Céu astrológico para Sexta-feira 6 de Setembro

Símbolo Sabiano do dia (nascer do Sol às 7.14 h): Uma árvore genealógica

A Lua continua em Sagitário e só no inicio da tarde termina a saga das quadraturas que desde ontem nos impelem no sentido de estabelecermos novas fronteiras, novas formas de vida mais ordenadas e saudáveis, sem dúvida vias para vivermos com mais liberdade. Saturno está a fazer conjunção ao nodo sul em Capricórnio, e de uma forma ou de outra está a mostrar-nos que pedaços do passado nos devemos libertar. Há nas raízes da nossa árvore genealógica, antepassados que nos legaram elementos valiosos que nos fizeram quem somos. Mas também somos herdeiros de uma forma de estar na vida onde as aparências contam demais e a essência de menos. Onde contam as virtudes públicas e se escondem os vícios privados. Onde se enaltece tudo o que faz parte do universo masculino, e se minimiza tudo o que constitui o universo feminino. Os tempos estão a mudar aceleradamente, melhorar, aperfeiçoarmo-nos, implica perceber as tarefas com menos prestígio, podem ser tão indispensáveis que delas dependem chegarmos ao topo dos nossos objectivos (o Sol em Virgem faz trígono a Saturno). Se conseguirmos sentir que é assim, os nossos valores já estão a transformar positivamente a realidade material em que vivemos, mesmo que na aparência ainda não se vejam as mudanças (Vénus em Virgem faz trígono a Plutão). Em breve, assim será!

Imagem veio daqui

 

Share Button

Céu astrológico para Quinta-feira 5 de Setembro

Símbolo Sabiano do dia (nascer do Sol às 7.13 h): Uma mão forte suplanta histeria política

O meu filho acabou de ler há pouco tempo um livro de Jordan B. Petersen, 12 Regras para a Vida, um antídoto para o caos. O título de um dos capítulos é este: Deixa a tua casa perfeitamente em ordem antes de criticares o mundo. Está tudo dito! Mas como sou geminiana arranjo sempre mais alguma coisa para acrescentar! A propósito da energia de Virgem, das tarefas que dela fazem parte, um dia destes escrevi serem o suporte básico de vida. Agora apetece-me completar, e fica: são o suporte básico de vida que impedem o caos. No entanto quem se lembra e pratica esta máxima? A civilização em que vivemos não nos ensina isto, ensina antes por exemplo, como não nos importarmos com o lixo debaixo do tapete desde que sejamos muito produtivos no mundo lá fora porque assim ganhamos mais reputação e prestígio, dinheiro para depois podermos consumir todo o lixo que nos impingem como indispensável a uma vida de qualidade! Na melhor das hipóteses podemos pagar a quem nos limpe o lixo debaixo do tapete. Claro que estou a exagerar… um bocadinho.

A Lua vai para Sagitário e de certeza não é o estado de espírito mais adequado para deitarmos mãos à obra de ordenar seja o que for! Mais facilmente escolheríamos viajar,  instalarmo-nos na forma de vida com que sonhamos, ou aumentar conhecimentos, filosofar, questionar qual o propósito da vida, viver o dia à grande e à francesa. À grande e à francesa serão as emoções, boas ou más é conforme! Isto porque a Lua vai fazer conjunção a Júpiter e quadraturas ao Sol, a Mercúrio, a Vénus e a Marte todos em Virgem. A melhor forma de percebermos o valor da organização, dos hábitos saudáveis, das pequenas grandes coisas que nos melhoram e melhoram o nosso dia a dia é vivermos um dia de histeria porque o caos não permite nada melhor! Entramos em quarto crescente, e o que caracteriza a nossa vida nesta matéria irá crescer.

Há ainda um outro detalhe de toda a relevância! Saturno está a poucos dias de voltar ao movimento directo, será dia 18. Daqui até lá é natural começarmos a sentir o “peso da existência”, sobretudo se estamos ainda excessivamente condicionados por normas, regras, ideias feitas que serviram talvez no passado, já não servem mais. Recordo que a Lua nova de Virgem fazia trígono a Saturno, e neste contexto os pesos serão relacionados com a nossa incapacidade de assumir sem preconceitos as tarefas que melhoram a vida, mesmo aquelas que desvalorizamos… porque foram desvalorizadas pela civilização. Talvez por isso estamos em decadência!

O livro que referi é bom demais para não o recomendar. Está publicado em português e podem ver aqui. Jordan B. Petersen é este senhor aqui. Uma opinião sobre ele aqui.

Imagem veio daqui

Share Button

Céu astrológico para Quarta-feira 4 de Setembro

Símbolo Sabiano do dia (nascer do Sol às 7.12 h): O véu de uma noiva a ser retirado

… Pode beijar a noiva. Ele levanta o véu, beija-a, o casamento está decretado! Houve uma mudança de estado, estado civil, estados de alma. Para algumas pessoas casar é um sonho tornado realidade.

De sonhos a caminho da realização, pode referir-se a oposição de Vénus em Virgem a Neptuno em Peixes. Neptuno simboliza uma energia que vai erodindo os véus, mas outro tipo de véus, as ilusões em que vivemos e mantêm os sonhos inalcansáveis. Nesta oposição, talvez algum destes véus já tenha sido retirado, permitindo vivermos de acordo com valores que nos permitem ir concretizando, pelos menos alguns desses sonhos. Vénus está em Virgem, e se por isso já conseguirmos viver à altura do que Virgem simboliza, estamos definitivamente no bom caminho. Virgem refere-se a trabalho, ordem, hábitos que promovem a saúde do corpo e por isso do espírito também, atitudes discretas. Discrição casa perfeitamente com a necessidade de recolhimento da Lua que segue em Escorpião e faz sextil a Plutão em Capricórnio. Recolhimento que visa identificarmos e terminarmos com padrões de comportamento desajustados da melhoria que se pretende conseguir num ciclo que começou em Virgem. Discretamente organizando-nos, melhorando de alguma forma sentimentos e emoções, estamos a contribuir para transformarmos positivamente a nossa realidade.

Imagem veio daqui

Share Button

Céu astrológico para Terça-feira 3 de Setembro

Símbolo Sabiano do dia (nascer do Sol às 7.11 h): Um rapaz moldado pelas aspirações da mãe   

As aspirações que as mães têm para os seus filhos são muito diferentes, mas certamente há em comum o desejo de que sejam pessoas bem formadas, tenham sucesso e sejam felizes. Com frequência projectam neles aquilo que não conseguiram atingir, ou que acreditam nunca conseguirão. Bom… se nada se alterar na forma de pensar e de sentir, talvez de facto não consigam. Mas não é inevitável! A Lua vai entrar em Escorpião, e quem ousar não perder de vista os seus sonhos, é altura de transformar, nem que seja um pouquinho, a maneira como reage às circunstâncias. Vem mesmo a propósito um pequeno vídeo que tenho estado a disponibilizar a quem me consulta. Aqui está ele!

Ao entrar em Escorpião vai fazer sextil a todos os planetas em Virgem (Sol, Mercúrio, Marte e Vénus), sextil também a Saturno em Capricórnio, oposição a Urano em Touro e trígono a Neptuno em Peixes. Todos estes posicionamentos e aspectos são um lembrete relativamente à real possibilidade de vermos concretizados os nossos ideais, mas para isso ser possível pode ser necessário virarmos os nossos valores de pernas para o ar, talvez mesmo a maneira como nos valorizamos, talvez possa passar por abandonarmos formas estereotipadas do que consideramos uma imagem pública de sucesso, sendo que desta área fazem partes as actividades profissionais. Se não fosse pelo dinheiro continuaríamos a fazer o que fazemos? Ou fazemos porque os instintos de sobrevivência ditam a lei? Temos consciência de que os instintos não são “inteligentes”? Como fazer para que a inteligência prevaleça? Aspiramos a que os nossos filhos sejam réplicas das nossas crenças e padrões ou damos-lhes liberdade para escolherem outras formas de estar na vida?

Imagem veio daqui

Share Button

Céu astrológico para Segunda-feira 2 de Setembro

Símbolo Sabiano do dia (nascer do Sol às 7.09 h): Duas cabeças olhando para lá das sombras

A Lua entrou em Balança e vai fazer quadratura a Plutão logo nas primeiras horas da manhã. Segue depois procurando satisfazer a necessidade de paz, equilíbrio e harmonia com os outros, mas encontrando aqui e ali impedimentos, insatisfações tanto maiores quanto não conseguirmos estabelecer a paz, o equilíbrio e a harmonia dentro de nós mesmos. De qualquer forma, porque estamos todos no “mesmo barco”, sujeitos aos mesmos desafios, talvez consigamos encontrar num ombro amigo, o apoio que nos permitirá olhar para lá das nossas sombras, enquanto fazemos exactamente o mesmo pelo dono do ombro amigo. Entretanto pode acontecer percebermos, que uma forma de dissiparmos as sombras, é valorizarmos mais os pequenos nadas, as pequenas tarefas que às vezes menosprezamos e tornam a vida mais arrumada, organizada, saudável. Isto porque Vénus em Virgem vai fazer quadratura a Júpiter em Sagitário, aspecto que nos confronta com a necessidade de ajustarmos a nossa filosofia de vida para que possamos continuar o caminho até novos horizontes, para lá das sombras.

Imagem veio daqui

Share Button