Céu astrológico para Sábado 30 de Março

Símbolo Sabiano do dia: Um homem ensinando novas formas para velhos símbolos

A leitura que faço deste símbolo é que há velhos símbolos com novos significados, ou seja há coisas que representavam algo no passado mas agora representam um outro algo mais actual. Mercúrio está directo e continua em conjunção próxima a Neptuno. Nestas passagens de directo a retrógrado e vice-versa, os planetas abrandam bastante a sua velocidade habitual e por esse motivo Mercúrio vai continuar em conjunção a Neptuno até dia 2. Esta conjunção indica que depois das revisões mentais a que estivemos sujeitos agora é tempo para uma forte “lavagem” à maneira como organizamos o pensamento, uma forte dissolução de interpretações desgastadas que têm servido apenas para manter a mente a operar em termos antiquados. Só por isto, é natural que velhos símbolos adquiram novas formas (novos significados) para nós individualmente.

Para ajudar à festa, o Sol está em Carneiro pronto e desejoso de novidades, de novas atitudes, de novas iniciativas, de novos objectivos. A Lua entrou em Aquário e quer distância de todo o passado que não permite a liberdade suficiente para que um futuro promissor se abra na nossa frente. Sol e Lua fazem sextil, não há mais ligações a outros planetas o que indica que nem há “dispersão de energia”, há um foco significativo para terminarmos com umas coisas e nos prepararmos para darmos início a outras. Vale a pena saber esperar pelos novos começos (esta até é uma indirecta para mim que ainda um dia destes assumi que sou de pressas….), deixar que Neptuno continue a fazer as “lavagens cerebrais” apropriadas, deixar que a Lua faça os cortes emocionais necessários, porque a Lua nova de Carneiro não está longe. Marte em jeito de despedida de Touro, ajuda um pouco nas atitudes pacientes. Mas amanhã entra em Gémeos, alguma agitação começa a fazer-se sentir, queremos saber, queremos movimento, queremos pesquisar, queremos comunicar, queremos aprender coisas novas. É talvez o prefácio para o “próximo livro de aventuras” que vamos escrever!

Desenvolver auto conhecimento, aprendizagem ou consultas ver aqui

Imagem veio  daqui

Share Button

Céu astrológico para Sexta-feira 29 de Março

Símbolo Sabiano do dia: Interpretando uma bola de cristal

A Lua em Capricórnio faz conjunção a Plutão em Capricórnio e trígono a Marte em Touro. Bem cedo vamos perceber a qualidade das nossas emoções e podemos em jeito de jogo imaginar que realidade corresponderia  ao que estamos a sentir. Isto é autenticamente uma bola de cristal a mostrar um hipotético futuro! Se nos assustamos com os cenários imaginados ficamos imediatamente conscientes da importância de fazermos alguma coisa para melhorar o estado emocional, não importando o que no exterior possa ter causado a fraca qualidade emocional. Só vamos alterar eficazmente o que se passa externamente actuando internamente. Também é possível dizer que um estado emocional estabilizado vai-nos permitir agir com foco, paciente e assertivamente, de maneira a podermos usar tudo o que temos, desde bens materiais a talentos e saberes, no sentido de gerarmos mais qualidade de vida, mais conforto, mais capacidade de auto subsistência, mais valor pessoal.

Desenvolver auto conhecimento, aprendizagem ou consultas ver aqui

Imagem veio daqui

Share Button

Céu astrológico para Quinta-feira 28 de Março

Símbolo Sabiano do dia: Um chapéu de abas largas com fitas serpenteando, virado para leste

A Lua em Capricórnio faz sextil a Mercúrio e Neptuno em Peixes, conjunção a Saturno em Capricórnio. Mercúrio vai ficar directo. A retrogradação de Mercúrio foi a oportunidade de revisitarmos o passado através de memórias, ideias e pensamentos que aparecem e esclarecem a origem da forma como interpretamos as coisas que nos acontecem. Neste processo o que está em causa é actualizarmos a nossa maneira de pensar. Por outro lado a Lua fecha um ciclo com Saturno, faz-se uma espécie de balanço relativamente a como reagimos emocionalmente à realidade tal como se vai manifestando. Os balanços, as avaliações no final de qualquer ciclo revelam sempre o que não foi conseguido e isso pode implicar insatisfação. Mas no fundo a insatisfação é apenas…. a nossa interpretação! Será que não há outro ponto de vista? Será que estamos a interpretar correctamente? Quantos detalhes nos escapam? Com a Lua ligada a Mercúrio as nossas interpretações vão estar directamente associadas a esta fase em que Mercúrio passa de retrógrado a directo, uma fase importante para a “purga mental” final deste período de Mercúrio retrógrado em Peixes. Como Peixes é o último signo do zodíaco, tudo o que vier à “rede” é para terminar definitivamente.

O chapéu do símbolo coloca a atenção na cabeça, o “espaço” de actuação de Mercúrio. Dado todo o contexto, é possível por um lado as emoções não serem tão brilhantes quanto gostaríamos. Mas por outro, estamos virados a leste, onde nasce o Sol. Deixarmos de interpretar o agora à luz dos conceitos de antigamente, é permitirmos que a renovação ocorra, que o passado vá embora porque há tanto mais que nos aguarda!

Desenvolver auto conhecimento, aprendizagem ou consultas ver aqui

Imagem veio daqui

Share Button

Céu astrológico para Terça-feira 26 de Março

Símbolo Sabiano do dia: Um quadrado com um lado brilhantemente iluminado

A Lua em Sagitário faz quadratura a Mercúrio e Neptuno em Peixes, conjunção a Júpiter. A última Lua nova, em Peixes fazia conjunção a Neptuno. Uma metáfora para Peixes é aquela fase em que um cozinhado fica em lume baixo, a apurar os sabores, devagarinho, até ao resultado final. Da nossa parte já não há muito a fazer, mas é indispensável não termos pressa, termos capacidade de esperar o tempo necessário até que tudo esteja pronto. Há muitos objectivos que precisam desse tempo de espera para se materializarem, depois de inicialmente fazermos o que havia para fazer. A quadratura a Neptuno e a Mercúrio pode ser elucidativa relativamente ao quanto sabemos esperar sem constantemente controlarmos os resultados. Eu sou especialista em pressas, e interrogo-me quantos atrasos isso me tem custado!!!! Diz-se que a pressa é inimiga da perfeição, e eu acrescento que pode inclusive inviabilizar a concretização de alguns dos nossos sonhos, pois podemos acreditar que nunca irão acontecer só porque ainda não aconteceram! Os “especialistas” afirmam que as nossas crenças criam a nossa realidade e portanto é fácil perceber a conclusão final! Talvez esteja no passado a compreensão desta dificuldade em delegarmos tarefas que não fazem parte das nossas competências. A César o que é de César, a Deus o que é de Deus! Em causa pode estar o estilo de vida que queremos construir, não se tratam de assuntos menores! O facto de Mercúrio estar retrógrado vai com alguma probabilidade proporcionar a oportunidade de tomarmos conhecimento de algum evento do passado que nos condicionou, dificultando agora relaxarmos e deixarmos a Vida fluir naturalmente, seguindo o seus próprios ritmos.

O tema do dia fala de um quadrado que simboliza estabilidade e materialização. Um dos lados está mais iluminado, e no contexto deste dia poder-se-ia dizer que é o lado que se refere a dar tempo ao tempo até à materialização final dos nossos objectivos. Esta perspectiva é acentuada pela entrada de Vénus em Peixes! Até 20 de Abril faz parte do “expediente” valorizarmos o que Peixes simboliza: paz & amor, ideais humanitários, encontrarmos espaço e tempo para meditar, para reflectir, vivermos segundo ritmos de tranquilidade, aprendermos a fluir com a Vida não remando contra as marés, mas aproveitando-as porque elas podem nos fazer chegar longe!

Desenvolver auto conhecimento, aprendizagem ou consultas ver aqui

Imagem veio daqui

Share Button

Céu astrológico para Segunda-feira 25 de Março

Símbolo Sabiano do dia: Um triângulo com asas     

A Lua em Sagitário faz trígono ao Sol em Carneiro. A semana vai começar com mais optimismo e energia, com uma necessidade acentuada de liberdade, de espaço, de fazer coisas novas, de novas atitudes. A seta de Sagitário aponta sempre para longe, para o céu, e não importa se os ambientes por onde nos movimentamos são do nosso agrado, porque sentimos que há muito mais para conhecer, seja no plano físico seja no plano intelectual e espiritual. Plutão em Capricórnio faz conjunção ao nodo sul da Lua; há em todos nós o hábito profundamente arraigado de que uma vida segura e estável se consegue a partir do exterior, a partir de um emprego, da estabilidade familiar, de status social ou profissional. É certo que este é o paradigma  que tem acompanhado a vida humana, mas é certo também que está a ser transformado pela passagem de Plutão por Capricórnio, e é o nodo norte que aponta sempre a direcção do futuro… ou do céu, como se quiser. Neste caso o nodo norte está em Caranguejo. Portanto o “longe” relacionado com Sagitário é nestes tempos actuais, o perto que é cuidar da nossa vida privada, da nossa vida emocional, do nosso “lar doce lar”. Isto não significa naturalmente abdicar das nossas responsabilidades nos “mundo lá fora”, mas apenas encontrar um equilíbrio que não tem sido a norma. Como toda a gente sabe, a vida privada e familiar não tem sido valorizada pelo actual paradigma civilizacional. Todos saem a perder, e começa pelas crianças que deviam ser as primeiras a serem protegidas. Felizmente este actual estado de coisas não tem sustentação e está em extinção!

O símbolo fala de um triângulo com asas. O triângulo está associado ao três, um número todo especial! “Três foi a conta que Deus fez” … lembro-me de ser criança e dizer isto! Ora o três simboliza equilíbrio e união. No contexto deste dia, talvez seja possível apontarmos a seta de Sagitário para um horizonte onde vida privada e pública sejam apenas uma única vida, equilibrada, logo bastante mais feliz e com mais capacidade de crescimento em todas as áreas da vida. Eu diria que a seta de Sagitário aponta para bem longe destes dois tristes exemplos: um aqui outro aqui

Desenvolver auto conhecimento, aprendizagem ou consultas ver aqui

Imagem veio daqui

Share Button

Céu astrológico para Sábado 23 de Março

Símbolo Sabiano do dia: O perfil de camafeu de um homem coincide com o contorno da fronteira do seu país

A Lua vai entrar em Escorpião faz trígono a Neptuno e a Mercúrio em Peixes. Mercúrio retrógrado faz conjunção a Neptuno.

A Lua em Escorpião pode servir para literalmente transformarmos o chumbo emocional em ouro. Há padrões de comportamento que estão naturalmente associados a padrões emocionais que nos conduzem invariavelmente para situações onde perdemos poder, perdemos a capacidade de ultrapassarmos aqueles obstáculos que se mostram mais difíceis de remover. Como estes processos acontecem dissimuladamente, são muito inconscientes, exigem de nós uma atenção e uma capacidade de discernimento muito apuradas, que não conseguimos manter consistentemente. No entanto há bons ventos que sopram na nossa direcção! Mercúrio retrógrado vai fazer conjunção a Neptuno, e estes dois fazem trígono à Lua. O potencial é para que, à semelhança dos caça-pesadelos (ou filtros dos sonhos), a conjunção entre Mercúrio e Neptuno apanhe uma forma habitual de pensarmos que seja responsável pela manutenção de algum tipo de padrão comportamental/emocional. Se percebermos a toxicidade daquilo que for capturado facilmente acontece a regeneração na nossa imagem interna (Lua).

Os grupos que nos acolhem quando nascemos (a família, a sociedade, o país) estão em sintonia com os nossos próprios padrões primários, os que herdámos, os cármicos. Não admira o nosso “perfil” coincidir com o “país”… com os pais também e só precisamos tirar o acento do i! Mas ao longo da nossa vida podemos, e aliás devemos, transformar esses padrões. Assim se evolui. À medida que o tempo passa o contorno dos “países” altera-se com as mudanças das pessoas. Este Sábado é daqueles dias em que podemos contribuir para a alteração das “fronteiras”.

Desenvolver auto conhecimento, aprendizagem ou consultas ver aqui

Imagem veio daqui

Share Button

Céu astrológico para Sexta-feira 22 de Março

Símbolo Sabiano do dia: Um comediante entretém um grupo

A Lua em Balança faz quadratura a Plutão em Capricórnio, sextil a Júpiter em Sagitário, trígono a Vénus em Aquário, oposição a Urano em Touro

Com a Lua em Balança os outros ganham um charme todo especial, ou porque temos uma natureza tendencialmente sociável, ou porque gostamos de conversar e trocar opiniões com os grupos que nos entendem, ou porque nos sentimos mais apoiados ou por tantos outros motivos. Mas com o Sol em Carneiro, é expectável que interesses pessoais específicos se sobreponham ao simples prazer que as relações nos podem dar. A quadratura a Plutão convoca-nos para um impulso de transformação da nossa imagem interna, da forma como nos sentimos internamente, de maneira a podermos transformar positivamente a nossa realidade a partir de como interagimos com os outros. Como há também uma oposição a Urano, questões ligadas a auto estima, subsistência, valorização dos nossos recursos pessoais estão igualmente em evidência. O tema do dia esclarece o que pode estar em causa: um comediante é alguém com talento para fazer rir os outros. Usar este recurso é um meio possível de subsistência, mas é também uma forma de estimular o amor próprio. Que talentos e coisas que gostamos de fazer podem andar por aí ao abandono, desaproveitados, e que afinal podem conter em si um potencial de transformar a vida de quem os possui? Que resistências precisamos vencer, para disponibilizarmos aos outros aquilo que de mais valioso temos para dar? É que todos ficam a ganhar!

Desenvolver auto conhecimento, aprendizagem ou consultas ver aqui

 

Share Button

Lua cheia em Balança, Março 2019

Lua cheia em Balança, Sol em Carneirograus 0º8´, 1.42 h        

A Lua nova em Peixes fazia conjunção a Neptuno – Para que os nossos objectivos sejam atingidos é de toda a conveniência que os propósitos estejam alinhados com os sentimentos e reacções emocionais. Em Peixes, talvez o propósito mais importante seja o de desenvolvermos a capacidade de relaxar, abrandar, perceber que há um tempo para fazer muitas coisas e outro tempo para fazer menos, à semelhança daqueles cozinhados que ficam devagarinho a apurar sem lhes tocarmos… a energia que aplicamos ao tacho faz o milagre acontecer sem ser preciso dedicarmos muito mais atenção ao processo de cozedura. De lá para cá conseguimos juntar os ingredientes de algum objectivo, deixando-os tranquilamente “a apurar”? Confesso que me fartei de levantar a tampa apenas para verificar que de facto sou muito impaciente!!!! Claro que não sou só eu, de certa forma todos vivemos muito acelerados convencidos que fazer muito e depressa é ser produtivo! Só a alinhar as ideias sobre esta Lua cheia me dei conta que rapidamente esqueci o que eu própria tinha escrito na altura. Repetindo: Peixes é parar, escutar os sons da alma, é descansar, é relaxar, é sonhar, é ouvir música, ouvir as ondas do mar, ver e fazer arte, é respirar devagar, meditar. Agora… quantos somos capazes de conseguir esse objectivo tranquilamente, sem stresses durante este ciclo?  

Eu andei mais sonolenta, precisava fazer as coisas habituais com mais vagar, mas esquecida do que eu própria escrevi, passei parte do tempo a reclamar por me sentir mais lenta. De qualquer forma, mais uma vez tive a minha lição. Algum dia serei capaz de aceitar mais tranquilamente que está na hora de entrar em modo off, sem queixas. Água mole em pedra dura tanto dá até que fura.

Chegámos à Lua cheia, em pleno início do Novo Ano astrológico, ou seja com o Sol acabadinho de entrar em Carneiro. Agora sim, agora somos envolvidos numa nova energia que nos impulsiona a agir com vigor renovado. Mas por favor, não para usarmos as mesmas estratégias, os mesmos hábitos viciados que absorvemos do actual paradigma de vida! Na Lua nova de Peixes, Urano era um recém chegado a Touro… ainda se pode considerar um “novato” mas é bem natural que de lá para cá já tenha havido a oportunidade para começarmos a revolução de valores que ele representa! Ocorre-me a seguinte pergunta: não será que o actual paradigma de vida valoriza tanto o estarmos permanentemente activos ao máximo, que nós, para nos sentirmos aceites e integrados, fazemos desse um valor nosso também, apesar de contra natura? Porque nada na Natureza está permanente com o mesmo nível de actividade! Aliás, acabámos de sair do Inverno um período de dormência da Vida! Será que associamos uma vida permanentemente activa, e já agora, bastante preenchida de afazeres “muuuuuuuito importantes” para nos sentirmos pessoas de valor?

Os símbolos Sabianos são os seguintes:

Lua em Balança – Uma borboleta tornada bela por um dardo que a perfura

Sol em Carneiro – Uma mulher sai da água, uma foca abraça-a

Com a Lua em Balança os outros tornam-se uma possível fonte de equilíbrio. Mas  … repito, para nos sentirmos aceites e integrados deixamo-nos perfurar por um dardo? Escolhemos  abdicar de vida verdadeira para nos adequarmos a conceitos de beleza e harmonia de outros, para ficarmos em exibição num catálogo de coisas mortas? Relações harmoniosas, uma vida harmoniosa consegue-se construindo sobre valores que nos colocam de costas viradas para os ritmos naturais? Está o nosso amor próprio preso nestes valores?

O Sol está em Carneiro, e quer iniciar, quer novidades, quer novas formas de afirmação pessoal tanto mais fáceis quanto deixámos que o trânsito de Urano em Carneiro nos tornasse mais donos do nosso próprio nariz! O símbolo fala de uma mulher que sai da água…. elemento de Peixes…. e entra no fogo de Carneiro. A foca pertence à água e as duas despedem-se; a mulher prepara-se para deixar o sítio de onde veio e partir para uma nova aventura. Porém, se leva consigo os velhos valores, mais tarde ou mais cedo acaba sem vida, perfurada por um dardo!

Este foi o raciocínio que fiz naturalmente com base nos símbolos. Porém há um aspecto que vem corroborar. É uma quadratura exacta de Vénus em Aquário a Marte em Touro. Há um ajuste necessário entre os nossos valores e a forma como procuramos agir por amor próprio, para conseguirmos mais qualidade de vida, para nos valorizarmos e valorizarmos todos os nossos recursos pessoais, sejam bens próprios sejam os nossos saberes, talentos e gostos pessoais. Há valores dos quais precisamos nos desapegar e assumir outros.

Pertencemos a uma civilização que nos desconectou profundamente dos nossos ritmos próprios, que são os ritmos do próprio planeta aos quais respondem todos os outros seres vivos, animais e plantas. É uma civilização que procura fazer de nós “objectos produtivos” e por isso há muito pouco espaço para aquilo que de melhor Peixes simboliza: o belo, o elevado, a quietude, a harmonia com tudo o que existe, a tranquilidade, a ligação a uma Vida Maior. Numa lunação onde é isto que fundamentalmente está em causa, vem a Lua cheia e diz-nos o quê? Por amor a nós mesmos, que é a mesma coisa que por amor à Vida e ao Universo, pois somos elementos criados por Ela/Ele, larguem valores que vos tiram a Vida e vos perfuram, talvez o coração! Isto não é uma tarefa nem simples nem rápida. Mas… água mole em pedra dura tanto dá até que fura.

Mercúrio retrógrado em Peixes tem sido responsável por irmos tomando consciência de formas igualmente retrógradas de pensamento que se relacionam com valores antigos e desactualizados. Assim vai continuar até dia 28. Colocar um fim numa certa maneira de organizar o pensamento é indispensável para nos abrirmos aos novos valores. Muita atenção portanto às associações de ideias que aparecem, também a memórias de um passado mais recente ou mais distante. O Universo conspira a nosso favor, é tão bom saber isso! Agora só temos que fazer a nossa parte! É preciso coragem para dizermos não a alguns valores, mas isso tem de sobra o Sol em Carneiro! De todas as formas esta é uma civilização que cai a olhos vistos! Quanto mais depressa lhe virarmos as costas, mas depressa a Vida nos acolhe!

Desenvolver auto conhecimento, aprendizagem ou consultas ver aqui

Imagem veio daqui

 

Share Button

Céu astrológico para Quarta-feira 20 de Março

Símbolo Sabiano do dia: A grande face de pedra

Este símbolo refere-se à história de um rapaz que vivia num lugar montanhoso onde uma formação rochosa se assemelhava a uma grande cara humana. Uma lenda local dizia que um dia apareceria alguém dotado de grandeza e nobreza de espírito assinaláveis, cujo rosto seria reconhecido pelos moradores locais como semelhante à formação rochosa. Um jovem rapaz desse local, tinha o sonho de vir a encontrar, um dia, essa pessoa. Muitos anos passaram e, quando já tinha perdido a juventude mas ganho um grande carácter,  é ele quem os conterrâneos reconhecem como tendo o rosto semelhante à grande face de pedra. Porque se desenvolveu de acordo com o que idealizava, tornou-se ele próprio a pessoa que a lenda profetizava. Este é o poder de sonharmos! É o último dia em que o Sol está em Peixes, a Lua cheia não demora. Será que vamos encontrar a nossa “grande face de pedra”?

Enquanto sonhamos, alguma coisa vamos tendo que fazer para que a realidade se molde de acordo com a visão interna. Por agora com a Lua em Virgem, é tempo de organização, de trabalho meticuloso e consciencioso, não importa se nos aguardam tarefas pouco glamourosas e isentas de status; discrição, não dar nas vistas e mesmo assim andar para a frente é assunto de Virgem. Aplica-se uma quadratura a Júpiter em Sagitário; se queremos esculpir o estilo de vida com que sonhamos não podemos adiar, há uma qualquer acção para tomar. Não só transformamos a nossa realidade (trígono a Plutão em Capricórnio) como ganhamos qualidade de vida e amor próprio (trígono a Marte em Touro).

E entretanto o Sol vai entrar em Carneiro, pouquinho antes das 22.00 h. Um novo ciclo anual começa, chega a Primavera, é o Ano Novo astrológico. Bom Ano!

Desenvolver auto conhecimento, aprendizagem ou consultas ver aqui

Imagem veio daqui

Share Button

Céu astrológico para Terça-feira 19 de Março

Símbolo Sabiano do dia: Um prisma

A Lua segue em Virgem, faz oposição a Neptuno em Peixes e trígono a Saturno em Capricórnio. Marte em Touro faz trígono a Plutão em Capricórnio.

Somos chamados a melhorar como pudermos a nossa vida, seja organizando mais eficazmente as nossas rotinas e afazeres habituais, seja através do estudo, implementando hábitos saudáveis, usando da capacidade de análise racional para entender o que nos serve e o que tem como resultado mais do mesmo. Sobretudo se fizermos bom uso de todos os nossos recursos pessoais, sejam bens materiais sejam saberes e conhecimentos, se os gerirmos eficazmente, talvez possamos gerar mais qualidade de vida e ainda ganhamos amor próprio. Com atitudes tão básicas, aparentemente tão triviais e “pouco espirituais”…. atendendo ao Sol que está em Peixes… podemos construir uma realidade que reflecte os nossos “pequenos” sonhos humanos, mas que são tão importantes como os ideais mais elevados!

A existência é um “prisma com várias faces” cada uma virada numa direcção diferente mas todas constituem um só “objecto”. Há uma Vida com muitas facetas diferentes, nenhuma menos importante que a outra. O símbolo refere apenas um prisma, mas é inevitável pensar que se o prisma for de vidro vai ter a capacidade de decompor um raio de luz branca nas sete cores do arco íris. É o mesmo princípio, um todo constituído por muitas partes, todas elas indispensáveis à existência desse todo.

Desenvolver auto conhecimento, aprendizagem ou consultas ver aqui

Imagem veio daqui

Share Button