Céu astrológico para Quarta-feira 12 de Julho

A Lua vai seguir ainda por Aquário até ao fim da tarde e faz sextil a Urano; atitudes diferentes do habitual conduzem-nos à criação de novas circunstâncias, e o que precisarmos mudar na nossa vida fica agilizado com esta capacidade, disponível até que a transição para Peixes aconteça. Passamos depois dum registo mental para um registo emocional, de apuramento da sensibilidade e imaginação; mas porque se aplica uma quadratura a Vénus em Gémeos, podemos esperar instalar-se uma tensão que pede a necessidade de conciliar o reino da fantasia com o reino da lógica, racionalidade, comunicação; em alguns casos podem estar em causa actividades criativas manuais, Gémeos rege as mãos, logo as habilidades manuais.

Símbolo Sabiano do dia: Uma prima donna cantando

O tema do dia encaixa na quadratura da Lua em Peixes com Vénus em Gémeos, na perfeição! Peixes relaciona-se com música, Gémeos com comunicação, e cantar é por sua vez comunicar. Não só se transmite uma ideia através das palavras, como há todo um universo de emoções e sentimentos que se partilham entre quem canta e quem ouve.

Mercúrio em Leão faz sextil a Júpiter em Balança (até 14 de Julho); uma prima donna sobe ao palco, exprime os seus dotes, é a protagonista… Mercúrio em Leão é isso mesmo, é a mente e a comunicação postas ao serviço da exteriorização do nossos dons e talentos; enquanto fazemos isto, algo nos nossos relacionamentos se vai equilibrando. Pode ser simplesmente uma situação em que damos a nossa opinião, porque é válida, e tem o poder de mudar uma situação. Nem todos sabemos cantar, ópera muito menos, mas todos temos “voz”, não é para calar, muito menos se estamos seguros do nosso papel!

Disponíveis consultas de carácter geral, vocacional, de aconselhamento parental, revolução solar. Grupo de aprendizagem para auto conhecimento em breve. Mais informações pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem veio daqui

Boa Quarta-feira!

Share Button

Céu astrológico para Terça-feira 11 de Julho

A Lua em Aquário faz trígono exacto a Júpiter, aspecto que começou na véspera a empolar as emoções, e que de uma forma ou de outra estão conectadas aos outros. Apesar do posicionamento da Lua sugerir maior “frieza” e capacidade de distanciamento das circunstâncias, há uma agitação interior que bem podemos agradecer a Marte, irrequieto por natureza; como se não bastasse está em aproximação de uma quadratura a Urano (até à madrugada de 18 de Julho), e isto vem acrescentar tensão, necessidade de acção e de inovação na forma de agir, que começa com a inovação na forma de reagir aos eventos. A energia de Caranguejo “cria” uma sensação de segurança e bem estar quando tudo permanece na “zona de conforto”, quando conhecemos os “cantos da casa”; portanto, com Marte a “meter o nariz” nesses cantos todos e Urano a querer deitar fora o que já não presta para deixar espaço livre para aquilo que presta, não admira esta sensação de inquietude. Do que se trata são de padrões emocionais, formas habituais de reagir que conduzem aos comportamentos habituais, muitos deles, autoestradas para abismos difíceis de lá sair. Portanto, apesar da inquietação poder eventualmente nos convidar a encontrar alivio da forma a que estamos habituados, deixemos que a inquietação continue enquanto fazemos outras escolhas. O final da tarde assinala um sextil a Saturno; as nossas escolhas vão procurar consolidar o que existe sem tirar nem pôr (o que a longo prazo não resulta…), ou vão participar na consolidação de uma realidade mais actualizada.

Símbolo Sabiano do dia: Gondoleiros numa serenata

Há um clima tão tradicional neste símbolo, mesmo ao gosto de Caranguejo! Mas não será sensato deixarmos que a cena se desenrole como manda a tradição, porque como já vimos precisamos inovar. Vénus está em Gémeos e marca um período de elegância na comunicação, que encaixa perfeitamente num dia de serenatas. Temos talvez que ter cuidado com blá blá blás muito atraentes, românticos que prometem harmonia e equilíbrio para sempre… Vénus faz trígono a Júpiter em Balança (até 18 de Julho), mas faz também quadratura a Neptuno (até 17 de Julho), e aquilo que consideramos importante pode estar emerso num mar de ilusões e confusões!

Disponíveis consultas de carácter geral, vocacional, de aconselhamento parental, revolução solar. Grupo de aprendizagem para auto conhecimento em breve. Mais informações pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem veio daqui

Boa Terça-feira!

Share Button

Céu astrológico para Segunda-feira 10 de Julho

A Lua entrou em Aquário e com este posicionamento vem uma necessidade, e capacidade, também de nos libertarmos de padrões emocionais que nos impedem de… bem… sermos livres, sermos livres de expressar quem somos de facto sem sentirmos que temos que corresponder às regras que todos parecem aceitar, mas que a nós não nos dizem grande coisa! Para isto poder ser feito, precisamos de distanciamento emocional que traz objectividade, e que por isso facilita a tomada de decisões mais sensatas. Vão aplicar-se uma oposição a Mercúrio em Leão, um trígono a Vénus em Gémeos e ao final do dia outro trígono a Júpiter; apesar da forte tendência sociável, os nossos pensamentos giram à volta de temas estritamente pessoais, com alguma probabilidade filhos, relações amorosas, criatividade, ou outros intimamente ligados à nossa própria individualidade. A ligação a Júpiter continua a enfatizar relações, talvez mais especialmente relações familiares, uma vez que o final do dia é o momento em que maioritariamente regressamos a casa; momento fantástico para uns, talvez mais stressante e desafiador para outros, porque a verdade é que a quadratura de Júpiter em Balança a Plutão em Capricórnio vai apertando (até 4 de Agosto), exigindo soluções para os problemas e dificuldades. Transformar positivamente a nossa realidade passa por relações mais correctas e equilibradas, todas elas, as familiares e as outras. Mas claro, com o Sol em Caranguejo é o ambiente familiar, aquele que mais está em causa.

Símbolo Sabiano do dia: Um sacerdote realizando um casamento

O que parece estar sugerido são alianças, reforço de elos entre nós e outros, talvez pessoas com quem partilhemos opiniões, pontos de vista semelhantes já que a Lua está em Aquário; também podemos ser nós os facilitadores desses elos. Acaba de me ocorrer que este casamento pode ser interno… O Sol em Caranguejo começa por iluminar a nossa própria casa interna… todos temos energia feminina e energia masculina, yin e yang. Se olharmos para o mundo como olhos de ver, salta à vista o tremendo desequilíbrio que existe nesta matéria, e que vai muito para lá do que ocorre entre homens e mulheres. A questão é que, este desequilíbrio começa dentro de nós, e enquanto não o resolvermos, cá por fora continuamos sem nos entender uns com os outros!

Disponíveis consultas de carácter geral, vocacional, de aconselhamento parental, revolução solar. Grupo de aprendizagem para auto conhecimento em breve. Mais informações pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem veio daqui

Boa Segunda-feira!

 

Share Button

Lua Cheia de Capricórnio, Julho 2017

Lua cheia de Capricórnio, Sol em Caranguejo, 9 de Julho, 5.06 h

Símbolos Sabianos:

Lua – A bandeira da União

Sol – Uma galinha esgravatando para os filhotes aprenderem  

Estamos a meio do ciclo que começou com a Lua nova de Caranguejo, a partir da qual se desenrolaram dinâmicas energéticas com a capacidade de fazer surgir novas condições na nossa vida privada e familiar, de uma forma geral. Mas Caranguejo é  também símbolo do passado, nomeadamente do passado kármico, e é regido pela Lua que representa as emoções, as reacções emocionais, o sentimento que serve de pano de fundo em cada momento da nossa vida. A Lua é a imagem que temos de nós mesmos, e é com essa imagem interna e inconsciente, que sente e reage de acordo com os padrões emocionais herdados, e posteriormente reforçados, que vamos construindo todos os diferentes sectores da nossa vida; quando há alterações de fundo a fazer há necessidade de alterar a imagem que temos de nós mesmos, alterando aqueles padrões. Como eles estão relacionados com o passado, podemos simplesmente dizer que, quando algo tem que mudar na nossa vida, um pedaço do passado tem que ser deixado para trás. Na essência é isto que está em causa em qualquer ciclo lunar, mas com especial importância num ciclo de Caranguejo.

O símbolo da Lua encaixa neste raciocínio. Comecemos por lembrar que a origem dos símbolos Sabianos é americana; o termo Bandeira da União (The Union Flag ou Union Jack  no original) refere-se à bandeira da Grã Bretanha, país responsável pela colonização daquele que é hoje do território dos EUA, e que a determinada altura se tornou independente, dono dos seu próprio destino. Há uma semelhança com o que acontece connosco; os nossos pais acolhem-nos na altura do nascimento, assumem a responsabilidade de criarem o ambiente propício a que nos possamos desenvolver e mais tarde ou mais cedo tornamo-nos independentes, quando tivermos a capacidade de cortar com o passado e seguirmos com a nossa vida, trilhando o nosso próprio caminho. Habitualmente isto acontece quando se estabelece a capacidade de gerarmos os recursos financeiros necessários à nossa própria subsistência, mas também quando a independência acontecer em termos emocionais. Ou seja, em causa está a imagem interna, a forma de sentir e reagir que vai deixando progressivamente de ser a de uma criança até se tornar na de um adulto, que irá depois constituir o seu próprio núcleo familiar, assumir as suas responsabilidades familiares e sociais. Podemos nunca vir a ter pintainhos a quem precisamos mostrar como se esgravata a terra, mas vida privado teremos sempre (Caranguejo) e haverá sempre o pólo oposto, a vida na esfera pública (Capricórnio).

Temos então o Sol em Caranguejo a pedir-nos atenção aos nossos assuntos familiares/privados/domésticos; mas como os vários sectores da nossas vida não existem isoladamente, agora com a Lua em Capricórnio chega o momento de ponderarmos como exercemos as nossas responsabilidades públicas, o que na sociedade actual pode passar por exercermos uma profissão que nos torne independentes da família de origem, nos dê estabilidade e segurança material, que nos permita estruturar solidamente toda a nossa vida, toda a nossa realidade, vida privada incluída, com crias ou sem elas. Porém desde 2008, quando Plutão entrou em Capricórnio, há uma missão clara: transformar profundamente a forma como nós estruturamos a realidade pessoal e global. Isto passa naturalmente pela forma como escolhemos as actividades profissionais, como definimos segurança e estabilidade material, que importância tem para nós o status social que exibimos e que ambicionamos, em que tipo de sociedade queremos participar, que sectores queremos ajudar a derrubar, que outros queremos ajudar a estruturar etc. Há uma questão importante relacionada com a estabilidade que nos permite florescer e está relacionada com dinheiro e poder, duas palavras que precisam ser limpas de más interpretações, e que são associadas a Plutão. Ter dinheiro e poder é bom, porque no mínimo permitem que não nos escravizemos por questões de sobrevivência. Grande parte das escolhas profissionais que fizemos, e que até podemos instigar os nossos filhos a fazer, levam isto em consideração. Mas o que se verifica é que para garantirmos o que consideramos ser segurança e estabilidade temos feitos uma série de escolhas erradas, que se reportam quer à vida no espaço público, quer à privada. De certa forma procuramos fora o que parece dar essa desejada segurança, quando a verdadeira segurança constrói-se internamente. Criamos realidade em sintonia com o que emitimos/sentimos; enquanto não nos sentirmos seguros internamente, independentemente do exterior, não vamos construir uma vida segura externamente, nem vamos construir uma sociedade segura. A grande oportunidade desta Lua cheia está numa potente conjunção com Plutão. As emoções e o sentimento de fundo que estivermos a sentir agora mesmo são uma espécie de GPS; seja o que for, observe-se o que nos tem caracterizado perante situações semelhantes, procurem-se fazer opções contrárias se o que sentimos é medo, dúvida, insegurança ou alguma forma de negatividade, e simultaneamente considerem o nodo norte em Leão. Não só o nodo norte nos guia sempre para onde está o grande potencial, como faz com Plutão um biquintil; isto significa que há condições únicas que nos ajudam nas transformações necessárias se formos mais optimistas, com mais confiança em nós próprios, se formos mais os nossos próprios líders, se tivermos mais coragem para expressarmos o nosso verdadeiro Eu interno, se usarmos a nossa criatividade e fizermos o que pede o coração. 

Plutão também faz quadratura a Júpiter em Balança; já percebemos que a transformação da percepção interna de quem somos, irá fatalmente produzir efeitos na imagem que projectamos para o exterior, para o espaço público e social. Isto por sua vez irá impactar a forma como estamos a viver todos os nossos relacionamentos, permitindo novas posturas perante os outros, catalisadoras de um maior equilíbrios entre todos. Enquanto Júpiter transitar por Balança, o nosso crescimento pessoal, interno e externo, far-se-à através dos relacionamentos, e tudo pode depender das transformações a que neste momento estamos sujeitos.

Qualquer Lua cheia é o meio caminho de um ciclo lunar, mas esta vem com uma particularidade extra. Ela marca também o meio de um ciclo entre o Sol e Plutão, ciclo que começou a 7 de Janeiro, quando Sol e Plutão se encontraram precisamente no mesmo símbolo onde se encontra agora a Lua. Naquele dia, o Sol combinou com Plutão dirigir a vontade para objectivos que pudessem participar da tal transformação da realidade pessoal e global, em que o passado fica apenas simbolizado por uma bandeira. Agora com o Sol em Caranguejo podemos avaliar o que foi já foi conseguido, e vamos fazê-lo na nossa esfera individual; se vamos a meio do ciclo há ainda muito por fazer, mas energia e vontade de seguir em frente não faltam porque o Sol faz conjunção a Marte. Marte está em Caranguejo, e portanto é em casa, em família e de forma ainda mais privada, internamente que precisamos agir. Se por acaso não avançamos tanto quanto queríamos ou seria aconselhável, foi porque a nossa Lua não deixou, não basta querer, a permissão vem sempre de quem sentimos ser, os nossos comportamentos são sempre manobrados por padrões emocionais. Quanto mais estivermos na mesma, tanto mais agora nesta Lua cheia precisamos abandonar elementos do passado, doa o que doer, custe o que custar! A Lua nova não prometia facilidades….

Então, resumidamente, temos uma Lua cheia que é simultaneamente o meio de um ciclo entre Sol e Plutão. Se objectivamente neste ciclo lunar já conseguimos melhoramentos pessoais e/ou familiares, então os melhoramentos na realidade global estão a caminho, e vice versa.

Disponíveis consultas de carácter geral, vocacional, de aconselhamento parental, revolução solar. Grupo de aprendizagem para auto conhecimento em breve. Mais informações pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem veio daqui

Que possamos aproveitar a intensidade desta Lua cheia de forma positiva!

Share Button

Céu astrológico para Sexta-feira 7 de Julho

Até ao final da tarde a Lua vai continuar por Sagitário. Há um estado de espírito que pede “espaços amplos”, senão espaços físicos, pelo menos espaços mentais, alargamento de horizontes de conhecimento, de compreensão da vida, até mesmo de pegar nas malas e ir de férias para bem longe… mesmo que seja cá dentro! Para responder a este impulso talvez seja necessário deixar entrar elementos que nos proporcionem a construção de novas filosofias de vida, e portanto um trígono a Urano é muito bem vindo. Na verdade, o que é novo está a chegar, independentemente das nossas escolhas; por isso, activar a consciência das opções que estamos a tomar é a melhor maneira deste “novo” ser aquele que mais nos agrada. Depois, quando a Lua entrar em Capricórnio, vai-se o espírito aventureiro e é numa vida bem estruturada e estável que encontramos o sentimento de segurança e bem estar. Se já existe vamos sentir o impulso para manter e consolidar; se não existe, vamos sentir necessidade de actuar nesse sentido.

Símbolo Sabiano do dia: Um homem perante um quadrado e um pergaminho manuscrito

Ao quadrado está associada precisamente a estabilidade da matéria. O pergaminho remete-nos para a capacidade de acedermos a informação muito antiga. Trazendo isto para tema do dia, é possível que sejamos colocados perante questões da nossa vida material, e de até que ponto nos sentimos confortáveis e seguros com o actual estado de coisas; se sim ou se não, está relacionado com o nosso passado, todo ele, mesmo aquele que não vivemos directamente mas que faz parte do nosso legado… chamemos-lhe vidas passadas, karma, herança dos ancestrais ou o que quisermos. Neste pergaminho existem fórmulas ainda válidas, outras absolutamente contraproducentes; são estas que interferem com o “quadrado perfeito”, são estas que precisamos eliminar dos novos “documentos”.

Disponíveis consultas de carácter geral, vocacional, de aconselhamento parental, revolução solar. Grupo de aprendizagem para auto conhecimento em breve. Mais informações pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem veio daqui

Boa Sexta-feira!

 

Share Button

Céu astrológico para Quinta-feira 6 de Julho

A Lua em Sagitário vai terminar a quadratura a Neptuno que iniciou ontem ao final do dia, a que se junta um sextil a Júpiter; os temas abordados englobam relações, quaisquer que sejam, Júpiter empola as emoções e ficamos sem dúvida acerca do que nos está a bloquear a agradável sensação de nos sentirmos ligados à fonte de toda a plenitude. Mas também é possível retirar daqui a consciência do que precisamos fazer para repor tranquilidade e bem estar. Isto acontece durante a manhã, e assim, com um pouco mais de conhecimento relativo à nossa verdade pessoal, vem a conjunção a Saturno, aspecto que consolida a nova imagem interna, livre de atributos que podem ter estado a contribuir para uma experiência de vida menos gratificante do que seria suposto… espera-se!

Vénus entrou ontem em Gémeos, Mercúrio entra hoje em Leão, e os dois fazem sextil até à manhã; entrámos num período propício a valorizarmos as características de Gémeos, a pensarmos e comunicarmos como Leão, tudo isto apoiando-se mutuamente. Resumidamente: Gémeos relaciona-se com recolha de informação que pode e deve ser utilizada para melhor nos adaptarmos às circunstâncias, comunicação, circulação, lógica e racionalidade q.b., habilidades manuais. Leão relaciona-se com expressando o mais possível o Eu interno, a individualidade própria, procurando fazer tudo o que nos faz sorrir, o que nos dá alegria, até porque isto faz aumentar a confiança em nós mesmos, elemento indispensável se queremos fazer frente aos desafios que a vida nos vai lançando.

Entretanto Marte está a fazer quadratura a Urano, até 17 de Julho. Marte em Caranguejo impulsiona-nos para os temas da casa física/família/raízes familiares/casa interna/ancestralidade/plano emocional, ou seja é acima de tudo um mergulho no passado… não esquecer portanto, que a nossa situação familiar actual, é uma continuação do que foi. A tendência natural é mantermos o Status Quo, seja ele qual for; mas quando surge Urano vem abalar este estado de coisas, pede desapego de velhas fórmulas, que no caso são formas habituais de reagir aos eventos. É um aspecto que pede coragem para enfrentarmos as emoções, porque Marte e Urano em aspecto tenso é mesmo para abalar alicerces, fazer cair aqueles que já não garantem segurança.

Símbolo Sabiano do dia: Um grupo de pessoas que comeram demais e gostaram

Neste momento há aspectos astrológicos muito tensos; Marte em conjunção ao Sol e quadratura a Urano, Plutão a fazer oposição ao Sol e quadratura a Júpiter…. e nós a suspirar por alívio, que não vem para já… só de pensar na Lua cheia me dá vontade de rir, para não puxar os cabelos e estragar o penteado … vontade de comer demais? Só para compensar o lado emocional a abanar, o que de facto acontece com frequência! Ainda bem que eu fico sem fome…. sempre consigo fazer dieta!

Disponíveis consultas de carácter geral, vocacional, de aconselhamento parental, revolução solar. Grupo de aprendizagem para auto conhecimento em breve. Mais informações pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem veio daqui

Boa Quinta-feira!

Share Button

Céu astrológico para Quarta-feira 5 de Julho

A Lua já segue em Sagitário, e uma brisa de boa disposição e optimismo bate à porta… não podemos fazer orelhas moucas! Pelo fim da tarde começa a aplicar-se a Neptuno por quadratura; imaginação exacerbada, dispersão, sentimentos de impotência ou vitimização, sobretudo de os nossos sonhos parecerem demasiado longínquos, mas também inspiração para os tornar mais próximos. Desde há uns dias, menciono de vez em quando que Neptuno ficou retrógrado, o que implica várias situações em que podemos nos sentir mais desapontados, ou desiludidos, ou abatidos por situações que parecem fugir às nossas capacidades de contrariar a situação. A velocidade habitual com que percorre o Zodíaco ainda não foi estabelecida e estamos ainda num período em que facilmente podemos nos sentir “perdidos” perante determinadas situações.

Símbolo Sabiano do dia: Um homem muito velho enfrentando um espaço negro localizado a nordeste

Ora cá está… parece que de facto estaremos de algum modo a enfrentar as tais situações que nos podem fazer sentir “pequenin@s”. Ao norte podemos associar frio e menos luz, dias mais curtos, e também lembra o símbolo da Lua nova; mas do este podemos esperar o nascer do dia, tudo pronto a recomeçar, a luz a aumentar. E o homem é velho, já viu muitos espaços negros, sabe como os enfrentar!

E nós temos ainda mais pistas para explorar. Temos a quadratura do Sol a Júpiter, e o trígono a Neptuno a chegar ao fim. O Sol está em Caranguejo e portanto os temas levam-nos para casa, para a família e para o nosso passado ancestral; algures por aqui está o tal espaço negro, que talvez tenha dificultado relações mais fluídas e experiências mais felizes, não só em família como por toda a nossa vida, porque Caranguejo é apenas e só a “raiz que suporta toda a planta”… talvez a quadratura de Mercúrio a Urano referida ontem, tenha trazido novas ideias, novas formas de pensar as situações, novas formas de nos relacionarmos. Júpiter em Balança é isso que pretende, relações mais equilibradas, e faz todo o sentido começar em casa. Neptuno a cirandar por aqui, “mostra que há males que vêm por bem”; há desilusões, e desapontamentos e abatimentos que se calhar são apenas para criarem as circunstâncias certas que nos permitem canalizar a vontade/criatividade de formas diferentes.

Disponíveis consultas de carácter geral, vocacional, de aconselhamento parental, revolução solar. Grupo de aprendizagem para auto conhecimento em breve. Mais informações pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem veio daqui

Boa Quarta-feira!

Share Button

Céu astrológico para Terça-feira 4 de Julho

A Lua continua em Escorpião, e portanto continua uma tendência a nos refugiarmos bem fundo em nós mesmos; desse lugar facilmente estabelecemos contacto com o “filme mental” (Lua trígono a Mercúrio), cujo enredo terá muito que ver com questões de qualidade de vida material, com aquilo que mais valorizamos e que deve passar por começar por nos valorizarmos a nós mesmos e aos nossos recursos, sobretudo os internos (Mercúrio em Caranguejo faz sextil a Vénus em Touro). Dependendo de como estamos em relação a estes temas, assim viveremos uma oposição da Lua a Vénus, com mais ou menos dificuldade; refugiados em nós mesmos entramos em contacto com toda a espécie de padrões emocionais, alguns antagónicos com a capacidade de percepcionarmos o nosso valor pessoal, mas ele existe, e é ele que tem a capacidade de terminar com o lado mais sombrio de cada um de nós.

Uma quadratura de Mercúrio a Urano, que termina na próxima madrugada, vai trazer a possibilidade ao longo do dia, de insights, pensamentos e ideias que podem surgir subitamente com informação acerca do que precisamos desapegar. Temos que dar crédito mesmo a ideias “disparatadas”…

Símbolo Sabiano do dia: Uma mão ligeiramente flectida com um polegar proeminente

Há uma simbologia ligada ao polegar que o relaciona com a vontade; então um polegar proeminente pode referir-se a uma grande vontade. Vontade de quê? Receber e dar ajuda, “uma mão amiga” com uma vontade de ferro…. Confirma-se! Estou com um ataque de conjuntivite alérgica tão grande que quando abri o computador era só para dizer que hoje o céu ficava suspenso. Mas o impulso foi, o de não dar à “malvada alergia” a última palavra! Só mesmo uma vontade muito forte para vencer o desconforto de olhos inchados, vermelhos e uma comichão irritante! Ajuda também, porque fazer o céu é para mim uma terapia, o esforço de traduzir para português a simbologia presente faz com que preste mais atenção às mensagens; por outro lado, se serve para mim, servirá para outros… e vá de publicar!

Disponíveis consultas de carácter geral, vocacional, de aconselhamento parental, revolução solar. Grupo de aprendizagem para auto conhecimento em breve. Mais informações pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Boa Terça-feira!

Share Button

Céu astrológico para Segunda-feira 3 de Julho

A Lua está em Escorpião e pede-nos interioridade profunda, recolhimento, e contacto com padrões emocionais inconscientes. É pelo que sentimos que podemos escrutinar medos, angústias, ressentimentos, raivas, vontades de vingança, e outros sentimentos simpáticos como estes; temos que ser honestos connosco mesmo, e perceber que em todos existe esta “sombra”, que é preciso reconhecê-la para a podermos ir eliminando. Aplicam-se três trígonos, um ao Sol, outro a Neptuno e outro a Marte; abertos ao mergulho no inconsciente, sem medo do que possamos encontrar/sentir, fazemos o que agrada ao Sol em Caranguejo, cuidamos da nossa casa interna, de forma a nos sentirmos mais confortáveis e seguros. O “lixo” e a “tralha” onde tropeçamos entregamos a Neptuno, ele está por aí para isso mesmo, levar para longe o que impede que possamos de nos sentir ligados ao melhor que existe no Universo disponível para todos. A ligação a Marte faz-nos sentir energia e coragem, e quanto mais limparmos, mais capacidade temos de seguir em frente.

O Sol em Caranguejo está em plena aproximação de uma conjunção a Plutão em Capricórnio (até 9 de Julho); cuidar dos nossos assuntos privados e familiares, usar a criatividade para resolvermos problemas, contornar dificuldades, sem esquecer que tudo o que existe de bom e de mau tem raízes no passado, é participar directamente na transformação a que toda a nossa vida está sujeita; é também importante lembrar que muitas vezes o nosso passado precisa ser curado, compreendido, actualizado e isso será um trabalho fundamental. São os nossos espaços e momentos privados que nos permitem descansar e recuperar energia, para depois enfrentarmos as responsabilidades sociais e profissionais; sem “raízes” implantadas em solo tratado e fértil como poderemos enfrentar os desafios que fazem parte da Vida?

Símbolo Sabiano do dia: Uma chinesa cuida de um bebé com uma mensagem

Foi aprendendo com outros utilizadores destes símbolos a procurar os significados mais escondidos em cada uma das frases. A primeira questão então que me coloquei foi: porquê uma chinesa? E a rápida pesquisa que fiz revelou que na dinastia Han (206 BC–220 AD) se estabeleceu uma grande valorização das crianças. E quanto à mensagem, o que pode ser? Isto é a constatação da nossa actual realidade! Actualmente também nós valorizamos as nossas crianças; porém, o estilo de vida que vivemos, coloca-as desde tenra idade em instituições. Pessoalmente, não creio que seja nefasto para o desenvolvimento saudável de uma criança ser entregue a terceiros enquanto os pais trabalham, mas apenas e só durante algumas horas diárias. Contudo a triste realidade é que existem crianças que mais parecem viver na “escola” do que com a família. Plutão em Capricórnio que faz agora oposição ao Sol em Caranguejo, está e vai ainda continuar até 2023 a transformar profundamente toda a estrutura social em que vivemos. E claramente a vida profissional dos pais terá que ser redimensionada, temos que construir uma outra versão de sociedade amigas das crianças, das mães, dos pais, de toda a gente e já agora de todo o planeta! Para mim, esta é a mensagem sem dúvida nenhuma… até porque eu sei os símbolos envolvidos na Lua cheia que chega no próximo fim de semana …. 😀

Disponíveis consultas de carácter geral, vocacional, de aconselhamento parental, revolução solar. Grupo de aprendizagem para auto conhecimento em breve. Mais informações pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem veio daqui

Boa Segunda-feira!

 

Share Button

Céu astrológico para Domingo 2 de Julho

A Lua vai continuar em Balança até ao fim da tarde e faz oposição a Urano; há em todos a tendência a procurar o equilíbrio, a harmonia e a beleza no exterior, nos outros e nos que nos rodeia. Mas na realidade esse equilíbrio tem primeiro que ser estabelecido por dentro; como o exterior é sempre um reflexo do interior, não há escapatória senão darmos atenção a nós mesmos, aos nossos objectivos, àquilo que de momento tivermos disponível e nos puder dar um sentimento de segurança e harmonia. E essa é sem dúvida uma das sugestões da oposição a Urano; atendendo a que ontem foi um dia de tensões importantes, talvez ainda se torne mais premente aceitar incondicionalmente esta sugestão. Quando a Lua sair de Balança e entrar em Escorpião, as emoções recolhem-se, ficamos com mais necessidade de introspecção e o que sentimos é associado a tudo o que fizer parte do inconsciente profundo. Aqui guardamos dores, medos, traumas que devem ser enfrentados porque enquanto existirem activamente, de tempos a tempos envenenam a vida. A Lua nova não prometia ser ligeira, e o que pesa está por aqui; a Lua cheia vai colocar-nos exactamente em contacto emocional com estes temas (Lua vai fazer conjunção a Plutão, regente de Escorpião). É boa ideia aproveitar este trânsito da Lua por Escorpião e começar a entender o que pode saltar cá para fora, que esqueletos nos assombram.

Hoje e amanhã, Vénus em Touro faz sesquiquadratura a Júpiter em Balança; manter e/ou aumentar a nossa qualidade de vida material, auto estima, eficaz gestão dos nossos recursos passa também por nos livrarmos dos esqueletos. Mas isto é uma tarefa pessoal, e pode ser aparentemente incompatível com relações pacíficas, de paz e harmonia. É ao contrário! Sem completarmos aqueles processos não vale a pena esperar relações gratificantes, não é possível!

Símbolo Sabiano do dia: Um palhaço fazendo caretas

Podemos deduzir que vai ser um dia de alívio, com capacidade de algum bom humor, o que de facto ajuda a enfrentar os desafios. A imagem que escolhi não é de um palhaço mas achei gira, é a cara de quem sabe que ainda vai ser esticada, torcida e retorcida até à Lua cheia, pelo menos! Veio daqui

Disponíveis consultas de carácter geral, vocacional, de aconselhamento parental, revolução solar. Grupo de aprendizagem para auto conhecimento em breve. Mais informações pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Bom Domingo!

Share Button