos deixar andar para a frente! Na realidade a tarefa mais nobre de uma Lua aquariana é isso mesmo, ajudar-nos a desapegar daquilo que é antigo mas ainda carregamos. A ligação a Urano impulsiona-nos a agir de facto com inovação em relação aos nossos valores e/ou auto valorização, seja por vontade própria seja porque nos sentimos pressionados por alguma circunstância.  Com Vénus e Mercúrio em Escorpião tudo o que nos pareça garantir a segurança necessária à sobrevivência, determina valores e formas de pensamento, mas que na realidade podem não estar já a cumprir o seu papel; se tudo muda como não mudaria a maneira como é possível continuarmos a ser habitantes deste planeta? Pelo menos habitantes com qualidade de vida, e que espalhem qualidade ao seu redor! Vénus e Mercúrio fazem quadratura à Lua e as tensões instaladas vão mostrar que emoções afloram, eventualmente, mas não obrigatoriamente, que medos ou insatisfações, que sombra nos corta o bem estar e o que fazemos na sequência; precisamos talvez reflectir um pouco, observarmo-nos, a mente está mais perspicaz  e há um “movimento” no sentido de limparmos as nossas interpretações comuns (Mercúrio faz trígono a Neptuno). Sermos capazes de identificar algum tipo de “bloqueador de bem estar” e cortar o mal pela raiz é o passo indispensável ao desapego que está agilizado com a Lua em Aquário.

Símbolo Sabiano do dia: Uma terceira asa no lado esquerdo de uma borboleta

A simbologia associada à borboleta relaciona-se com transformação profunda, precisamente o que temos para fazer quando entramos em contacto com os nossos padrões habituais mais enraizados em Escorpião. Que não haja ilusões acerca das tensões emocionais necessárias a este processo; o lado esquerdo é yin, emocional, e as três asas podem ser as três quadraturas à Lua responsáveis por uma boa dose de tensão emocional. Se queremos voar, temos mesmo que deixar de ser lagartas, temos que abraçar os desafios que permitem o crescimento de asas.

Imagem veio daqui

Aprendizagem, consultas, psicanálise astrológica ver aqui

Share Button

Céu astrológico para Terça-feira 16 de Outubro

Símbolo Sabiano do dia: Um galo … está na hora de acordar para alguma coisa.

A Lua em Capricórnio fez conjunção a Plutão, e isso pode representar como estamos a iniciar mais um dia com uma força emocional renovada, reforçada por um sextil a Júpiter em Escorpião; dirigir esta força para o trabalho e responsabilidades está associada a bem estar e estabilidade emocional, mas teremos que encontrar espaço para os outros. Há uma quadratura da Lua ao Sol que está em Balança, e vamos precisar conciliar as tarefas que nos ocupam com o esforço para encontrarmos equilíbrio por via daqueles que se cruzarem connosco. Entramos em quarto crescente num ciclo lunar que começou em Balança e portanto o objectivo final é conseguirmos mais paz e harmonia entre nós e os outros, o que naturalmente se irá estender a toda a nossa vida; este é o primeiro teste. Para alguns de nós o trabalho está acima de tudo, para outros o que conta é estarmos bem com quem nos rodeia a qualquer preço; para todos o que está em causa são motivações instintivas bem profundas, porque alguns associam sobrevivência ao trabalho, outros associam sobrevivência às relações onde são aceites. Vénus retrógrada em Escorpião contudo, indica como estamos em processo de reavaliar o que verdadeiramente importa para, mais do que sobreviver, vivermos com qualidade. Talvez tudo o que valorizamos neste capítulo seja de importância capital, mas eventualmente são as prioridades que devem ser consideradas. Cada cabeça é um universo diferente, mas o que parece é que hoje devemos fazer por nos situar num “novo dia”… anunciou o galo!

Imagem veio daqui

Aprendizagem, consultas, psicanálise astrológica ver aqui

Share Button

Céu astrológico para Segunda-feira 15 de Outubro

Símbolo Sabiano do dia: Uma criança dando de beber aos pássaros na fonte

A Lua entrou em Capricórnio faz sextil a Mercúrio e a Vénus em Escorpião, sextil a Neptuno em Peixes e conjunção a Plutão em Capricórnio.

Uma maior sensibilidade à estabilidade material facilmente se associa à importância que damos à segurança que instintivamente todos procuramos, e na maioria das situações conseguimos isto por via da profissão e/ou da família. Com Vénus e Mercúrio em Escorpião os instintos, mecanismos indispensáveis à vida, dão forma aos nossos pensamentos e aos nossos valores, mas o grande desafio do ser humano é refiná-los, limitá-los ao estritamente indispensável. Quantas relações profissionais ou pessoais já não nos dão satisfação, mas porque é necessário sobreviver nem sequer as colocamos em causa? Pensar em como sobreviver com mais qualidade (Mercúrio e Vénus fazem conjunção em Escorpião) implica necessariamente escolher as acções mais adequadas em cada momento, e enquanto Marte estiver em Aquário agir da maneira mais inovadora, mas também racional e inteligente que conseguirmos, é a opção. Mercúrio vai-se aproximando de uma quadratura a Marte, logo vai-se intensificando um impulso nesta direcção.

Há na realidade uma Fonte de água inesgotável para a qual nos podemos dirigir; não chegamos lá num dia, mas basta um minuto para decidirmos que essa será a grande meta a atingir. Talvez esse minuto seja inspirado pela aura de Neptuno em Peixes, que anda dedicado a chamar toda a gente para a consciência dessa Fonte. Que diferença abissal faz na transformação da realidade pessoal ouvirmos este chamado! Que diferença abissal veremos na realidade global quando muita gente se sintonizar à Fonte! É expectável que no final do dia as emoções se intensifiquem quando a Lua começar a se aproximar de Plutão, e a conjunção entre Mercúrio e Vénus seja exacta. Diz-se que Deus escreve direito por linhas tortas, e quem sabe sentir uma sede imensa nos fará despertar para outros paradigmas de vida.

Imagem veio daqui

Aprendizagem, consultas, psicanálise astrológica ver aqui

Share Button

Céu astrológico para Sábado 13 de Outubro

Símbolo Sabiano do dia: Um rabi

Nem que seja subtilmente todos estamos a sentir uma necessidade de estarmos onde possa existir tranquilidade, harmonia, paz e beleza. Ficamos a saber se estamos mais perto ou mais longe deste “paraíso” pelo que sentimos e pelas atitudes que escolhemos; a quadratura “provoca os seus efeitos” durante a manhã, e há um impulso para criarmos nós mesmos aquilo que pode ser o nosso paraíso agora mesmo, o que implica algum tipo de acção ou não-acção… ficar simplesmente a descansar é o que chamo não-acção. As emoções indicam que estamos no bom caminho, se estiverem associadas a bem-estar, simples assim! Neste caso, o resultado será uma segunda parte do dia em que nos sentimos equilibrados.

Independentemente das nossas escolhas mais habituais, um biquintil do Sol em Balança a Neptuno em Peixes mostra como estamos particularmente criativos em dar forma à estabilidade na nossa realidade pessoal. Para tudo isto resultar pode perfeitamente acontecer termos que optar por soluções aparentemente pouco lógicas e consensuais, pouco características da nossa própria “normalidade”. Um rabi sabe que existem Leis naturais que se sobrepõem às leis humanas; seguir o que o coração nos diz, pode implicar rejeitarmos o que as normas sociais/culturais/civilizacionais estabelecem, mas o coração rege-se por Leis naturais. Sejamos rabis!

Imagem veio daqui

Aprendizagem, consultas, desprogramação ver aqui

 

Share Button

Céu astrológico para Sexta-feira 12 de Outubro

Símbolo Sabiano do dia: Um bando de ladrões escondidos

A meio da manhã a Lua sai de Escorpião entra em Sagitário, e é natural que algum optimismo tente se instalar, apesar do mundo estar “estranho” o que dificulta bastante a tarefa, até porque na nossa própria vida podem coexistir elementos igualmente “estranhos”. Todas as possíveis insatisfações estão representadas por “pequenos/grandes” atritos que a Lua vai fazendo a Urano, Saturno, Mercúrio, Sol e Plutão. Cada insatisfação é o indício de alguma coisa que nos tira a paz e o equilíbrio; entre ontem e hoje, as quadraturas de Vénus a Marte e do Sol a Plutão foram oportunidades para identificarmos e eliminarmos tais elementos, mas há sempre tanto mais para limpar. Conseguir o equilíbrio que o Sol procura, e que é a meta deste ciclo lunar em desenvolvimento, implica apanhar na rede da nossa percepção o máximo possível de padrões emocionais/comportamentais que se relacionam com crenças ultrapassadas; é em Escorpião que simbolicamente estes “ladrões escondidos” vivem camuflados (existem de forma inconsciente). Descobri-los é um autêntico trabalho de detective, facilitado por Mercúrio em Escorpião, que neste signo ganha em capacidade de compreensão para lá da superfície das circunstâncias. Como está a aproximar-se de uma conjunção a Vénus, estamos todos a pensar e a comunicar em estreita ligação com a intensidade com que vivemos os nossos valores mais motivadores. Isto dá-nos imediatamente uma pista! O que nos motiva por estes dias é o quê? Será essa motivação impulsionada por algum “fora de lei”? Manter em mente que há leis humanas…. fraquinhas na maioria das vezes… e há Leis Universais, às quais ninguém foge, leve o tempo que levar. De qualquer forma com Júpiter a entrar em Sagitário enquanto o diabo esfrega o olho (a 8 de Novembro), pessoal e globalmente vamos todos ser presentes a tribunal.

Imagem veio daqui

Aprendizagem, consultas, desprogramação ver aqui

 

Share Button

Céu astrológico para Quinta-feira 11 de Outubro

Símbolo Sabiano do dia: Dois homens capturados e presos

A Lua em Escorpião faz conjunção a Júpiter. O Sol em Balança faz quadratura a Plutão. Vénus em Escorpião faz quadratura a Marte.

É nos recônditos mais profundos do nosso inconsciente, que as emoções estão a ser forjadas e a aproximação a Júpiter intensifica o que por natureza já é intenso. Intensamente também, expressamos os nossos valores e talvez o mais importante seja percebermos até onde nos consideramos nós próprios criaturas valiosas. Todos procuramos equilíbrio nos nossos relacionamentos, mas ele será inexistente se não conseguirmos sentir simultaneamente o nosso próprio valor e o dos outros também, quer sejam relações familiares, profissionais, entre amigos ou outras. A quadratura de Vénus a Marte aconteceu bem cedo de manhã, e houve a oportunidade de compreensão do que ainda nos impede de ter experiências gratificantes com os outros. No guião da Vida não há papeis menores, todos somos protagonistas, apenas podemos ter sido levados a acreditar que desempenhamos apenas num papel secundário. Neste aspecto está simbolizado aquilo que pode ser um dos homens presos… um condicionamento, uma crença, uma programação a que inconscientemente temos respondido sim. Marte está em Aquário, preconiza o corte com a tradição que classifica os indivíduos segundo os seus conceitos civilizacionais do que é importante e do que não é. Sem isto o futuro é apenas a repetição do passado.

Durante o dia, a quadratura entre o Sol e Plutão indica que mais alguma tomada de consciência pode acontecer (o segundo preso), e mais uma vez com impactos importantes na forma como nos relacionamos, o que naturalmente vai influenciar a nossa capacidade de transformarmos o paradigma actual numa outra versão de realidade pessoal e global, mais harmoniosa, equilibrada, onde exista cada vez mais receptividade à paz e ao bem estar universal, independentemente de todos os atributos que nos diferenciam.

Imagem veio daqui

Aprendizagem, consultas, desprogramação ver aqui

Share Button

Céu astrológico para Quarta-feira 10 de Outubro

Símbolo Sabiano do dia: Um capitão da Marinha reformado

A Lua vai entrar em Escorpião, Mercúrio também, Vénus retrógrada espera-os e tudo junto pode ter como resultado “retirarmo-nos” do mundo externo e submergirmos no nosso mundo secreto, onde os valores se tornam paixões pelas quais daríamos a vida, ou tiraríamos se fosse necessário! Emoções, comunicação e pensamento tudo gira ao redor do que verdadeiramente nos motiva profundamente, intensidade é característica da qual não nos livramos facilmente. A objectividade pode ficar ofuscada, porque já se sabe, que onde há emoções/paixões fortes há também falta de frieza de pensamento; felizmente também podemos beneficiar de maior perspicácia, e compreender que podemos nos estar a deixar envolver por emoções cuja qualidade dificilmente nos darão paz. É Marte, que faz quadratura a Vénus e também à Lua, que nos pode salvar de continuarmos a repetir os mesmos padrões de sempre; duas quadraturas dão força mais do que suficiente para escolhermos agir de forma descondicionada desses velhos padrões, escolhermos posturas que nunca ousámos, mais equilibradas e racionais, distanciarmo-nos de tudo o que perversamente nos prende a qualquer forma de negatividade. Com as nossas emoções, que são energia em movimento, estamos a dar corpo a uma determinada realidade que pode vir a corresponder aos nossos sonhos ou aos nossos pesadelos. Nem sempre é fácil “desligarmos” porque há inclusive uma habituação do corpo ao ambiente bioquímico associado a cada tipo particular de emoções. Mas é aqui precisamente que aferimos quem tem mais poder, se a nossa vontade consciente, se os padrões de comportamento de herdámos e desenvolvemos ao longo da vida. Precisamos saborear a vida com mais liberdade, passar à condição de “reformados” depois de sabem-se lá quantas vidas de “trabalhos forçados”! Mas para isso temos muitas batalhas internas a vencer.

Imagem veio daqui

Aprendizagem, consultas, desprogramação ver aqui

Share Button