Lua cheia em Capricórnio, eclipse lunar, Julho 2020

Lua cheia em Capricórnio, Sol em Caranguejo, graus 13º37´ às 5.44 h de 5 de Julho, eclipse lunar

O Sol faz trígono a Neptuno em Peixes, a Lua faz sextil

Lembro-me do meu pai contar a história dos três porquinhos, era eu bem pequena. Para poupar tempo e trabalho, fui à wikipédia e aqui está a história:

Os três porquinhos chamavam-se Prático, Heitor e Cícero. Cícero, o mais preguiçoso, não se queria cansar e construiu uma cabana de palha e pilhas de lama. Heitor, decidiu construir uma cabana de madeira sem usar os devidos pregos de aço, enquanto Prático optou por construir uma casa melhor estruturada, com cimento, tijolos, pedra e vidro. Como a sua casa demorou mais tempo para ser construída, Prático muitas vezes via os irmãos divertindo-se enquanto se esforçava para terminar o trabalho.

Um dia, o lobo surgiu e bateu na porta da casa de Cícero na cabana de palha, que se escondeu. Mas o lobo, com um sopro forte, desfez a casa. Enquanto Cícero fugia, o lobo então sai e foi bater na porta de Heitor o da casa de madeira e, com dois sopros fortes, destruiu também a cabana de madeira.

Heitor e Cícero fugiram os dois para a casa de Prático. O lobo então foi à casa de Prático e soprou, soprou, soprou, mas não conseguiu derrubá-la. Após muitas tentativas, o lobo decidiu esperar a chegada da noite.

Quando anoiteceu, o lobo foi tentar entrar na casa descendo pela chaminé, mas começou a sentir cheiro de queimado. Era uma panela no fogo, que estava a queimar a cauda do lobo. O lobo então fugiu assustado e nunca mais voltou. Eles viveram felizes para sempre.

Esta história resume na perfeição o paradigma (Capricórnio) em que temos vivido desde há séculos. Ainda segundo a wikipédia as primeiras edições deste conto terão aparecido no século XVIII mas a história deve ser bem mais antiga. A aparente “moral da história” é que se queremos estar bem seguros temos que trabalhar e nos esforçar externamente para construir essa segurança. Com esta crença bem enraizada, vamos nos sentir seguros numa casa, num emprego, numa conta bancária, em determinadas relações e formas de vida. Mas é tão fácil verificarmos como de facto isto não é assim tão linear! Uma casa bem construída pode sucumbir a um terramoto ou incêndio em segundos. Uma carreira profissional sólida, que nos garantia a melhor reputação e uma remuneração choruda ao fim do mês, pode ir por água abaixo por algum motivo inesperado, enquanto o diabo esfrega um olho. Uma sociedade pode abanar seriamente por causa de um vírus.

Outra ilação “perigosa” é a de que precisamos mesmo de muito trabalho e esforço para conseguir a bela da segurança. Se isto fosse verdade não haveriam pessoas que se fartam de trabalhar a vida toda em troca de míseras quantias que não lhes permitem viver com um mínimo de dignidade. Estes poucos exemplos mostram como a filosofia por detrás da história dos três porquinhos não passa de teoria. A mesma teoria pela qual toda a humanidade, ou pelo menos uma boa parte dela, se tem norteado. Na prática tudo é bem diferente, e temos um desafio gigantesco pela frente se queremos perceber porque é que as coisas se passam como se passam.

Fui planeada pelas Leis que mal compreendo a ser muito curiosa em relação a algumas matérias. Dizem que a curiosidade matou o gato, mas se calhar a sabedoria por detrás deste dito é a mesma da história dos porquinhos, ou seja, às vezes é assim, outras vezes não é nada assim. Às vezes é a curiosidade que nos salva! Eu acredito que precisamos mesmo arriscar muitas vezes e mandar às urtigas regras, crenças, protocolos, porque nada nos garante que estejam rigorosamente correctos. Mas bom, graças à minha curiosidade em determinada altura se ter manifestado numa dada direcção, consegui entender o que passo a partilhar.

Peixes em astrologia simboliza o espiritual, o invisível, o Todo, Deus para quem esta palavra tem significado. Num contexto diferente, científico, Max Plank o pai da física quântica, disse (vou traduzir resumidamente): “Não existe matéria enquanto tal. Toda a matéria se origina e existe em virtude de uma força que mantém o átomo coeso. Devemos assumir que por detrás desta força existe uma mente consciente e inteligente. Esta mente é a matriz de toda a matéria.” Num outro contexto, que vou designar como oculto e misterioso, surge um livro chamado o Kybalion (deixo dois links no fim). Neste livro está registado o seguinte: “O Todo é mente. O Universo é mental”. Reparem como o que Max Plank disse encaixa tão divinalmente no primeiro princípio do Kybalion (e esperem até me apetecer mostrar e falar do mapa natal de Max Plank!). A súmula disto tudo, é que Peixes como símbolo de Deus, ou por outras palavras, como símbolo da mente consciente e inteligente que está por detrás de toda a realidade material, a mesma mente de que fala o Kybalion, é aquilo que a mecânica quântica designa como o “campo quântico de todas as possibilidades”. É deste reino maravilhoso, onde tudo já existe como possibilidade, que nos é enviado tudo o que experimentamos. Quando temos uma vida estável e maravilhosa, experimentamos uma das infinitas possibilidades. Quando temos o contrário experimentamos igualmente uma das infinitas possibilidades. E pelo meio surge a questão? Como acertar na possibilidade mais simpática? Ahhhhhh…. isso é que era de valor!

Andei por estes caminhos tão diferentes, porque temos a Lua cheia a fazer aspecto a Neptuno em Peixes. Digamos que Neptuno é a ligação permanente que temos ao tal campo quântico de todas as possibilidades. Estamos constantemente focados numa das possibilidades, aquela que depois se materializa nas circunstâncias da nossa vida, e que podemos classificamos como o nosso céu na Terra, ou o nosso purgatório ou o nosso inferno. Neptuno é o “cabo” de ligação que faz trígono ao Sol em Caranguejo e sextil à Lua em Capricórnio. Digamos que a Lua cheia e as situações que dela fazem parte vão-nos colocar numa das possibilidades possíveis para a nossa vida neste exacto momento. Vamos entendê-la melhor? Então vamos lá!

Uma Lua em Capricórnio representa como a sensação de segurança está intimamente associada à realidade material, exterior, às funções que exercemos publicamente. Se de facto, desta área da nossa vida conseguimos retirar satisfação e bem estar, então é porque estamos a conseguir também cuidar do outro pólo, de Caranguejo, é porque temos propósitos e objectivos em desenvolvimento que acarinham a vida privada, familiar e emocional. O Sol está em Caranguejo, a lunação que decorre é de Caranguejo, e a prioridade deve ser Caranguejo. Parece tão contraditório que os problemas do “exterior” possam ser resolvidos no “interior” mas é um facto. Há um detalhe tão curioso na história que serviu para começo desta publicação! É este: mesmo uma casa robusta como a do Prático, tinha um ponto fraco por onde o lobo procurou entrar, a chaminé. Mas porque haviam práticas habituais de quem está em casa, cuidando de si e dos restantes familiares, havia uma panela à lareira, talvez onde se cozinhava a próxima refeição; por esse motivo o lobo queimou o rabo e fugiu a sete pés para nunca mais voltar! Este detalhe é impagável, porque nem sequer foram as paredes da casa robusta que afugentaram o lobo mau, foram as práticas normais da vida privada! A “moral da história” é completamente ao contrário do que é tradicional. Se queres segurança e manter os lobos à distância, cuida da tua vida privada, da tua família e da tua casa, sobretudo a casa mais interna de todas, a interior.

Se olharmos os dados astrológicos verificamos que há pistas no sentido de que “está tudo de pernas para o ar” efectivamente. O nodo norte de Plutão está em Caranguejo, e Plutão representa transformações profundas com vista à evolução. Por outro lado Plutão está em Capricórnio, transformando profundamente o paradigma social  em que vivemos. Não há memória de um tempo como este que vivemos, não temos compêndios cientificamente comprovados em como corrigimos o exterior pelo cuidado e atenção desmesurada ao que alimentamos no nosso interior, as fontes de informação que abordam estes temas são frequentemente mal interpretadas, incompreendidas, muito pouco conhecidas, dispersas. Tive a ambição (atributo de Capricórnio) de conseguir retirar do campo quântico de todas as possibilidades uma que lhe traga o seu máximo potencial e realização, abandonei a crença de que a segurança exterior se atinge apenas com esforço, trabalho e funções publicamente assumidas, trabalhei e esforcei-me para conseguir dar importância ao cuidar da vida privada, familiar e emocional, fui gradualmente entrando nesta “estranha forma de vida” enquanto vejo os lobos maus sumindo como que por magia. É um passo de fé que pode mudar radicalmente a maneira como vivemos. Porque enquanto estivermos reféns de uma filosofia de vida que insiste em melhorar as condições de vida, apenas dando atenção aos aspectos práticos e materiais, corremos o risco sério de não ver resultados positivos, nem agora em plena Lua cheia, nem nunca. Não procuro demonstrar que as minhas interpretações e métodos são válidos. Retiro apenas partido da sua eficácia e partilho a informação.

Esta Lua cheia vem com um eclipse lunar. Um eclipse lunar em Capricórnio refere-se à necessidade de aprender a lidar com a energia em causa. Uma das coisas fundamentais nas aprendizagens que envolvem Capricórnio, é que uma boa construção precisa ter pilares fortes. E os pilares estão em Caranguejo.

 

Para consultas ou solicitar o Manual para a Qualidade Emocional, contacte por msn privada ou pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem de Myriam Zilles no Pixabay

https://pt.wikipedia.org/wiki/Caibalion

https://www.academia.edu/35059592/O_CAIBALION_estudo_da_filosofia_herm%C3%A9tica_do_antigo_Egito_e_da_Gr%C3%A9cia_Tradu%C3%A7%C3%A3o_de

Share Button

Astrologia do dia – 2 e 3 de Julho

Sabem…. gostei daquela versão em que faço a retrospectiva do dia e olho o dia seguinte! Por isso decidi repetir. Aproveito e falo sobre uma coisa relacionada com Mercúrio retrógrado, que por acaso foi tema de uma troca de impressões com uma menina que é “visita da casa”. “Diz a teoria” que quando Mercúrio está retrógrado não é altura para fazermos alterações de “percurso” porque não estamos a pensar com clareza. E eu: sério? Então vamos lá experimentar para ver se é verdade! Vem isto a propósito porque Mercúrio está retrógrado e se eu continuar este esquema estarei a transgredir uma regra…. calha bem, eu nem me importo de transgredir regras! Sim, já me aconteceu apetecer-me introduzir uma alteração na estrutura das publicações e ela não ter tido seguimento. Desta vez logo se vê! O que aconteceu foi espontâneo, e nada como experimentar. Digamos que é uma experiência pública e todos vamos assistir. Tenho aprendido mais com a prática do que com teorias… como sempre e como em todas as matérias!

Passando então para o que se passa nos céus astrológicos, verifica-se que a Lua entrou em Sagitário. Às vezes nota-se claramente a transição, sentimo-nos mais optimistas e bem dispostos, com mais disposição para enfrentar a Vida e os seus desafios…. ou serão antes aventuras? Tenho Sagitário na casa 3, a casa da mente e da comunicação, tenho o Sol a Lua e Mercúrio na casa 9 a casa natural de Sagitário. Por isso há um lado bem Sagitariano na minha maneira de estar na vida. Isso explica talvez porque gosto tanto de ficção de aventuras, de filmes de aventuras e porque uma das canções que frequentemente oiço tocar na cabeça é o tema do filme Indiana Jones e o Templo perdido… um filme de aventuras! Também sou relativamente filosófica, gosto de pensar e reflectir sobre os grandes temas da humanidade… complicado depois descer à Terra e ir tratar daquelas coisa bem práticas que fazem parte da vida de toda a gente! Mas o que tem que ser tem muita força e tenho aprendido a equilibrar a mente abstracta (Sagitário) e a mente concreta (Gémeos). Pois bem isso hoje foi importante para o bem estar interior porque logo de manhã a Lua em Sagitário fez oposição a Vénus em Gémeos. Importante não perder o contacto com a realidade do dia a dia mas simultaneamente mantermos espaço interno para outras realidades para lá deste aqui e agora.

Amanhã o dia abre-se com uma quadratura da Lua a Neptuno retrógrado em Peixes. Estamos num processo de revisão de ideais, de sonhos, iremos percebendo se andamos a fantasiar de forma impossível de concretizar, ou se conseguimos sonhar com a cabeça bem alta nas nuvens, nas estrelas e em planetas distantes, mas mantendo os pés bem assentes no chão. Aqueles equilíbrio de que falei anteriormente é fundamental para concretizarmos os nossos sonhos, e também para percebermos se sonhamos coisas realizáveis. Como sempre as emoções são o nosso GPS mais preciso. Bem estar interior e a vontade de fazer coisas diz-nos que o rumo é para manter. Ou então é o contrário!

Quase me esquecia… Saturno retrógrado regressou a Capricórnio. Mais processos de revisão, desta vez relacionados com a realidade material, com a nossa imagem pública ou social, com as nossas actividades profissionais, com a sociedade que temos…. com as figuras de autoridade que nos governam… ou será que desgovernam? Serão antes uns grandes figurões trapalhões? Vamos ver os próximos capítulos!

Para quem quiser relembrar o filme: https://www.youtube.com/watch?v=_6X-CLaF1xI

Para consultas ou solicitar o Manual para a Qualidade Emocional, contacte por msn privada ou pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem de Gerhard G. no Pixabay

 

Share Button

Astrologia do dia – 31 de Junho/1 de Julho

Sol e Mercúrio fazem agora (dia 31 de Junho) conjunção em Caranguejo e fizeram sextil a Urano em Touro – Memórias que surgem e reavaliações na forma como usamos o pensamento  participam nos propósitos do Sol em Caranguejo. O resultado pode suscitar objectivos no sentido de cuidarmos melhor da nossa vida privada e familiar, bem como do nosso plano emocional.

A Lua segue por Escorpião. Durante o dia fez trígono ao Sol e a Mercúrio e oposição a Urano. Os aspectos anteriores entre o Sol, Mercúrio e Urano activaram sentimentos e emoções e deram-nos uma oportunidade para melhorarmos a qualidade do que sentimos habitualmente face a determinadas circunstâncias… recordem as que ocorreram durante o dia. Para isso teríamos que romper a barreira das reacções habituais sempre que temos consciência do que podemos fazer melhor. Fazer isto pode ser um sintoma de que estamos a conseguir uma melhor relação com o invisível … de longe a vasta maioria da Existência… e portanto estamos literalmente a criar uma realidade mais estável, mais segura, mais plena. É uma forma de traduzir os aspectos que a Lua faz amanhã: trígono a Neptuno em Peixes, sextil a Júpiter e Plutão em Capricórnio.

Para consultas ou solicitar o Manual para a Qualidade Emocional, contacte por msn privada ou pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem de DarkWorkX no Pixabay

Share Button

Astrologia do dia – Segunda-feira 29 de Junho

A Lua está em Balança e faz quadratura a Júpiter e Plutão em Capricórnio. Nada do que sentimos é superficial e os outros são o “gatilho emocionalmente competente” para sentimentos e emoções. Aprendi esta expressão no livro do António Damásio, Ao Encontro de Espinosa. Exemplo pessoal: acabei de ver uma publicação acerca de vacinas a troco de dinheiro na África do Sul (pagam para vacinar). Acordei bem humorada, mas num ápice fiquei toda retorcida porque as intenções parecem-me as piores. Houve um gatilho competente para me perturbar seriamente. Mas eu sei que elevando a qualidade do que sinto, estou a contribuir para um mundo melhor, e tudo começa pela minha própria vida. Portanto, e porque estou preparada e treinada para fazer face a estas situações, em três tempo vou recuperar. Até o facto de estar a escrever sobre isto ajuda a dissipar a negatividade que sinto. Há infinitos gatilhos emocionalmente competentes, e teremos que os neutralizar a todos se estivermos firmes na intenção de criar qualidade de vida, para nós próprios e para o mundo.

Entretanto ontem Marte entrou finalmente em Carneiro, trânsito que vai durar “séculos” de uma forma extraordinariamente pouco comum. Vai ficar retrógrado em Setembro, volta ao movimento directo em Novembro, e só sai de Carneiro em 2021. Marte é o “guerreiro” do Zodíaco. Ganhámos energia, temos as pilhas no máximo e agora vamos fazer o quê? Vamos “guerrear” o quê e como? O lado negativo deste posicionamento é a impaciência, a agressividade, a violência. Vou usar novamente o meu exemplo: já já, estarei a “guerrear” a minha negatividade atirando-me a actividades que têm o poder de me inundar de “boas vibrações”. Não vou destilar agressividade contra quem tem más atitudes. Até porque “eu só sei que nada sei” mas sei que se trabalhar para ser eu própria a mudança que quero ver no mundo um dia verei mudanças neste actual estado de coisas. Quero ver justiça, ética, liberdade e paz!!! É fácil esta postura porque não recusei o esforço e o trabalho que isso me exigiu. Tornou-se espontânea, eduquei o inconsciente, respondo ao eclipse solar em Caranguejo batendo continência, respondi aos eclipses solares em Capricórnio com esforço e trabalho para cumprir a minha ambição de criar uma realidade infinitamente melhor do que a previamente existente! No meu caso, tudo isto foi possível porque criei o Manual para a Qualidade Emocional.

A imagem é de uma guerreira. Não foi escolhida à toa. Tem uma história mas eu ainda não vou partilhar, nem sei se algum dia me apetecerá partilhar. Talvez sim, talvez não. De qualquer forma é uma “Marte em Carneiro” versão feminina, a versão que faz falta no mundo.

Para consultas ou solicitar o Manual para a Qualidade Emocional, contacte por msn privada ou pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem veio do Pinterest

 

Share Button

Astrologia do dia – Sexta-feira 26 de Junho

A Lua entrou em Virgem, faz sextil a Mercúrio retrógrado em Caranguejo e trígono a Urano em Touro – Rotinas de trabalho e organização, eficácia, rotinas que promovam a saúde e a higiene, capacidade de discernimento entre o que é útil e nos serve, e o seu contrário, são atributos de Virgem. Virgem, Caranguejo e Touro são signos yin/femininos, virados para “dentro”. Portanto é claro que se queremos criar e manter bem estar, temos que “esquecer” o “mundo lá fora” e tratarmos do mundo “cá dentro” dando primazia aquilo que nos acalma neste momento e passa por Virgem. Vénus em Gémeos já retomou o movimento directo. Houve uma oportunidade para revermos o valor dum pensamento claro, objectivo e lógico. Agora, será que a forma como pensamos foi revista de tal maneira que nos vai permitir dar a devida importância sobretudo ao mundo “cá dentro”? Bem, isso é o que pretende o Sol em Caranguejo, e todos os desenvolvimentos desta lunação de Caranguejo vão-nos mostrar qual o nosso grau de sabedoria nesta matéria. O nosso e o daqueles ao nosso redor. Querem ver uma coisa, na sequência disto e do que ficou registado ontem acerca de Marte prestes a entrar em Carneiro e de Júpiter em conjunção a Plutão? Parece que o pessoal que nos diz como nos devemos comportar para manter a saúde não se está a entender, e já começam a zangar-se. Leiam a notícia se quiserem, mas depois tratem dos vossos assuntos e virem costas à loucura que vai por aí… porque nem sequer é saudável absorvermos demasiada informação! Temos que ser nós individualmente a mudança que queremos espelhar no exterior!! Cá está ela: https://visao.sapo.pt/atualidade/politica/2020-06-25-covid-19-costa-irritou-se-com-marta-temido-e-obrigou-marcelo-a-acabar-reuniao-no-infarmed/?fbclid=IwAR0OjhmQ9uxnJte3ffE7Ljod70KccQcBvocy9YEDtV_XzuSOYz3okqX_4Ms

Para consultas ou solicitar o Manual para a Qualidade Emocional, contacte por msn privada ou pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem de StockSnap no Pixabay

 

Share Button

Astrologia do dia – Quinta-feira 25 de Junho

A Lua vai continuar em Leão até ao fim da tarde.

Ontem, lembrei-me do “Espelho meu espelho meu” da história da Branca de Neve. Hoje a pergunta ao espelho continua válida mas com mais um detalhe?

Espelho meu espelho meu, quem sou eu na relação com os outros e como isso vai determinar a realidade que vou materializar?

Isto porque Júpiter e Plutão fazem conjunção em Capricórnio. Agirmos, ou não, de acordo com as leis naturais/universais … livres das leis humanas… com sentido de verdade, justiça, ética vão determinar o grau de poder que nos é disponibilizado para transformarmos a nossa realidade. Esta é a segunda conjunção que fazem. A primeira foi por alturas da Lua cheia de Caranguejo, em Janeiro, a Lua cheia que se seguiu à Lua nova de Capricórnio que referi ontem. O que ficou dito sobre essa conjunção podem ver aqui http://acasanafloresta.com/lua-cheia-de-caranguejo-janeiro-de-2020/. Mais para trás, na Lua nova de Balança, referi esta conjunção pela primeira vez. Podem ver aqui: http://acasanafloresta.com/lua-nova-de-balanca-setembro-2019/

Quantas pessoas terão melhorado a qualidade de relacionamento com os outros respondendo ao que o Universo pedia? Quem não ouviu o “chamamento” que realidade vai agora concretizar? Estamos a um passo de Marte entrar em Carneiro. Se não sabemos como nos relacionar com assertividade (qualidade de Carneiro) vamos expressar raiva, fúria, agressividade (aspectos negativos de Carneiro). Razões para descontentamento não faltam, nem individual nem globalmente! O que vamos fazer com isso?

Entretanto Neptuno ficou retrógrado (já foi no dia 22 mas esqueci-me de mencionar). Podemos estar confrontados com desapontamentos, tristezas, vontade de baixar os braços, apatia, posturas estas que Marte em Peixes pode acentuar. Mal por mal, mais vale a agitação de Marte em Carneiro porque há muito para fazer! De preferência usando a energia de Carneiro de forma correcta.

Para consultas ou solicitar o Manual para a Qualidade Emocional, contacte por msn privada ou pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem de Houcine Ncib no Unsplash

 

Share Button

Astrologia do dia – Terça-feira 23 de Junho

Durante a manhã, com a Lua em Caranguejo, cuidar, acarinhar e tratar dos vários elementos que compõem a nossa vida privada e familiar pode ser uma fonte de bem estar interior. Mas de tarde, com a transição da Lua para Leão, somos solicitados a criar, a expressarmos com autenticidade o Eu interno, tal como está estruturado actualmente. “Rugimos” a nossa “voz” natural, a mais espontânea. Agimos, pensamos e sentimos de acordo com os nossos valores, e tudo isto é a matéria prima que dá forma a esse Eu. Mude-se uma destas premissas e tudo muda por arrasto. Habitualmente mudamos porque porque alguma coisa no exterior nos impele a isso. As experiências moldam-nos. Há uma oposição a Saturno em Aquário. Período perfeito para nos conhecermos melhor, para observarmos que sentimentos e emoções emergem perante a realidade concreta que sugere como perspectivamos o futuro. Importante reconhecermos o que está mal, mais importante canalizarmos toda a nossa capacidade criativa para criarmos algo melhor. Isto pressupõe não perdermos muito tempo e energia a “combater” o que consideramos incorrecto, pouparmos esse tempo e energia para objectivos melhores. Mas será que o nosso Eu já está estruturado dessa forma? Porque se não estiver, criamos mais do mesmo. Noite dentro, vai-se aplicando uma quadratura a Urano em Touro. Para criarmos uma realidade diferente precisamos inovar os nossos valores, e eventualmente de alguma forma vamos sentir o desconforto de resistir ou o conforto de fluir com as inovações necessárias. Se continuamos a valorizar o que sempre valorizámos, se continuamos a desvalorizar o que sempre desvalorizámos não passamos da cepa torta. A autenticidade de uma Lua em Leão vai-nos mostrar para que lado tombamos, se para a cepa torta se para a direita, vai-nos mostrar a qualidade da realidade que estamos a criar.

Para consultas ou solicitar o Manual para a Qualidade Emocional, contacte por msn privada ou pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem de Ramon Vloon no Unsplash

 

Share Button

Lua nova em Caranguejo, eclipse solar, Junho 2020

Lua nova no grau 0º21´ de Caranguejo, 21 de Junho às 7.41 h, eclipse solar

Atrevo-me a dizer que temos uma Lua nova que marca uma transição assinalável! Por um lado, qualquer Lua nova sendo um ciclo novo a iniciar-se, é uma passagem para o futuro a curto prazo, logo é uma transição. Entretanto acontece pouco depois do solstício de Verão que se deu na véspera às 22.44 h (a numerologia desta hora parece-me ser interessante…. tenho que desafiar as duas numerólogas que conheço!)… aproveito e dou as boas vindas ao Verão! Temos aqui outra transição. Finalmente a transição que me parece mais “bombástica” é o eclipse solar, o último do conjunto de eclipses alternados entre Capricórnio e Caranguejo. Segundo Jan Spiller e Karen McCoy, autoras do livro Spiritual Astrology, através do qual fui “iniciada” ao tema dos eclipses, um eclipse solar assinala a necessidade de toda a humanidade expressar a energia do signo onde acontece, é a energia de que a Terra precisa. Caranguejo relaciona-se com cuidar, com casa e família, com as nossas raízes familiares, com sentimentos e emoções, com o cuidar de todos estes temas. A um nível global a Terra é considerada a nossa casa e a nossa grande Mãe… precisamente temas de Caranguejo!

O primeiro eclipse solar em Caranguejo desta série foi a 18 de Julho de 2018, depois 2 de Julho de 2019 e agora, nesta Lua nova, temos o último. Durante todo este tempo aprendemos a melhorar a forma como expressamos Caranguejo? Nos próximos meses (os efeitos dos eclipses arrastam-se no tempo) vamos ter oportunidade de sobra para colhermos os frutos. Como já reparámos, estamos com um pé num futuro que se desenha de uma determinada forma, e naturalmente nos suscita uma forma de sentir particular. Há razões de sobra para convivermos com a negatividade associada às mais diversas circunstâncias. Mas a negatividade tira-nos tudo! Tira-nos o bem estar, tira-nos a saúde, tira-nos a objectividade e o sangue frio que necessitamos para resolver os problemas mais bicudos. O nodo norte da Lua está em Gémeos. Qualquer nodo norte é sempre a atmosfera que nos traz a sorte, a felicidade, a cura, a certeza de dias melhores. Gémeos relaciona-se com capacidade de pensar com inteligência. Esta capacidade é esmagada por qualquer tipo de negatividade emocional. Segundo António Damásio, no livro Ao encontro de Espinosa, “A tristeza, por exemplo, é acompanhada por uma produção reduzida de imagens mentais e por uma atenção excessiva para essas poucas imagens”. Gémeos também se relaciona com diversidade, com pensamentos e ideias apontando diversas direcções, diversas soluções se for o caso. Um atributo bloqueado se nos mantemos no ambiente mental proporcionado pela tristeza. Este é apenas um dos exemplos dos danos que se podem esperar quando não sabemos reverter estados emocionais negativos. É importante referir que sentimentos e emoções negativos cumprem uma função importante, mas essa função não tem nada que ver com alimentarmos e mantermo-nos demasiado tempo mergulhados nessa negatividade.

A Lua nova fez um quincúncio a Saturno retrógrado em Aquário (recordem a noite de Sábado, e as primeiras horas de Domingo). É um aspecto de tensão, de atrito, uma necessidade de acertarmos propósitos (Sol) e emoções (Lua) perante aquilo que perspectivamos para o futuro (global e individualmente). Ciência e tecnologia, amigos e grupos específicos com os quais partilhamos visões e opiniões podem estar em causa, também temas associados a liberdade ou à ausência de liberdade… Saturno limitou claramente as nossas liberdades e isso deixa muitos de nós irritados e frustrados. Não tarda, Saturno vai reentrar em Capricórnio e vamos entrar num processo de revisão da realidade da nossa imagem social, onde cabem as actividades profissionais; há danos neste sector. Depois da crise sanitária vamos ver a dimensão da crise social. Vamos ver a crise civilizacional. Vamos precisar bastante de saber nos manter confiantes e o mais calmos possível para que mentalmente possamos encontrar as soluções adaptadas ao nosso caso concreto.

Marte porém não vai facilitar em nada a tarefa da “calma”! Tem transitado por Peixes, andamos mais sonolentos e dorminhocos, mais passivos na acção, mais distraídos e com mais necessidade de nos matermos em off. Mas isto em breve vai mudar radicalmente! No dia 28 de Junho, dá-se o quarto crescente e Marte entra em Carneiro… que pontaria! O “guerreiro” que todos temos, vai aparecer em todo o seu esplendor. Um “guerreiro” cheio de energia e vontade de vencer os obstáculos! O lado positivo está disponível para quem tiver a assertividade necessária direccionada aos objectivos que nos motivam. Assertividade, essa capacidade mágica de não perdermos os nossos interesses de vista, mas sem atropelarmos os interesses dos outros. Saturno ainda estará em Aquário e um lema apropriado será: a minha liberdade acaba onde começa a liberdade do outro. O lado negativo porém vai estar presente também, e bastante evidente, porque não é novidade para ninguém que somos uma humanidade ainda muito pouco “crescida”! Espere-se um crescendo na agressividade e na violência, nas lutas irracionais pelo direito à minha liberdade e ao “meu quinhão”, esperem-se mais conflitos nas relações.

Se por acaso, por distracção ou porque a vida é demasiado ocupada e preenchida por coisas “muito importantes” que nos solicitam sistematicamente a atenção, ainda não percebemos a importância de sabermos cuidar do nosso plano emocional, podemos ter razões de sobra para perceber isso finalmente, nomeadamente porque bons frutos não vão simplesmente aparecer. Eventualmente teremos que acordar para a importância de valorizar acima de tudo a maneira como “casamos” a mente e o plano do sentir. Tem que ser um casamento harmonioso. Vénus retrógrada em Gémeos, revendo o valor do pensamento, Mercúrio retrógrado em Caranguejo, revendo o que pensamos da vida familiar e das emoções, podem assinalar este casamento de amor.

Se o pensamento e a emoção fizerem as pazes, eles dirão para a montanha: “Afasta-te”. E ela afasta-se.

Evangelho de Tomé (https://pt.wikipedia.org/wiki/Evangelho_de_Tom%C3%A9)

De uma maneira geral todos temos consciência da importância do pensamento positivo. Constata-se porém, que ainda não se dá igual importância aos sentimentos e emoções positivos, àquilo que eu designo como qualidade emocional. Resultado: as montanhas (os obstáculos, as dificuldades) não se afastam, e pelo contrário crescem atrevidamente diante dos nossos passos, cortam-nos o caminho. E vamos mais uma vez perceber isso, talvez com mais força do que nunca, porque é urgente mudarmos e aparentemente só nos dispomos a mudar quando as montanhas se tornam grandes demais.

Símbolo Sabiano da Lua nova (tema geral da Lua nova): Num barco uma bandeira é enrolada, outra é desfraldada (Transição, mudança)

Para consultas ou solicitar o Manual para a Qualidade Emocional, contacte por msn privada ou pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem de DarkWorkX no Pixabay

 

Share Button

Astrologia do dia – Sexta-feira 19 de Junho

A Lua entrou em Gémeos e fez conjunção a Vénus por volta das nove horas. Emoções e sentimentos foram a via perfeita para entendermos como estamos a funcionar mentalmente. Exemplo: se a mente conseguiu reverter um sentir mais inquieto, temos uma mente que sabe apoiar o nosso bem estar interior. Vénus retrógrada em Gémeos conduz-nos por um processo onde revemos o valor dos nossos processos mentais e de comunicação, o que pode ser posto à prova durante o dia. A Lua não vai fazer aspectos relevantes a outros planetas, o que significa que a energia de Gémeos vai manifestar-se muito livremente… bem apropriado ao fim da lunação de Gémeos (a próxima Lua nova vai ser no Domingo). Aspectos negativos de Gémeos como instabilidade emocional, dispersão e necessidade de falar até gastar as cordas vocais podem marcar presença e provavelmente não nos deixarão criar uma realidade gratificante. Teremos força mental e emocional suficiente para nos sintonizarmos com o lado positivo de Gémeos, ou seja seremos capazes de fazer muitas coisas sem perder o foco principal, seremos capazes de dialogar (falar e ouvir), seremos capazes de ser objectivos sem que as emoções nos atrapalhem os pensamentos? De forma muito específica com a nossa mente, sentimentos e emoções predominantes vamos criar as circunstâncias deste dia. É mais do que o suficiente para percebermos o valor da mente associada ao que sentimos. Esta dupla mente/sentir é a responsável pela criação da realidade, tão só isso.

Para consultas ou solicitar o Manual para a Qualidade Emocional, contacte por msn privada ou pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem de Gerd Altmann no Pixabay

Nascer do Sol: 6.16 h (O primeiro pássaro-das-cem-línguas (mockingbird) na Primavera)

Share Button

Astrologia do dia – Quarta-feira 17 de Junho

A Lua em Touro faz sextil a Mercúrio em Caranguejo, que está de malas aviadas para… retrogradar. Isto significa que há uma boa probabilidade de pensamentos vindos dos confins da memória bateram à porta e entrarem sem se fazerem convidados. No banco de memórias existem as boas e as más, sendo que qualquer delas aparece com um poder extraordinário de afectar as emoções. Isto é necessário para revermos o que pensamos, neste caso dos temas de Caranguejo. Portanto são as experiências familiares aquelas que estão sob escrutínio. Somos nós, moldados por tudo o que já vivemos, que colocamos um rótulo aos acontecimentos, é a nossa lógica a manifestar-se, são as interpretações que fazemos. Portanto quantas vezes ficámos tristes, chateados ou desesperados apenas por uma interpretação errónea? Depois essa interpretação errónea vai imediatamente determinar a queda da qualidade de bem estar interior. Mas por hoje, com a Lua em Touro podemos usar como antídoto tarefas bem simples para manter a calma necessária que ajuda a perceber como há sempre uma outra perspectiva seja qual for a questão em análise. Podemos estimular os sentidos físicos, o olfacto por exemplo com aromas do nosso agrado (adoro cheirar alfazema), podemos cozinhar e tratar das plantas, mexer na terra, podemos tirar uns minutos e planear uma melhor gestão dos recursos disponíveis, sejam recursos materiais sejam as coisas que mais gostamos e sabemos fazer, podemos nos dedicar a criar mais conforto ao nosso redor. O que não podemos nunca, é deixar que pensamentos e emoções negativas tomem o controlo da nossa vida. Quer dizer, poder podemos, há gostos para tudo e tudo é aprendizagem, mas…. enfim…. cada um faz o que quer…. eu por mim, um dia fartei-me de dias cinzentos… são monótonos…. sei lá…. fartei-me, pronto!

Para consultas ou solicitar o Manual para a Qualidade Emocional, contacte por msn privada ou pelo mail acasanafloresta.astrologia@gmail.com

Imagem de Hans Braxmeier no Pixabay

Share Button