Céu astrológico para Segunda-feira 1 de Maio

céuAté meio da manhã a Lua em Caranguejo faz oposição a Plutão, e talvez seja possível identificar um sentimento profundo de que alguma coisa cá dentro tem mesmo que ser literalmente metamorfoseada. Podemos recuar, a força do hábito tem peso especialmente com o posicionamento em causa, mas simultaneamente a força que faz recuar tem o mesmo poder de nos fazer avançar. Quem está aos comandos é a nossa consciência. Enquanto isto, é bem possível que  ideias e pensamentos pouco vulgares desafiem a necessidade de simplesmente ficarmos quietos no nosso canto, e nos peçam reacções igualmente pouco vulgares, isto porque a Lua faz quadratura a Mercúrio e a Urano. Evoluir é dar passos no desconhecido, algo desestabilizador muitas vezes, mas necessário para combater a estagnação. O final do dia promete menos tensão, uma fluidez trazida por um trígono a Vénus em Carneiro, tanto mais harmonioso quanto mais acedermos aos desafios das quadraturas.

Marte em Gémeos faz trígono a Júpiter (até 12 de Maio) e quadratura a Neptuno (até 11 de Maio); agimos com flexibilidade, facilmente nos adaptamos e comunicamos com os outros o que naturalmente facilita os relacionamentos; mas temos que estar alerta pois podem criar-se condições para nos dispersarmos em muitas direcções diferentes e eventualmente perdemos os foco principal que nos deve guiar. A direcção essencial talvez aponte sonhos e ideais, mas será um desafio não nos perdermos num nevoeiro de ilusões, descortinarmos o que é ou não concretizável, pelo menos para já.

Símbolo Sabiano do dia: Olhando as montras

Sem dúvida o símbolo, parece indicar um dia com muitas distracções, muito por onde escolher; mas o que é de facto viável para nós?

Imagem veio daqui

Consultas disponíveis aqui

Boa Segunda-feira!

Share Button

Céu astrológico para o fim de semana de 29 e 30 de Abril

céuCom a Lua em Gémeos ligada a Mercúrio por um sextil, facilmente pensamos, ou pesquisamos informação, ou comunicamos, com base na necessidade de estabelecermos ou preservarmos a independência e liberdade de acção; um bom empurrão neste sentido vem de Vénus, que pouco antes da meia noite de Sexta-feira regressa a Carneiro, contribuindo para valorizarmos a nossa capacidade de agir autonomamente, dependendo exclusivamente de nós mesmos. Aplicam-se ainda uma oposição a Saturno e um sextil a Urano; há uma chamada à responsabilidade por aquilo que possa ser a nossa forma de vida e como a queremos, ou devemos, reestruturar. O que se passa no exterior só internamente podemos alterar, e tudo o que nos desagrada pede talvez reacções completamente diferentes ao que tem sido a norma; é este o papel de Urano, ajudar-nos a deixar o velho para trás, e desta vez será relativamente fácil, depois de identificarmos o que há para desapegar. Mas façamos o que fizermos, o plano das emoções sofre alguma insatisfação; em termos gerais precisamos ajustar a capacidade de agir com o que nos dá uma sensação de bem-estar.

Símbolo Sabiano para Sábado: Uma enfermeira da Cruz Vermelha

Imaginem uma enfermeira num dia de folga preparada para dar umas voltas, ficar na conversa ou perder-se em leituras. Mas uma emergência altera-lhe os planos, tem que assumir o trabalho (a ligação a Saturno); habitualmente ficaria aborrecida, mas como não serve de nada, mais vale reagir de forma diferente (Urano…. ). Apesar da boa vontade o sorriso é amarelo (a quadratura a Vénus) 🙂 🙂 … parece ser o Sábado que nos aguarda!

Durante a madrugada de Domingo a Lua entra em Caranguejo e irá fazer sextil ao Sol e trígono a Neptuno; a casa, a família, os ambientes conhecidos e habituais dão-nos uma agradável sensação de segurança, e conduzem a nossa atenção para as tarefas que podem garantir um suporte básico de vida com qualidade e conforto. Com o Sol em Touro e a Lua em Caranguejo os cozinheiros de plantão têm as energias cósmicas do seu lado e podem fazer um brilharete… eu por acaso não me incluo neste grupo, mas quem sabe, ganho inspiração fora do habitual (aqui para nós, não me parece…. ). De qualquer forma há de facto inspiração, há imaginação, sensibilidade e intuição mais apurada nomeadamente para dissolvermos da nossa auto imagem interna o que habitualmente nos impede de experienciar mais de perto o Infinito, o Universo, a Fonte Universal… aquela que tem o segredo da água que nos tirará a sede para todo o sempre… refiro-me naturalmente ao símbolo que ficou associado à Lua nova. Mas isso não significa que não haja lugar para uma bela quadratura a Júpiter, lá mais para o final de Domingo! Isto é, vamos ter que saber ajustar como reagir em alguns dos nossos relacionamentos, que talvez nos exijam demasiada atenção e/ou esforço para mantermos equilíbrios. Lembremo-nos que todos estamos a ser influenciados por Vénus em Carneiro que nos impele a valorizar a nossa liberdade de acção para cumprirmos os nossos próprios desejos.

Símbolo Sabiano para Domingo: Uma mulher borrifando plantas

Um dia para cuidarmos sem dúvida, da casa, da família, das plantas, mas seguramente também das sementes de novas atitudes que nos trarão uma vida mais verde e florida.

Imagem veio daqui

Consultas disponíveis aqui

Bom fim de semana!

Share Button

Céu astrológico para Sexta-feira 28 de Abril

céuA Lua vai entrar em Gémeos e até meio da manhã faz conjunção a Marte; não será de estranhar portanto, se nos sentirmos cheios de pica, acelerados e com uma lista de mil coisas interessantes, falar pelos cotovelos, procurar informação, pôr a curiosidade em dia… mas talvez seja mais acertado accionar um travão, não nos dispersarmos, até porque com o Sol em Touro objectivos que se atingem com paciência, sem pressas nem distracções são os que nos garantem um melhor aproveitamentos dos recursos que dispomos. De tarde vem um trígono a Júpiter e uma quadratura a Neptuno; já mais calmos, a apetência pela comunicação facilmente nos impele para os outros mas podem surgir elementos que nos perturbam, ou distraem, que de alguma maneira “estragam” a sensação de que está tudo bem, a decorrer fluidamente. Ou nos “perdemos” por emoções menos agradáveis, ou accionamos a capacidade de transcender, minimizar o que nos causa desconforto, mau estar; temos no entanto que conseguir identificar do que se trata. São estas pequenas tomadas de consciência, e as consequentes acções “correctivas”, que vão colaborando nas modificações que, com o decorrer do tempo, nos permitem ir criando a vida de acordo com a versão de mais se adequa a cada um de nós… sendo que muitas vezes nos escapam, e é assim que se vão acumulando pesos que mais tarde ou mais cedo se tornam insuportáveis.

Símbolo Sabiano do dia: Uma árvore de Natal

Bem… dizem que Natal é quando quisermos. O que será que neste dia faz lembrar uma árvore de Natal? O Natal simboliza o nascimento de Jesus, o portador de uma nova filosofia de vida que prometia paz, amor e justiça entre toda a humanidade (é o que Júpiter em Balança anda a tentar…); na realidade, a tradição mais antiga celebrava o retorno do Sol, da Luz, e com ela a abundância, a alegria, a Vida em contraponto com a escuridão, o frio e a carência do Inverno. No âmago trata-se do mesmo, e aliás, a tradição da árvore é anterior ao cristianismo, era um hábito pagão. Uma simples árvore que é decorada em antecipação de tempos melhores que estão para chegar.

É implícito portanto esperar que alguma coisa no decorrer deste dia possa ser simbólica da possibilidade de circunstâncias de vida mais felizes, harmoniosas, prósperas, equilibradas; com o Sol em Touro fazendo sextil a Neptuno, criatividade inspirada está por aí disponível para todos. Usemo-la para criarmos o nosso céu na Terra, porque quantos mais céus existirem, mais a Terra será o Céu.

Imagem veio daqui

Consultas disponíveis aqui

Boa Sexta-feira!

 

Share Button

Fortuna

FortunaEm astrologia, não são apenas os planetas do sistema solar elementos através dos quais se extrai simbologia, como se podem usar também asteróides (e não só), cujo exemplo mais difundido é Quíron. Mas na realidade, existem milhares de asteróides identificados, e por isso mesmo com direito a nome próprio; no astro.com existe uma lista com… pasmem-se…  19 933 destes corpos celestes! Naturalmente é humanamente impossível alguém usá-los todos, mas há sempre aqueles mais atractivos e objecto de atenção por quem gosta de mergulhar o nariz nestes temas astrológicos alternativos. Há para todos os gostos, e talvez seja obra do “acaso”, determinar qual deles nos vai chamar a atenção, ou em qual vamos tropeçar…

Pois há algum tempo tropecei num desses asteróides cujo nome é bem sugestivo: Fortuna. Situa-se na designada cintura de asteróides, entre as órbitas de Marte e Júpiter, e foi descoberto em 1852 por um astrónomo inglês Jonh Russell Hind. Fui ver onde se situa no meu mapa natal e fazia todo o sentido; vi em vários outros mapas, e claro, mais uma vez dentro do contexto de todo o mapa fazia sentido novamente. Durante uns tempos até prestei atenção ao posicionamento em trânsito, mas depois acabei por deixar o assunto de lado. Porém agora, sei lá porquê, lembrei-me!

Habitualmente são nomes mitológicos os usados para designar os corpos celestes que vão sendo descobertos. Fortuna era a deusa romana da sorte, destino e fortuna, como o seu próprio nome sugere. Era muito popular, como é fácil depreender, já que a procura de sorte é algo que desde sempre motivou os seres humanos. Mas esta sorte deve ser compreendida sem rótulo, já que a sorte que está implícita pode ser auspiciosa ou não; o que é semeado será colhido, basicamente é isto. Muitos templos eram-lhe dedicados, reflexo dos vários aspectos que levavam a pessoas da altura a honrá-la: da Deusa pessoal, supervisionando o destino dos indivíduos comuns nas várias vertentes da vida quotidiana, a uma Deusa do Estado, garantindo a fortuna da população, a sorte do Imperador, ou o destino glorioso de todo o Império Romano.

Era geralmente retratada segurando numa mão uma cornucópia, ou chifre de abundância, de onde todas as coisas fluíam em abundância, representando a sua capacidade de conceder prosperidade. Aparecia também com frequência manobrando um leme de navio, para indicar como dirigia vidas e destinos, com os seus naturais altos e baixos; a carta do tarot A Roda da Fortuna é uma alusão a esta deusa romana. Também podia ser cega, simbolizando que a sorte boa ou má é distribuída imparcialmente, ou ainda como tendo asas.

Como referi, olhando para Fortuna nos mapas individuais, e levando em consideração tudo o que deles se retira como informação, o posicionamento deste asteróide faz todo o sentido; não acrescenta nada de novo, mas sublinha e reforça o que é importante desenvolvermos em nós para que a “boa sorte” se faça presente na nossa vida. E se assim é, então considerando em cada momento o posicionamento actual, podemos acrescentar aos nossos comportamentos do dia-a-dia atitudes que nos ponham em contacto com a boa sorte. Ora desde 4 de Abril até 28 de Maio temos o asteróide Fortuna em Touro; portanto para que a sorte nos sorria vamos lá expressar o melhor de Touro. Então vamos ser pacientes, carinhosos, vamo-nos dar valor, vamos considerar importantes todos os nossos bens, recursos internos e externos, talentos, vamos com eles construir uma vida de mais qualidade, segurança e estabilidade, vamos também limpar o “bom nome do dinheiro” porque é um recurso fundamental até para mantermos a nossa própria liberdade e independência pessoal… não é o dinheiro que é corrompe, é talvez a ganância e a falta de escrúpulos. O facto de estarmos num ciclo lunar que começou em Touro é coincidência (será?…), Fortuna poderia estar em qualquer outro signo. Mas pronto, está em Touro e porque a Lua nova foi ontem e estamos mesmo nos primeiros desenvolvimentos fui ver que aspectos fazia no mapa. Pois fazia sextil a Neptuno; esta ligação lembra-me a capacidade de Neptuno para dissolver o que está ultrapassado, e ultrapassadas são segundo o meu ponto de vista as noções erradas sobre dinheiro e vida material abundante, que aliás foi o que o próprio símbolo Sabiano da Lua nova me segredou. Porém, aceitem isto apenas se vos fizer sentido, obviamente! Se fizer já sabem como fazer para serem sortud@s. Parece simples? Querem ver eu complicar? Uma vida com maior qualidade dificilmente é uma vida desorganizada… um aroma a nodo norte em Virgem certo? É que nunca há boa sorte se o nodo norte ficar enfiado num canto qualquer. Mas quanto ao nodo norte fico-me por aqui, até porque não tarda mesmo nada vai mudar de signo. Depois falamos….  🙂

 

Imagem veio daqui

Consultas disponíveis aqui

 

 

Share Button

Céu astrológico para Quinta-feira 27 de Abril

céuA Lua em Touro faz trígono a Plutão pela manhã; ainda estamos nos momentos iniciais do desenvolvimento do novo ciclo lunar, mas as nossas reacções podem já seguir no sentido da transformação de padrões emocionais habituais, enquanto procuramos forma de aumentar a nossa qualidade de vida material. E provavelmente vamos sentir a necessidade de canalizar atenção e trabalho para algum sector em particular da nossa vida que sentimos necessitar de uma reestruturação mais sólida; este processo terá o poder de nos devolver um sentimento imediato de segurança e bem estar. Pelo fim da tarde, emersos nos nossos afazeres, um sextil a Quíron cura dores e carências antigas e outro sextil a Vénus inspira-nos e suaviza as emoções.

O Sol em Touro vai aplicar-se a Neptuno por um sextil até dia 4 de Maio; dirigindo a vontade no sentido da construção da tal vida material com mais qualidade, podemos usar criativamente os nossos talentos e saberes, sendo que vamos ter acesso a inspiração extra para criarmos o que ainda não existe e se alinha com os nossos ideais. Mercúrio retrógrado vai fazer conjunção exacta a Urano, e podem acontecer ideias súbitas e completamente “fora da caixa”; esta conjunção entra em separação mas no dia 10 de Maio, já com Mercúrio em movimento directo, volta novamente a aplicar-se, desta vez até com todo um conjunto de ideias reavaliadas. Novas formas de pensar, novos conceitos são sempre uma mais valia que nos permitem romper com a estagnação, porque para a frente é que é o caminho.

Símbolo Sabiano do dia: Um trenó sem neve

Como diabo aproveitaríamos nós um trenó se não houvesse neve? Talvez a conjunção de Mercúrio retrógrado a Urano nos traga alguma ideia “disparatada”, sem que saibamos o que fazer com ela; se andamos em modo revisões mentais poderá suceder! E se fosse esse o caso, talvez mais tarde, quem sabe, encontraríamos como aproveitar a tal ideia. Bom, isto foi a primeira coisa que me ocorreu, mas várias situações aparentemente desconexas podem acontecer. Logo veremos, talvez até seja divertido!

Imagem veio daqui

Consultas disponíveis aqui

Boa Quinta-feira!

Share Button

Lua nova de Touro, Abril de 2017

Lua nova de TouroLua nova de Touro, 26 de Abril, 13.16 h

Chegou a hora de iniciarmos assuntos que precisam da energia de Touro para crescerem e se fortalecerem. E que assuntos são esses? Touro é um signo de terra, e como tal é de matéria que trata, do que é necessário para mantermos vivo o nosso corpo físico; no nível mais básico, alimentação e abrigo. A participação dos outros em Touro é inexistente, é uma fase em que por isso a noção de auto-suficiência é fundamental. São os nossos recursos internos, os nossos saberes e os nossos talentos que devem ser accionados para com eles gerarmos o que precisamos obter para subsistirmos o melhor que for possível, o que pode ir para lá da mera sobrevivência. António Damásio no livro ao Encontro de Espinoza, diz-nos que mesmo os microorganismos mais simples não se contentam com as condições mínimas de sobrevivência, se poderem obter mais. Mais alimento, mais segurança, são sempre elementos que irão atrair todos os indivíduos de uma dada espécie, da mais complexa à mais simples. Nós humanos não somos excepção neste sector e por isso a Touro estão associados os prazeres dos sentidos, com especial relevo para o paladar, o tacto e o olfacto. Em termos práticos isto redunda na valorização da comida e do conforto como meios através dos quais nos sentimos seguros e estáveis. Claro que para nos abrirmos ao lado mais prazeroso da vida terrena, e irmos para lá da simples sobrevivência um outro elemento precisa viver dentro de nós, o senso de valor e amor próprio, a consciência de que merecemos viver bem, com abundância, sem exageros mas com qualidade. Não será descabido lembrar até que, para evoluirmos e alargarmos horizontes (Sagitário) precisamos de facto ir para lá da mera sobrevivência!

Esta é uma Lua nova com pouquíssimos aspectos em aplicação, mas cujo símbolo Sabiano dá pano para mangas. E ele é:

A mulher de Samaria

A imagem faz referência a uma cena da vida de Jesus em que ele terá encontrado uma mulher da tribo samaritana perto de um poço, e lhe pediu água. Judeus e Samaritanos eram tribos separadas por preconceitos e discriminação. A própria mulher não seguia todos os preceitos considerados correctos dentro da sua própria sociedade uma vez que viva com um homem com quem não era casada. Mas nada disso impediu que Jesus a abordasse, lhe pedisse de beber e ficasse com ela a conversar. A mulher, mesmo sem saber quem lhe pedia água, acedeu ao diálogo sem grandes resistências, apesar de ele ser de uma tribo rival, apesar de ela estar sozinha, coisa que seria considerada imprópria. A determinada altura Jesus confidencia-lhe que se fosse a mulher a pedir-lhe água, ele teria para lhe dar água que se transformaria numa fonte de vida eterna, sem que nunca mais sentisse sede… abundância e bem estar.

Voltando a Touro, e à temática dos recursos indispensáveis à manutenção da vida, a água é sem dúvida um desses recursos, mais precioso até que a comida, diz-se que água é vida! Mas é preciso atender ao seguinte, apesar de estarmos aqui num domínio de vida terrestre, a vida é bastante mais que o plano físico, e os nossos recursos pessoais devem também ser usados para expandirmos o conhecimento e a noção que temos do que é a vida, como “funciona”, como podemos nos abrir à tal “fonte de Vida eterna”. Do meu ponto de vista, o símbolo faz alusão à diferença existente entre viver/sobreviver, onde são inevitáveis períodos de sede ou de algum tipo de carência, e viver com uma qualidade superior onde não mais sofreremos de sede/carência. E por carência devemos entender não apenas carência material, mas sobretudo uma carência de valor próprio. Jesus valorizaria por igual todos os homens e mulheres, todas as tribos e todas as condições. Na cena retratada ele não desvalorizou quem se aproximou do poço, nem por ser mulher, nem por ser de uma tribo diferente, e nem por quem seguira uma conduta moral considerada incorrecta para a altura. Então o que pode ser desenvolvido nesta Lua nova de Touro, é pelo menos a consciência de que todos independentemente de quem somos temos direito a viver para lá das condições mínimas de sobrevivência. Teremos no entanto que estar receptivos à existência desta possibilidade, começando por nos valorizarmos apesar de todas as nossas “incorrecções” ou inadaptações culturais, sociais, espirituais ou qualquer outra.

Touro é regido por Vénus, que esteve retrógrada até há bem pouco tempo, isto é, estivemos nós a refazer os nossos sistemas de valores; primeiro em Carneiro, onde as questões se prendem com independência, liberdade para, por exemplo, usarmos os nossos recursos da forma como melhor nos servir, o que pode até ser usado já nesta presente Lua nova. Mas depois disso reentrou em Peixes onde foram os nossos valores mais universais, ligados às dimensões para lá da terrena os visados. Já regressou ao movimento directo mas ainda está em Peixes. Terá sido por mero acaso estas revisões de valores em Peixes, e agora uma Lua nova tão terrena mas com uma pitada de dimensões mais etéreas? Eu não acredito em coincidências… e então neste caso, ainda menos!

A disposição do mapa, com cerca de 2/3  ocupados com todos os planetas, coloca mais uma vez Júpiter em Balança como o líder dos desenvolvimentos. Balança é também regida por Vénus, e portanto com valores refeitos e personalizados à nossa própria medida, também a forma como nos relacionamos irá participar dos desenvolvimentos. Afinal não são tantas vezes os nossos recursos, bens e valores colocados ao serviço e para benefício dos outros também?

 

Imagem veio daqui

Consultas disponíveis aqui

Share Button

Céu astrológico para Terça-feira 25 de Abril

céuA Lua que continua em Carneiro irá fazer conjunção a Mercúrio e a Urano, trígono a Saturno e atinge a quadratura a Plutão que começou no dia anterior ao fim do dia; emoções e pensamentos seguem numa via de sentido único, e o mais sensato é posicionarmo-nos na direcção que aponta a possibilidade de deixarmos o passado para trás, as velhas atitudes que nasceram de velhas emoções pouco nossas amigas. A capacidade de não nos deixarmos levar por frustrações e insatisfações, ficará registada e irá ganhando estrutura interna, fruto do envolvimento com Saturno; e certamente algum tipo de padrão limitador nos confronta, testa os nossos limites, e testa o nosso poder de o transformar. Plutão que ficou retrógrado há poucos dias, ainda nos vai demonstrando com maior intensidade do que o habitual como há forças em relação às quais não vale a pena resistir. Assim sendo, há que respirar e deixar fluir, a Vida sabe o que faz.

Símbolo Sabiano do dia: Uma ponte em construção através de um desfiladeiro

Há dias em que os símbolos espelham mais rigorosamente os aspectos astrológicos predominantes, e hoje é um deles. Talvez as nossas circunstâncias mais actuais sejam tão desafiadoras quando um profundo desfiladeiro que precisa ser atravessado. Mas há que seguir em frente, seguir a seta apontada por Urano, reagindo de formas completamente diferentes e consolidando passo a passo a ponte que nos fará chegar à outra margem.

Imagem veio daqui

Consultas disponíveis aqui

Boa Terça-feira!

Share Button

Céu astrológico para Segunda-feira 24 de Abril

céuA Lua está agora em Carneiro, sentimo-nos mais activos, com mais energia e se houverem fortes motivações nada nos detém de prosseguirmos com os nossos objectivos em frente. Mas entretanto existem os outros, que estão envolvidos no mesmo clima emocional, e a bem do equilíbrio dos nossos relacionamentos não podemos deixar de levar em consideração os interesses e os limites de quem nos acompanha, nem os nossos próprios. Talvez tenhamos que ceder alguma da nossa liberdade, não vamos puder fazer tudo exactamente como gostaríamos, até porque há toda uma realidade, externa e interna, que pede transformações profundas, não apenas envolvendo os outros mas no fundo toda a nossa vida. O fim do dia pode trazer uma insatisfação bastante notória, mas seguramente também um forte poder de mutação das nossas reacções perante os eventos. Vamos continuar impávidos e serenos perante o que já não permite a nossa evolução?

Símbolo Sabiano do dia: Uma viúva perante uma cova aberta

Respondendo à pergunta, com outra pergunta: não haverá, algures dentro de nós, algum padrão habitual prontinho para o último suspiro? Ai haverá haverá! Resta saber se estamos atentos o suficiente para descortinar o quê? Como sempre, as emoções dão uma pista … é ficarmos atentos.

Imagem veio daqui

Consultas disponíveis aqui

Boa Segunda-feira!

Share Button

Céu astrológico para o fim de semana de 22 e 23 de Abril

 

céuDurante todo o fim de semana a Lua vai manter-se em Peixes, perfeito para quem pode descansar, ou dedicar-se a tarefas que beneficiem de um acréscimo de imaginação e inspiração, ou para nos conectarmos ao lado imaterial da Vida, ao lado do espírito seja através de práticas como a meditação, seja através de leituras que nos façam crescer desta forma. No Sábado, a conjunção a Neptuno é uma aliada de peso nestas opções, e de formas diversas actua no sentido de apagar lentamente as barreiras que nos impedem de sentirmos que o “aqui em baixo” e o “lá em cima” fazem parte de nós aqui e agora. No Domingo são uma conjunção a Vénus, a Quíron e uma quadratura a Saturno que dão mais indicações do nosso estado de espírito; a ligação a Saturno é sintoma de que algum tipo de insatisfação nos faz companhia, com bastante probabilidade esta insatisfação tem raízes na valorização de coisas que não existem na nossa realidade, ou na inexistência de outras que gostaríamos que existissem. Resta-nos o quê? Fazer o que for possível para solucionar o caso, curando a sensação de vitimização e de impotência perante o que nos desagrada, porque afinal de contas tudo está aqui e agora dentro de nós, os problemas mas as resoluções também.

A Lua faz atrito com Saturno, mas Mercúrio retrógrado em Carneiro faz trígono; o mais certo é existirem nas nossas actuais reavaliações mentais algumas ideias e estratégias prontas a participarem de toda uma reestruturação diferente da nossa realidade, em que eventualmente as dificuldades sentidas possam ser ultrapassadas. O que existir pode talvez começar a ser posto em prática, agindo nós nesse sentido. Marte está em Gémeos, e temos uma capacidade de agir em várias frentes, inclusive podemos precisar de cautela para não nos dispersar em mil direcções diferentes. Mas mantendo o foco nos planos, vamos aproveitar este período para actuarmos de acordo com o que pensamos poder nos manter, ou restituir, a possibilidade de sermos autónomos e livres de fazer as nossas escolhas e agirmos para as atingirmos.

Símbolo Sabiano de Sábado: Passos que conduzem a um relvado cheio de trevos

Símbolo Sabiano de Domingo: O pote de ouro no fim do arco-íris

Os símbolos falam por si tão claramente que tudo o que pudessem escrever seria supérfluo… por isso fico por aqui 🙂

Imagem veio daqui

Consultas disponíveis aqui

Bom fim de semana!

Share Button

Céu astrológico para Sexta-feira 21 de Abril

céuA Lua em Aquário faz sextil a Mercúrio, quadratura a Marte, sextil a Saturno, a Urano e ao Sol; temos o dia para continuarmos a desapegar de velhas formas de reagir, enquanto as reavaliações de como nos afirmamos como pessoas independentes e donas de si mesmas, continuam actuais. E provavelmente haverão novas acções que precisamos assumir, sendo a quadratura uma possível fonte impulsionadora. Estes processos estão especialmente a reorganizar a nossa “realidade” interna, a reestruturá-la, indicação esta dada pela condição retrógrada de Mercúrio e de Saturno. Com a noite vem uma acalmia, uma maior sensibilidade e empatia, fruto da entrada da Lua em Peixes, o sextil ao Sol em Touro a permanecer, indicando a possibilidade de sentirmos como prazer o conforto da nossa casa no final de mais um dia.

Mas antes daquele clima passivo, vamos ter talvez algumas horas de maior rebuliço e agitação com a entrada de Marte em Gémeos ao final da manhã. Há uma calma e uma paciência no trânsito de Marte em Touro que desaparece por completo, dando lugar a “bichos carpinteiros” que não conseguem estar quietos nem por nada. Até a comunicação pode ser mais acelerada, irritada também se nos contrariarem, as palavras podem virar “arma de arremesso”. A quadratura da Lua a Marte que se verifica hoje pode dar sinal já de que a língua vai ficar mais afiada, para o melhor e para o pior. Também os pensamentos e os processos mentais de uma forma geral ficarão mais activos, apesar de Mercúrio estar retrógrado. Aliás verifica-se o seguinte: Mercúrio está em Carneiro que é regido por Marte, Marte entra em Gémeos que é regido por Mercúrio; portanto estes dois planetas reforçam-se mutuamente, e podemos dizer que vamos pensar e agir bastante em nome próprio, em nome dos nossos desejos e objectivos, idealmente contudo sem desrespeitar ninguém, porque com Júpiter em Balança há já vários meses, temos tido oportunidade de aprender como equilibrar os nossos interesses e os dos outros… pelo menos alguns sim, outros não, enfim… fico a pensar como irão os senhores poderosos deste mundo reagir… muito blá blá blá irá haver…

Entretanto Vénus atinge a quadratura a Saturno; valores refeitos pela retrogradação que terminou há poucos dias, encontram desafios na realidade concreta e é necessário tomar consciência plena do que de facto não podemos tolerar mais, e do que passou a ser de primordial importância. Agir em conformidade, e Marte em Gémeos está aí, permitindo adaptabilidade a novas premissas.

Símbolo Sabiano do dia: Uma tempestade eléctrica

Com a entrada de Marte em Gémeos, só podia mesmo! Eu que sou Gémeos acho que já sinto… 🙂

Imagem veio daqui

Consultas disponíveis aqui

Boa Sexta-feira!

Share Button