Astrologia do dia – 18 e 19 de Setembro

A Lua está em Balança, e entre hoje e amanhã vai fazer quadratura aos planetas em Capricórnio, Júpiter, Plutão e Saturno.

Este posicionamento da Lua torna as relações com os outros mais apelativas e também nos revela o quanto conseguimos manter a harmonia interior, sobretudo quando nos confrontamos com aqueles de quem não recebemos exactamente o feedback mais desejado. Podemos partilhar o nosso tempo com clientes, colegas de trabalho, com os pais dos amigos e colegas dos nossos filhos, com os nossos próprios amigos e conhecidos até com aqueles que nos atirariam de bom grado ovos podres porque discordam das nossas opiniões. Tenho para mim que estes últimos, são aqueles a quem mais deveríamos agradecer porque sem dúvida nos mostram como nos aguentamos sem perder o norte…. ou perdemos? Ah também devíamos agradecer àqueles com quem nós discordamos tanto que nos deixam com os nervos esfrangalhados. É que ninguém é perfeito, claro que nos podemos enervar mas convinha ser só durante um bocadinho… ou costuma ser durante muito tempo, tipo o dia todo? Será que temos noção de que todas as formas de insatisfação alimentam o nosso corpo de dor, e que quanto maior este for, mais insatisfação vamos atrair? Pior, não é assim que vamos mudar o mundo, não é assim que vamos evitar o inevitável. Pior ainda, só vamos nos fazer mal a nós próprios e por isso perder condições para construir um futuro melhor!

Por hábito, porque vivemos numa civilização que sobrevaloriza o que se passa no exterior de nós mesmos, tendemos a olhar sistematicamente para fora e isso acentua-se quando por exemplo a Lua está em Balança, já que é uma energia social, virada para os outros. Mas valia muito a pena lembrarmo-nos que o Sol está em Virgem e a energia que por agora temos que “regar” é Virgem. Será que o nosso Sol tem força suficiente para fazer valer a sua vontade? Ou será que a Lua necessita tantos do universo das relações que sabota qualquer tentativa de nos dedicarmos a outras tarefas, talvez bastante mais eficazes para melhorarmos a nossa existência?

A vida é como o malabarismo, para resultar temos que manter as bolas todas em movimento.

Imagem

 

Share Button

Lua nova de Virgem, Setembro 2020

Lua nova no grau 25º00´de Virgem, 12.00 h, 17 de Setembro 2020

Palavras-chave para Virgem: Capacidade de análise racional – discriminação, capacidade de separar o trigo do joio – eficiência – humildade – atitudes discretas (o contrário de dar nas vistas relacionado com Leão) – método – organização – estudo – atenção à saúde e à higiene – gosto por ser prestável – atenção a detalhes – rotinas de trabalho profissional e doméstico – aperfeiçoamento individual através de métodos adequados a cada pessoa – serviço aos outros – maior valorização de um serviço bem feito do que aplausos

Características negativas: Tendência a culpar, sentimentos de culpa, pessimismo, perfeccionismo, obsessão com o trabalho e a higiene, atenção excessiva a detalhes sem importância, hipocondria, crítica excessiva

Se temos uma Lua nova em Virgem, então são os temas de Virgem que vão ganhar destaque. Ao longo da lunação irão aparecer quer os aspectos positivos quer os aspectos negativos. Aqueles que prevalecerem indicam-nos o quanto sabemos usar, ou não, esta energia em nosso proveito. Atendendo a que há um trígono exacto a Saturno em Capricórnio, quem souber maximizar os aspectos positivos e minimizar os aspectos negativos vai criar um impacto positivo na realidade material. Agora resta saber se as nossas percepções, que nascem das nossas crenças, e se a nossa vontade nos permitem tal façanha! Porque digo isto? Porque vivemos há milénios numa civilização que gosta e cultiva as aparências de grandiosidade, que cola o sucesso pessoal ao estatuto social e actualmente ao estatuto profissional, que desvaloriza os pequenos passos dados longe dos olhares dos demais, as rotinas diárias mais humildes e desprovidas de glamour. Perguntamos ao google quais são as maravilhas do mundo e a resposta confirma exactamente o que disse. É tudo grandioso, sejam edifícios, sejam paisagens naturais, sejam cidades. Porque é que um átomo, ou mesmo uma partícula sub atómica não é considerada uma das maravilhas do mundo? Afinal eles são os elementos que dão corpo a literalmente tudo o que existe materialmente! Porque é que não aparece como absolutamente maravilhosos o processo que une um minúsculo espermatozóide a um óvulo e que dá origem a um bebé com sei lá quantas células diferentes, tantas quantos os órgãos necessários à vida? E um malmequer porque raios e coriscos não é considerado uma obra prima da Natureza? Com estes conceitos do que é maravilhoso, com a nossa vontade legítima de criarmos uma vida maravilhosa, como vamos “engolir” que são os atributos de Virgem aqueles que de momento nos podem conduzir a uma reformulação e melhoria significativa da nossa vida. Ou já reeducamos o nosso inconsciente (a Lua) ou simplesmente não conseguimos. Estamos numa mudança de paradigma civilizacional e isto é uma das coisas que temos de mudar: não são as grandes realizações à vista de toda a gente que vão fazer a menor diferença. Vou contar outra história que fala do mesmo!

Há anos atrás vi uma entrevista do naturalista britânico David Attenborough em que ele referia a importância dos programas de conservação dos grandes mamíferos como os Tigres e os Pandas. Era uma forma de sensibilizar o público em geral para a necessidade de preservarmos a vida e os ecossistemas naturais. Porém, verdadeiramente fundamentais para a vida na Terra são os animais mais desprezados de todos, os insectos e os germes!

Tigres e Pandas, lindos, maravilhosos – Capricórnio

Insectos e vermes ….. ai que nojo….. os fundamentais! – Virgem

Vá…. confessem, quais escolheriam ser? Atenção, a civilização que conhecemos (Capricórnio) está em decadência e decomposição, já repararam?

Mas tenho mais para partilhar e é mesmo muito interessante! É o que se segue.

Na antiguidade, as estrelas fixas tiveram um papel muito relevante em astrologia. Naturalmente que hoje em dia se quisermos podemos estudá-las e farão parte das nossas análises. Não é um tema que tenho explorado, está em stand by, porque as 24 horas do dia não esticam e há muito mais vida para além da astrologia! Já nem sei o que pesquisava, quando encontrei um artigo sobre uma dessas estrelas fixas, a Regulus, que durante alguns milhares de anos esteve em Leão. Vamos às palavras chave para esta estrela de forma a percebermos o seu significado:

– Regulus  é uma estrela real e é guardiã do norte.  Todas as estrelas reais nos prometem-nos um grande potencial de sucesso, desde que, claro, o signo onde estão seja expresso pelos seus atributos positivos. No site Cova do Urso, do António Rosa…. quem se lembra dele, ou quem o conheceu?… retirei o seguinte: Honras. Glória. Sorte. Êxito social. Generosidade e grandeza de alma. Provações difíceis. Amor pelo poder. Independência do carácter. Grande ambição. Sentido da justiça. Liderança. 

Esta circunstância de termos vivido numa civilização que valorizou o grandioso, o brilho das grandes obras também se pode relacionar com a presença desta estrela real em Leão, o signo associado por exemplo à realeza. Mas entretanto, a “única coisa que permanece é a impermanência” e Regulus já deixou Leão entre 2011 e 2012. Percebe-se o que isto significa certo? Sem rotinas de organização diária e atenção à saúde, sem estudo, sem capacidade de percebermos o que serve e não serve, sem usarmos a mente racional, sem darmos atenção aos detalhes importantes, sem a capacidade de distinguir o que é importante e não é, sem estarmos disponíveis para ajudar os outros na medida das nossas possibilidades e saberes, não haverá glória nem sorte, nem êxito social, nem grandeza de alma, nem sentido de justiça, nem a dose certa de ambição. E outra coisa: se rejeitamos as provações difíceis também não vamos ter os resultados pretendidos. A provação mais difícil de todas pode ser aquela de destruirmos a imagem que fazemos de nós próprios, aquela que herdámos karmicamente e aquela que tentámos construir à imagem e semelhança da civilização que agora cai a olhos vistos! Se está na ordem do dia sermos insectos então que sejamos borboleta, mas…. antes de sermos borboletas temos que aceitar ser lagartas!

Tudo o que está exposto pode desafiar tanto os nossos valores, até a nossa auto estima! “O quê? Eu Tigre sou menos fundamental que os vermes? Onde já se viu semelhante disparate!” Pois… de facto a Lua nova faz outro aspecto exacto, desta feita a Urano em Touro. Uma sesquiquadratura, um aspecto de tensão. Das duas uma, ou já encaixamos tudo isto, ou o nosso Sol vai ter uma desafio gigantesco para convencer a Lua a colaborar. O Sol simboliza o consciente. A Lua o inconsciente. E 95% dos nossos comportamentos é determinado pela Lua. Um inconsciente que se recusa sair do pedestal onde se habituou a existir, só vai vergar pelo peso dos insucessos. Um dia finalmente começa o processo. Por isso se diz que evoluímos pela dor e pelo sofrimento. Se o decorrer da lunação não for brilhante, considerem-se com sorte, pode ser que isso sirva para recomeçarem, desta vez pelo princípio. Pode ser o princípio da revolução de valores que Urano se encarrega de simbolizar.

O vídeo perfeito no contexto do que escrevi: https://www.facebook.com/alfredo.carima/videos/10221406083693916

Imagem: Estão a ver a Regulus a brilhar no cabelo de Virgem? 🙂

 Imagem

Share Button

Astrologia do dia

A Lua entrou em Leão. Desde que reparei preto no branco, que com este posicionamento da Lua todos estamos mais autênticos, emocionalmente estamos fundidos com o nosso Eu mais genuíno, não deixo passar a oportunidade de:

– Observar muito bem o que penso, o que sinto, o que faço. É uma forma bem fácil de verificarmos se andamos a alimentar o corpo de dor (quem não viu o vídeo do Eckart Tolle talvez seja boa ideia ver) ou se andamos a alimentar aspectos positivos do nosso Ser.

– Observar as outras pessoas com olhos de detective. Estudar e compreender a natureza humana tem sido fascinante, e com a ferramenta astrologia revelador igualmente. 

Entretanto esta última lunação foi em Leão, já vai estando perto do fim e vale bem a pena fazermos um balanço. Até agora estamos mais para o lado da alegria, da confiança, do optimismo, ou pendemos mais para o drama? Hoje já observei pelo menos dois “dramas” alheios. Um dia destes, por alturas do quarto crescente, e porque para mim estas semanas têm sido um teste para verificar o quanto me consigo manter afastada dos “dramas da vida”, estava a reflectir acerca da minha performance, quando na cabeça soou uma canção:

É melhor ser alegre que ser triste

A alegria é a melhor coisa que existe

É assim como o Sol no coração

(Giro porque o autor, junta alegria, Sol e coração, três coisas que se associam a Leão e lembro-me disto numa lunação de Leão….)

Mas para fazer um samba com beleza 

é preciso um bocado de tristeza

É preciso um bocado de tristeza 

Senão não se faz um samba não

Sim, precisamos de um pouco de sentimentos e emoções negativas para nos alertarem de que estamos a entrar em território minado. Mas nunca para mergulhar fundo e por lá ficar, tornando desta forma a vida num “dramalhão” de ir às lágrimas! De qualquer maneira, aqueles que estão afastados da alegria, que não sentem o Sol no coração, têm desculpa! Lembram-se da missão por detrás do eclipse solar de Caranguejo? Lembram-se do que é suposto fazer com o eclipse solar em Caranguejo? Era bom lembrarem-se! Mas eu ajudo: o eclipse diz-nos que ou sabemos cuidar das emoções e da vida privada ou podemos estar bem lixados! Quanto à missão, tem Saturno em Leão. Onde há Saturno não há facilidades, há antes muito esforço para viver o lado positivo do signo. A missão é algo que se está a desenrolar pelo menos até ao próximo eclipse, e portanto o esforço e as dificuldades vão continuar. Isto significa que esta lunação de Leão tem uma grande importância, porque pelo menos nos indica se estamos bem preparados para um futuro de melhor qualidade ou se estamos ainda longe. É a qualidade emocional, é a capacidade de manter o Sol no coração mesmo em momentos sombrios, que afasta o “mau karma”. E foi por isso que um dia apareceu o Manual para a Qualidade Emocional. 

Informações sobre o Manual e outras consultas aqui: http://acasanafloresta.com/servicos-e-contacto/

Querem o samba? Aqui está: https://www.youtube.com/watch?v=4rlzdn9xk6c

Imagem

Share Button

Corpo de dor, segundo Eckart Tolle

Há anos atrás li o livro do Eckart Tolle, o Poder do Agora. É aí que ele fala do “corpo de dor”. Senti uma facilidade tremenda em entender o que está em causa, nomeadamente porque tinha um corpo de dor tremendo! O que estamos a viver colectivamente é o corpo de dor de toda a humanidade. Temos que o aguentar e paralelamente temos o nosso corpo de dor mais individual. É uma dose dos diabos! Sinto-me sortuda porque desde há anos tenho deixado o meu a passar fome, mas mesmo assim ainda mexe…. por enquanto! Em astrologia evolucionária, nos mapas natais, os planetas Urano, Neptuno e Plutão assinalam características do nosso corpo de dor. Mais uma vez em AE a palavra trauma aparece associada a estes planetas. Quem souber ver no seu mapa onde eles estão, vejam lá se não são áreas problemáticas, com frustrações, insatisfações várias e ….. trauma! Se não neutralizamos não nos livramos da dor. E acreditem… temos mesmo que o fazer. O futuro que está para vir não permite corpos de dor, pelo menos não do tamanho que temos actualmente! No fundo o Manual de Qualidade Emocional é para isso que serve. Preparem-se para o futuro!
Share Button

Astrologia do dia – 9 e 10 de Setembro

A Lua está em Gémeos. Amanhã acordamos com uma quadratura ao Sol em Virgem e outra a Neptuno em Peixes. Marte em Carneiro ainda hoje fica retrógrado. Sol em Virgem trígono a Júpiter

O dia decorreu com a Lua em Gémeos e portanto comunicar, trocar pontos de vista, pesquisar e absorver informações esteve na ordem do dia, porque com consciência disso ou não, esta foi a uma forma de criarmos bem estar interno. Até podemos ter sido vítimas de uma coisa muito típica deste posicionamento quem é falta de foco, dispersão, situação que pode manter-se com a quadratura a Neptuno. Mas a correcta utilização da energia de Gémeos pode ser também uma via eficaz para continuarmos a trazer os nossos sonhos à realidade concreta.

Amanhã entramos em quarto minguante, e com a Lua nesta fase o ideal seria fazermos minguar também predisposições emocionais que nos prejudicam, ou impedem mesmo, adoptarmos objectivos que contribuam para melhorarmos a existência numa base diária. Isso é o que o Sol em Virgem quer mas que a Lua tem o poder de não permitir. E a Lua são as nossas reacções emocionais e sentimentos mais profundos, fortemente instalados nas profundezas no nosso inconsciente. Por isso se diz que somos o nosso pior inimigo. Acontece que aquele trígono do Sol a Júpiter é a indicação clara de que se queremos sorte, abundância, uma vida recheada pelo bem, temos que fazer valer a capacidade de nos organizarmos, de criarmos rotinas eficazes e saudáveis, de estudarmos matérias que possam nos abrir horizontes de conhecimento, de saber distinguir detalhes importantes, de ajudarmos os outros. Aliás, na recta final da lunação de Leão, uma vez que esta aconteceu no fim de Leão e o Sol rapidamente entrou em Virgem, esta energia teve um papel muito importante em termos de “boas vibrações”.

Entretanto não tarda nada, ainda hoje, Marte fica retrógrado em Carneiro. Tempo para reformularmos a nossa forma de agir, a nossa postura perante os outros, o mundo e nós mesmos! Como e para onde dirigimos a nossa energia? As experiências do dia contribuíram para o pontapé de saída relativamente a este processo. Estão prontos a mudar o quê só para começar?

Como não sou excepção, as experiências do dia, nomeadamente informações a que tive acesso num vídeo que vi “por acaso”, foram a pedra de toque para decidir ser mais explicita quando ao Manual de Qualidade Emocional. O que se passa é que mais ou menos toda a gente sabe que vivemos uma época de transição planetária. Fala-se que estamos a entrar na Era de Aquário. Vamos mudar muito enquanto humanidade, o processo está a aproximar-se e é assinalado pela entrada de Plutão em Aquário em 2024. Vamo-nos tornar uma humanidade melhor, tão melhor que só têm lugar neste planeta aqueles que estiverem disponíveis a aumentar a sua própria vibração. Aumentar a vibração é nada mais nada menos que aumentar a qualidade emocional que nos caracteriza. Não são os planetas que vão enviar amorosamente a sua energia, e nós sem trabalho nenhum beneficiamos do processo. É cada um de nós, eventualmente com muito sangue suor e lágrimas que tem de destruir aquilo que é neste momento. Também se fala de um momento de despertar de toda a humanidade. Certo! Mas isto é altamente destruidor da imagem que fazemos de nós próprios e por isso as resistências podem ser enormes. Exemplo concreto: aquelas coisas que passamos a vida a adiar apesar de sabermos que deviam ter sido assumidas há muito. Seguirmos escrupulosamente as orientações no nosso mapa é uma das maneiras de conseguirmos isto. Mais informações aqui: http://acasanafloresta.com/servicos-e-contacto/

Imagem

Share Button

Astrologia do dia – 7 e 8 de Setembro

A Lua em Touro fez conjunção a Urano logo cedo pela manhã, e faz agora trígono a Júpiter, Saturno e Plutão em Capricórnio, sextil a Neptuno em Peixes.

Sabem aquela do “devagar se vai ao longe”? Então, ao devagar juntem paciência, juntem uma boa gestão dos nossos recursos externos e internos de forma a aumentarmos a qualidade de vida material. Com a Lua em Touro são posturas desta natureza que nos dão o bem estar interior necessário para nos irmos sintonizando com melhores circunstâncias no exterior, quer sejam directamente ligadas ao papel social que desempenhamos, quer sejam na sociedade em que nos inserimos. Mas entretanto temos um mundo que virou um caos, em alguns casos o impacto directo na nossa vida pessoal é enorme, e admito que não é fácil mantermo-nos impávidos e serenos perante este cenário. E no entanto é a única saída se queremos contribuir positivamente para a resolução dos problemas, se queremos também manter a sanidade mental e emocional! Mantermo-nos no centro do furacão… expressão comummente usada… mantermo-nos centrados, enraizados, mantermos a qualidade emocional, é a forma de não sermos engolidos pela loucura instalada. Mas é claro que pode acontecer precisarmos de uma autêntica revolução interna para conseguirmos manter a calma perante tempos de crise, até para querermos dar prioridade ao bem estar interior, pode ser necessário uma grande reviravolta interna! Permitir que mais um passo seja dado neste sentido foi o papel da conjunção a Urano. Mas nós temos algum livre arbítrio, podemos escolher manter as mesmas posturas que sempre nos caracterizaram, e se estas estiverem desactualizadas a ligação da Lua a Urano foi apenas mais um momento de stress, insatisfação, frustração. Vale a pena acrescentar que muitas vezes, se não sempre, as nossas opções levam em conta o amor próprio, ou seja, fazemos umas coisas e recusamos outras por amor próprio. Mas o que fez sentido um dia, pode hoje não fazer mais e actualizar a maneira como nos atribuímos valor é mais outra das tarefas que temos pela frente, e que está simbolizada pelo trânsito de Urano.

Amanhã a Lua continuará em Touro, e o que foi indicado continuará válido.

Querem ver um exemplo prático e ainda por cima divertido? Então aqui vai: https://www.facebook.com/opsicologooficial/videos/335908100627321

Serviços prestados http://acasanafloresta.com/servicos-e-contacto/

Imagem

Share Button

Astrologia do dia 5 e 6 de Setembro

Há dias atrás, enquanto cuidava da relação que tenho com as dimensões extra físicas… ou seja enquanto desenvolvia a minha prática espiritual habitual, recebi um insight em forma de pergunta: agir ou reagir? Hummm fiquei a pensar nisto, fui pesquisar matérias que me parecessem interessantes e num artigo o autor dizia que quando reagimos somos espectadores do passado, quando agimos construirmos o futuro. Tenho pensado sobre isto e concordo que quando agimos fazemos coisas que criam impacto no futuro, mas…. resta saber se as acções escolhidas são as certas. Explico: reparei que quando reagimos a algum estímulo logo de seguida é normal tomarmos uma decisão e agimos em conformidade. Mas se o que determina a acção for a reacção, então depois de sermos espectadores do passado (reacção) vamos agir de forma a reproduzir esse mesmo passado. Mesmo que estejamos a reproduzir algo que a nossa percepção considera positivo, mais cedo ou mais tarde, vamos ter que optar de outra maneira. Pensem naquelas alturas em que parece que a Vida nos pregou uma grande partida. Às vezes simplesmente o que se passou foi que chegou a hora de fazer diferente! Portanto a chave está em agirmos com mais consciência do que fazemos e não como reacção a alguma coisa. O mais curioso é que os comportamentos podem ser iguais, mas a motivação ser completamente diferente. Ora, é a motivação que vai fazer toda a diferença! A razão pela qual isto é assim dá pano para mangas e não será agora que vou explorar este tema. Isto assim fica muito vago, mas eu tenho o exemplo perfeito.

Vou pegar na experiência da Anita Moorjani (se não sabem quem é, o google e o youtube respondem com todos os detalhes). Resumindo, na sequência de ter acompanhado uma amiga e um familiar ambos com cancro, a reacção dela foi começar a cuidar o melhor que podia da sua saúde, alterando hábitos e alimentação. Qual a motivação? Medo! Medo de passar pelo mesmo. Pois bem, apesar de tantos cuidados desenvolveu a doença! É ela mesmo, que hoje chama a atenção para o facto de ter falhado, pois na base da decisão de agir, estava o medo. Qualquer um de nós pode e deve escolher ser mais saudável porque sabe que essa é a escolha mais acertada. Mas se decidimos ser mais saudáveis por medo de ficarmos doentes, podemos ver frustradas as nossas intenções.

A conclusão é que devemos agir com mais consciência e não por medo disto ou daquilo, ou porque queremos fugir de alguma situação que consideramos desagradável. Ontem, mais uma vez enquanto decorria a minha prática espiritual, o Universo conduziu-me para isto: “Tudo o que rejeitamos apodera-se de nós. Tudo o que respeitamos deixa-nos livres” – Bert Hellinger

Ora muito bem, a Lua tem estado em Carneiro, fez quadratura a Plutão em Capricórnio e agora, Sábado à noite, aproxima-se da quadratura a Saturno também em Capricórnio e de um conjunção a Marte. Há aqui muito impulso para agir, muita necessidade de não ficarmos quietos. Porém agir como? Agir apenas e só como consequência das nossas reacções habituais às circunstâncias? É que podemos estar fadados ao fracasso, ou pelo menos podemos estar a desbaratar energia que poderíamos canalizar para outro lado. Entretanto Marte vai ficar retrógrado muito brevemente, mas podemos desde já começar a rever com muita seriedade de que forma agimos habitualmente, e/ou qual a motivação.

Amanhã a Lua entra em Touro. Ficarmos sossegaditos no nosso canto, cultivando a paciência e os prazeres simples da vida, enquanto organizamos as nossas rotinas (Sol em Virgem) pode ser um bom programa de Domingo. Vénus vai entrar em Leão, sugere valorizarmos e incluirmos também as actividades de tempos livres, talvez com as crianças do nosso clã, se existirem. Mercúrio entrou em Balança, simpatia e diplomacia na conta certa tornam a vida mais bela. Vamos lá então não dar cabo dela!

Nota final: aquela da prática espiritual habitual saiu-me em tom de brincadeira. Sim, de facto há uma prática que me coloca em estreita ligação ao Todo em que estamos mergulhados, mas não é nada parecida com as práticas a que nos habituámos a considerar espirituais. É algo tão trivial que não vos passaria pela cabeça. No máximo acendo um incenso! A magia de ler um mapa astrológico é que tudo sai personalizado, até as práticas espirituais adequadas a cada um de nós!

Análises exclusivas de Uma Casa nas Estrelas: Missão a cumprir e Manual de Qualidade Emocional (que inclui a prática espiritual … ) Mais informações: http://acasanafloresta.com/servicos-e-contacto/

Imagem

 

Share Button

Astrologia do dia – 3 e 4 de Setembro

A Lua esteve em Peixes durante todo o dia, mas entretanto já está em Carneiro. Foi sucessivamente fazendo oposição a Mercúrio em Virgem, sextil a Plutão e Saturno em Capricórnio, trígono a Vénus em Caranguejo. Virgem, Capricórnio e Caranguejo representam trabalho, responsabilidades a cumprir, neste caso tanto no domínio da vida privada quanto pública e em alguns casos habilidades de malabarismo seriam necessárias se quiséssemos desempenhos impecáveis em todas as vertentes. Mas a manutenção da estabilidade emocional, que interessa sobremaneira, passou pela aceitação de que não somos, nem é suposto sermos perfeitos, muito menos robots sempre prontos a produzir trabalho de excelência. Passou também pela descontracção e confiança na Vida enquanto enfrentamos as dificuldades, quaisquer que sejam. Uma boa relação com as dimensões não materiais da existência garante esta postura de reconhecimento da realidade material e dos seus desafios, mas simultaneamente do reconhecimento que o Universo conspira em nosso favor e tudo o que precisamos é nos manter calmos e estáveis.

Entretanto a Lua já está em Carneiro. Agora a história é outra! Agora temos energia para agir e fazer acontecer o que estiver na nossa mão. Claro que por hoje, fim do dia, melhor será preparamos uma boa noite de descanso para amanhã então, agirmos com o que tivermos em mente. A Lua vai estar em Carneiro sem fazer aspectos a outros planetas e portanto reacções e acções estarão fortemente determinadas pela necessidade de moldarmos a realidade de acordo com as nossas próprias aspirações. Vamos reagir mais ao que nos tira a liberdade e impede os nossos interesses pessoais de vingarem, mas o ideal é imediatamente agirmos de forma certeira em relação ao nossos objectivos. Muitas vezes para conseguirmos isto, temos que literalmente ignorar “provocações”, venham elas de onde vierem, de outros, ou do nosso próprio inconsciente que nos instiga a determinados comportamentos que não nos levam a lugar nenhum!

A “Missão a cumprir” e o “Manual para a Qualidade Emocional” são duas análises exclusivas de Uma Casa nas Estrelas. A primeira dá informações muito interessantes e importantes em relação ao papel que temos para desempenhar na nossa vida. A segunda é mais fundamental para criarmos a nossa vida de forma consciente, reagindo menos e agindo de forma certeira de maneira a nos alinharmos com quem realmente somos. Só assim a Vida nos é favorável. Mais informações: http://acasanafloresta.com/servicos-e-contacto/

 

Imagem veio daqui: https://pt.depositphotos.com/similar-images/21929219.html?qview=52673369

 

Share Button

Lua cheia em Peixes, Setembro 2020

Lua cheia em Peixes, Sol em Virgem, graus 10º12´, 2 de Setembro, 6h22m

O Sol em Virgem faz trígono a Urano em Touro. A Lua em Peixes faz sextil a Urano.

Hoje, como sempre aliás, podemos oscilar entre sentirmo-nos em estado de graça ou de desgraça. Talvez o mais comum seja situarmo-nos algures entre estes dois pólos, sendo que no meio estará a virtude. Esta virtude está garantida se tivermos um pé em Peixes e outro em Virgem, se tivermos um pé no universo onde moram os nossos sonhos e ideais mais queridos, um pé onde há fluidez, descontracção perante os problemas, um pé no mundo das borboletas que entoam mantras e queimam incenso, fazem rituais à Lua brilhante no céu, e o outro pé no universo das coisas da vida prática, do trabalho, das regras e rotinas, dos hábitos que nos tornam fortes e saudáveis, das tarefas que podem ser enfadonhas mas nem por isso menos necessárias à boa qualidade da nossa existência, um pé no mundo das lagartas atarefadas que um belo dia saberão com eficácia envolver-se num casulo. Dá-se até esta curiosidade, sem lagarta não há borboleta, mas se a borboleta não põe ovos para deles nascerem as lagartas, extinguem-se as borboletas. Portanto a beleza do processo está em permitir que as energias de Peixes e Virgem se complementem sem que uma seja mais fundamental que a outra!

Com a Lua em Peixes é preciso nos lembrarmos duma coisa importante. Às vezes a realidade material, é-nos tão desconfortável, tão desafiadora, que podemos ter tendência a enfiar a cabeça na areia. Isto não é virtude, não é estado de graça, é estado de desgraça disfarçado. Isto não conta, não é assim que viramos borboletas!

Estado de desgraça também pode acontecer se procuramos dirigir todas a nossa atenção e energia para a matéria, para a procura rígida de uma perfeição feita de todos os detalhes encaixarem no sítio certo, à hora certa, como se impecabilidade na execução das nossas tarefas fosse o fim em si mesmo a atingir. A existência tem dois aspectos, o material e o imaterial, um sem o outro não permite nada que não seja vitimização, desilusão, incapacidade de dar forma a uma realidade capaz de nos satisfazer os sentidos mas também o espírito. Às vezes vidas muito arrumadas e organizadas, esterilizadas até, encerram um vazio infinito!

Cada um de nós chegou a este belo planeta azul com tendências mais para Virgem ou mais para Peixes. Felizes dos que já herdaram o equilíbrio adequado, agradeçam aos vossos ancestrais! Aos outros, resta-nos trabalhar para alcançar o caminho do meio. Alguns já começaram, outros nem lá perto e a diferença nestes tempo que correm está em Urano em Touro. Para conseguirmos deixar entrar na nossa vida mais Virgem ou mais Peixes, consoante os casos, precisamos valorizar mais aquilo que cada signo simboliza e que em nós é deficitário. Precisamos fazer uma revolução nos nossos valores, fazer rupturas com o passado, associar o nosso amor próprio a novos hábitos e posturas. Precisamos activar o arquétipo do revolucionário no nossos sistema de valores. Caso contrário ficaremos eternamente lagartas, ou seremos borboletas em extinção! Portanto aqueles em quem este arquétipo está vivo e recomenda-se estarão verdadeiramente em estado de graça!

Agora vamo-nos lembrar de que estamos numa lunação que começou em Leão. Como poderemos ser optimistas e luminosos, liders do nosso nariz e eventualmente de outros também, como pode o nosso coração emanar generosidade e “boa onda”, que pais seremos para os nossos filhos, se estamos em estado de desgraça nem que seja disfarçada? Partilhei há poucos dias um vídeo onde se mostra como até a ciência começa a entender que o nosso sentir cria a nossa realidade. Que realidade estão a criar? Numa noite de Lua cheia em Peixes sintam como se sentem, verifiquem se têm cada um dos pés no sítio correcto. Estado de graça ou estado de desgraça?

Simbologia da borboleta: http://omterapiaseyoga.com.br/2018/05/07/simbolismo-da-borboleta/

Um vídeo sobre o arquétipo do revolucionário: https://www.youtube.com/watch?v=F9T4-AxsLUU&t=318s

Serviços prestados: http://acasanafloresta.com/servicos-e-contacto/

Imagem veio daqui: https://pt.depositphotos.com/stock-photos/borboletas.html?filter=all&qview=11889482

Share Button

Pela Verdade

1 de Setembro
Alô pessoal. Já referi que os próximos eclipses vão ser no eixo Gémeos/Sagitário. Gémeos entre outras coisas é procurar informações de diversas origens, eventualmente comunicar essas informações. Gémeos é regido por Mercúrio que na mitologia era o mensageiro dos Deuses. Portanto Gémeos é muito isto de ler e ouvir de um lado, ir entregar a missiva para para outro lado. É isto que faço, o meu Sol está em Gémeos, limito-me a entregar missivas. No meu caso descodifico as mensagens dos “Deuses” pela astrologia.
Sagitário relaciona-se entre outras coisas com verdade, justiça e ética.
Entretanto já houve um eclipse lunar em Sagitário, foi na Lua cheia de Sagitário em 5 de Junho. Podem refrescar as ideias aqui: http://acasanafloresta.com/lua-cheia-em-sagitario-junho-2020/
Felizmente somos muitos que estamos a contribuir para que Sagitário cresça muito, ganhe força e acabe com as mentiras (mentira faz parte do lado negro de Gémeos). Reparem como até surgiu um movimento de Médicos pela VERDADE. E agora temos o movimento de Médicos Portugueses pela VERDADE que se associa aos seus irmãos de outros países.
Porque só a VERDADE nos libertará (libertação é coisa de Aquário e Saturno vai entrar em Aquário a meio de Dezembro) apoiem este movimento de médicos corajosos que falam por cima do discurso oficial. Se quiserem podem não apoiar, mas então contem que Saturno vos irá prender como nunca porque Saturno em Aquário pode simbolizar fortes limitações à liberdade, aos vossos projectos para o futuro. É escolher, temos livre arbítrio.
Conferência de imprensa dos Médicos pela Verdade em Portugal:
Balanço da conferência de imprensa:
Share Button