Astrologia do dia – 6 e 7 de Julho

Hoje de manhã a Lua em Capricórnio fez conjunção a Saturno que transita pelo último grau de Capricórnio. O mais certo é terem sentido alguma “crise”, alguma insatisfação enfadonha porque isso está associado ao último grau de todos os signos; com Saturno na jogada dificilmente nos escapámos! Mas bom, no fundo “a coisa” serviu para repararmos em algum elemento particular da nossa vida e podemos imaginar Saturno, com o seu ar sério e compenetrado, exercendo as funções que lhe competem no sentido de nos tornarmos “pessoas crescidas” dizendo: vê bem o que está na tua mão para te livrares disso que te incomoda. E pronto, a responsabilidade de ultrapassarmos “as crises” é nossa. Entretanto a Lua entrou em Aquário, sinalizou a possibilidade de encararmos as dificuldades com mais objectividade, inteligência, racionalidade.

Agora, Segunda à noite, faz quadratura a Urano em Touro, trígono a Vénus em Gémeos e começou a afastar-se de um sextil a Marte em Carneiro. Identificarmos as dificuldades é o mais fácil, o mais desafiador será levarmos em frente a revolução de valores que Urano simboliza como necessária; uma revolução no que consideramos importante e no que desvalorizamos. A “crise” da manhã terá sido o ponto de partida que nos deve levar a procurar perceber que novos hábitos devem fazer parte de uma nova postura, regida por novos valores. Neste processo a mente é parte integrante e não podemos descartar a importância de como interpretamos os acontecimentos, de como registamos os aspectos negativos, os positivos e quais aqueles que vamos valorizar acima de tudo. O que valorizamos, alimenta-se da nossa “energia criadora de realidades”. É caso para termos muito cuidado com as coisas que consideramos importantes! Também é caso para tomarmos atenção se valorizamos coisas consideradas correctas, mas depois agimos de forma contrária.

A Lua vai manter-se por Aquário, e as consequências do que conseguirmos hoje transitam para amanhã, farão parte de um dia mais ou menos livre, mais ou menos liberto dos nossos próprios condicionamentos. Entre o passado e o futuro há permanentemente um braço de ferro. As nossas opções decidem quem derruba quem.

 

Para consultas ou solicitar o Manual para a Qualidade Emocional, contacte por msn privada ou pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem de Ryan McGuire no Pixabay

Share Button