Navegando pelas águas do último sábado de Janeiro

Fim de semana

Temos um sábado muito “aquático”, isto é, muitos planetas em signos de água; estamos por isso emocionais e sentimentais.

Em Peixes encontram-se Vénus e Neptuno conjuntos (idealismo, imaginação, ligação ao transcendente), Marte e Quíron também em conjunção; estando a simbologia de Quíron ligada a feridas emocionais antigas e profundas, com Marte a tocar o que dói, há a oportunidade de olhar, reconhecer para começar a aceitar e transcender. Olhe a imagem e visualize tudo isso empacotado, colocado no barquinho de papel, sendo levado para bem longe, arrastado pela corrente.

Com a Lua em Caranguejo activa-se a capacidade de sonhar, de imaginar, de sentir, de recordar, de intuir. Ela está em trígono com Vénus e Neptuno, o que acentua a sua natural sensibilidade, sendo um aspecto para aproveitar as capacidades de percepção de planos psíquicos da existência, inspirando-nos, dando-nos a possibilidade de encontrar resoluções para os nossos desafios.

Sol e Mercúrio estão em Aquário, colocando o pensamento e os objectivos no futuro. Mercúrio retrógrado liga-se muito bem ao que acima ficou descrito, e por isso os nossos processos de pensamento estão embebidos do que sentimos, mais do que é habitual. À luz do que acreditamos ser correcto, das nossas visões e intuições, podemos olhar e preparar o caminho que desejamos abrir.

A Lua liga-se também a Saturno em Sagitário. Em quincôncio, somos solicitados a perceber e reajustar as “energias” em causa. Ora o Sr. dos Anéis, é o responsável pela materialização do que quer que seja, a que damos origem nas correntes inconscientes alimentadas pelos nossos sentimentos, emoções, pensamentos. Vamos então aproveitar o dia “aquático” para fazer um reconhecimento “das teias de aranha que andam nas caves e nos sótãos” porque de facto, não queremos materializar mais “lixo”, certo?  A Lua Cheia não demora, e será uma ajuda extra na limpeza.

Mesmo que não tenha por hábito meditar, ficar em silêncio, reflectir, contemplar vale a pena começar já. Para aproveitar ao máximo o que nos é proposto, nada melhor que virar as costas aos cinco sentidos e abraçar o sexto!

A imagem é de Elen Alosa

31 Janeiro 2015

 

 

Share Button

Aquário

Aquário

O Zodíaco pode ser visto como um ciclo que começa   no signo de Carneiro e termina em Peixes, para logo a seguir se repetir o processo, mas num patamar diferente de evolução. Visualizando uma imagem, fica claro que o ponto mais “elevado” é aquele que em astrologia corresponde a Capricórnio, o culminar das nossas acções, a materialização dos desejos, dos impulsos que construíram uma determinada realidade. Relaciona-se ao Status Quo, e a todas as suas regras que se por um lado são necessárias à coesão dessa mesma realidade, por outro naturalmente muitas delas se tornam arcaicas e obsoletas.

Zodíaco

Tendemos a olhar a insatisfação como uma característica negativa, e no entanto é ela que permite caminhar com o horizonte como destino. Nunca se atinge o horizonte, mas se o foco for esse, caminhamos sempre em frente. Em Aquário surge esta necessidade de libertação do que foi alcançado e que serviu um propósito. Agora é tempo de inovar, olhar o futuro, revolucionar se preciso for. Para criar novas estruturas de sociedade é necessário olhar os outros como membros de uma comunidade a que pertencemos; então, o impulso de “derramar” a visão futurista para todos em geral, de forma impessoal, com o desejo de inspirar a mesma vontade de abrir novos rumos. O símbolo de Aquário está ligado à água. Em tradições antigas a água era vista como fonte de sabedoria e inspiração.

Temos então a energia de Aquário ligada às seguintes palavras-chave: inventivo, activista social, revolucionário, intelectual, tolerante, amigo, visionário, imaginativo, idealista e progressista.

Há uma frase que circula como sendo de Fernando Pessoa, mas na realidade é de Fernando Teixeira de Andrade e que na minha opinião é perfeitamente adequada a Aquário: “Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo e esquecer os caminhos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia; e se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.”

Share Button

Mercúrio Retrógrado

mercurioretrogrado

Em 2015, de 22 de Janeiro a 11 de Fevereiro, de 18 de Maio a 11 de Junho e de 17 de Setembro a 9 de Outubro mercúrio estará retrógrado.

Quando observamos a partir da superfície da Terra os diversos planetas do sistema solar, estes mostram uma trajectória com um determinado sentido. Devido à combinação de diferentes velocidades e movimentos, da Terra e dos vários planetas à roda do Sol, em certos intervalos de tempo, aqueles aparentam um percurso contrário ao habitual. Nestas fases diz-se que o planeta está retrógrado. Durante a retrogradação as funções inerentes ao planeta em causa ficam subjectivas, sujeitas a definições pessoais, os processos “viram-se” para o interior do indivíduo.

No caso particular de mercúrio, a energia simbolizada pelo planeta relaciona-se com a comunicação, a aprendizagem, a análise racional, a lógica, o movimento; quando segue em movimento directo, estas funções ligam directamente o indivíduo e o seu exterior. Mas nos períodos retrógrados o foco recai no interior, sendo um tempo para reflexão, para contemplação, para estar “quieto”; é o lado feminino, yin, que impera. Mas, especialmente na sociedade ocidental, em que a ênfase é posta no lado masculino, yang, que quer ir e fazer, que quer ir e conquistar, que quer ir e controlar, que é virada para o exterior, a proposta destas fases de mercúrio retrógrado não é perceptível nem aceite. Deste choque, entre o que é proposto pelas forças do cosmos e a vontade humana, no seu lado mais cego e surdo, surgem com alguma frequência as avarias em telecomunicações, telemóveis, computadores, veículos automóveis, enfim, nos dispositivos e meios utilizados habitualmente para nos relacionarmos com o meio circundante. O reconhecimento do aumento estatísticos deste tipo de avarias e interferências, é cada vez mais difundido, e não deixa de ser curioso, e até divertido, assistir à atitude de preocupação com que estes intervalos de tempo são recebidos.

keep calm no mercúrio

Pensando no nosso próprio bem-estar, que até inclui o “bem-estar” dos nossos telemóveis, computadores, carros, transportes, televisões, electrodomésticos e processos de comunicar em geral, vale a pena seguir a proposta que o Universo sugere, parar um pouco e olhar para dentro. Dentro deste âmbito do “olhar para dentro”, cabem aquelas tarefas que já foram iniciadas, talvez mesmo terminadas, mas precisam de reavaliações. Então podemos rever decisões, procurar reaver objectos perdidos, refazer obras, reparar equipamentos, repensar e esclarecer propostas e situações, retomar estudos e projectos. De certa forma, tudo o que precise da tal reflexão que nos é sugerida, fica beneficiado.

Share Button

Eu sou a Alma

I am the soul

Eu sou a Alma. Tenho um corpo físico, mas não sou o meu corpo físico. O meu corpo físico é uma parte de mim. Eu sou a Alma. Tenho emoções, mas não sou as minhas emoções. As minhas emoções são uma parte de mim. Eu sou a Alma. Tenho uma mente, mas não sou os meus pensamentos e opiniões. Os meus pensamentos e opiniões são uma parte de mim. Eu sou a Alma. O meu corpo, as minhas emoções e a minha mente trabalham harmoniosamente e em uníssono, sob a minha direcção Amorosa, para o meu bem maior e para o bem maior de todos. Eu sou a Alma.

Esta é uma afirmação retirada do livro “A Astrologia e os Sete Raios” de Alan Oken. Acredito ser uma adaptação da afirmação “Eu sou a Alma” de Choa Kok Sui.

Share Button

Símbolos Sabianos como oráculo

Simbolos sabianos

 

Marc Edmund Jones, nascido em finais do século XIX nos Estados Unidos, foi um astrólogo de renome e um líder do movimento que viria a reformular o estudo da astrologia. Não se limitando a esta actividade, foi também filósofo, teosofista, pastor presbiteriano, realizador de cinema e escritor.

marc

Em 1925, Marc e Elsie Wheeler, clarividente e sua aluna, trabalharam juntos na criação de 360 símbolos, um para cada grau do zodíaco. Antecipadamente foram preparados 360 cartões com a indicação do respectivo grau; sem saber a que parte do zodíaco pertencia cada um dos cartões, Elsie fazendo uso das suas capacidades psíquicas, visualizava uma cena, uma imagem, e transmitia então em breves palavras aquilo que a sua “visão interior” tinha percepcionado. O processo decorreu durante um dia, e os vários símbolos foram surgindo sem qualquer sequência pré determinada. Nasciam desta forma aqueles que viriam a ser conhecidos como os Símbolos Sabianos. Inúmeros detalhes fazem parte desta história, mas por uma questão de síntese opto por não os mencionar.

Dane Rudhyar, outro marco do desenvolvimento da astrologia no século XX, interessou-se pelo trabalho de Marc e Elsie, e trabalhou ele próprio numa visão pessoal dos 360 símbolos. Edita um primeiro livro sobre o tema,  e posteriormente mais dois livros em que aprofunda o estudo do significado de toda a simbologia envolvida.

dane

Em cada mapa natal, seja relativo a pessoas ou eventos, existem sempre pontos especialmente importantes para os quais é possível fazer uma leitura simbólica do grau desse ponto. Como exemplo, pode referir-se que em mapas individuais, o posicionamento do ascendente, do Sol e da Lua são fundamentais; recorrendo à leitura e interpretação dos respectivos Símbolos Sabianos, é possível retirar informação complementar à leitura básica das energias em jogo.

Mas Dane Rudhyar explorou igualmente outra vertente, na utilização destes símbolos; tal como o Tarôt e o I Ching eles podem ser usados como um oráculo. Este facto espicaçou tremendamente a minha curiosidade!!!!  Eu tinha “brincado” com o Tarôt há uns poucos anos, quando comecei a “meter o nariz” em tudo o que não fosse lógico, racional e cientificamente provado 🙂  … mas de facto não era a minha onda. Agora… Símbolos Sabianos sim… astrologia siiiiimmmmm, portanto era apenas natural que experimentasse. E experimentei. E gostei! Há um método que funciona com cartas vulgares de jogar, e foi esse que adoptei.

 

 

Share Button

Lua Nova de Aquário

lista para

A próxima Lua Nova é já amanhã, sendo o ponto de “encontro” às 13.13 pm a 0,08° de Aquário. Para que a elaboração da lista de desejos esteja em sintonia com o tipo de energia representada por Aquário, inspirem-se nas seguintes palavras-chave: soluções inventivas, visão de futuro, atitudes humanitárias, revelações, humor, amizade, ideias inovadoras, tendências e abordagens pouco convencionais, alta tecnologia, procura de resultados que beneficiem toda a gente, identificação com a humanidade, interesse nos outros, visão de comunidade, resultados inesperados, surpresas, liberdade, originalidade, individualidade, grupos, contactos via internet.

Todos os graus do Zodíaco têm um simbolismo particular (falarei deles talvez já no próximo post), e neste caso é dado pela seguinte frase: “Uma velha missão de tijolos de adobe na Califórnia”. Eu sei … se isto não é traduzido não percebem nada 🙂 🙂 . Dane Rudhyar, autor de “Uma mandala astrológica”, transmite a ideia do poder que todos os trabalhos humanos têm de perdurar para além daqueles que os realizaram. Em épocas passadas, sacerdotes espanhóis construíram missões naquela que hoje é a Califórnia; estas edificações e o espírito que transmitiam tiveram uma influência duradora no desenvolvimento daquela terra, permanecendo para além dos homens que deixaram assim a sua marca. Aquário remete-nos para um futuro mais espiritualizado e idealista, tal como terá sido a intenção dos antigos sacerdotes. Ainda segundo Rudhyar,  a atmosfera é a da “concretização de um ideal”.

Só por si, esta simbologia já é inspiradora. Mas olhando para o mapa do instante da Lua Nova, vê-se que para além de não haver ligações tensas a outros planetas, existe um sextil a Saturno. Este aspecto é de cooperação entre as energias envolvidas. Ora Saturno, é o grande responsável pela materialização da nossa vida, da nossa realidade. Mas ele está em Sagitário, a ajudar sim, desde que estejamos em concordância com a nossa verdade interna. Mais…. há um trígono ao nodo norte em Balança, que básica e resumidamente aponta para o futuro, sendo que um trígono é um aspecto de harmonia e equilíbrio. Só me resta dizer…..comecem a pensar nos vossos objectivos, nem que seja apenas encontrar o vosso rumo, o vosso caminho. O ideal é nas 8 horas que se seguem ao ponto exacto da Lua Nova, estabelecerem definitivamente quais vão ser as metas desejadas.

LUA NOVA

Share Button

A instalar-me…..

blog

Cheguei ontem. Já tarde, numa noite de nevoeiro, um frio de cortar os ossos! Mas acordei com sol…. teimoso, a espreitar por entre as copas das árvores, que teimam impor a sombra. Estou cheia de vontade de arrumar a casa, que é como quem diz organizar as ideias, e os diversos sectores do blogue; não vai ser tarefa fácil …. a excitação é grande, o meu sol em gémeos pula inquieto de assunto em assunto. Hoje a Lua está conjunta a  Júpiter, e os dois conjuntos a Marte e Urano pessoais….. tudo em Leão. Fogo não me falta! E sorrio lembrando-me que tenho o nodo norte em Leão, na casa 11…… nada disto é coincidência! Sejam bem vindos.

 

Share Button